Assim Como em 99- ANÁLISE TÁTICA DE JUVENTUDE 2 x 1 BOTAFOGO

Por Nícolas Wagner e Guilherme Monteiro Foi uma noite mágica para o torcedor Jaconero. 20 anos após a inesquecível conquista da Copa do Brasil sobre o Botafogo, o Ju voltou a superar o adversário em um Alfredo Jaconi pulsante, como nos velhos tempos que o Juventude era Juventude. E muito disso passa pelo dedo do técnico Marquinhos Santos. O Ju manteve o 4-1-4-1 como plataforma … Continuar lendo Assim Como em 99- ANÁLISE TÁTICA DE JUVENTUDE 2 x 1 BOTAFOGO

Campeão simbolíco do primeiro turno reencontra o caminho das vitórias: ANÁLISE TÁTICA JUVENTUDE 0x3 FORTALEZA

Por Gêra Lobo e Nícolas Wagner Após quatro jogos sem vitória, sendo duas derrotas e dois empates, a melhor equipe do primeiro turno da Série B reencontrou o caminho das vitórias mais uma vez, e de grande forma. O Fortaleza foi até o Alfredo Jaconi e enfiou um 3 a 0 com autoridade para cima do Juventude. O mais importante de tudo é que o … Continuar lendo Campeão simbolíco do primeiro turno reencontra o caminho das vitórias: ANÁLISE TÁTICA JUVENTUDE 0x3 FORTALEZA

As dificuldades ofensivas e a “Árvore de Natal” do Juventude de Julinho Camargo

Por Nícolas Wagner Foi no sufoco, com mais uma cobrança magistral de falta do zagueiro Fred, que o Juventude conseguiu superar o CRB por 1 a 0 e evitar o que seria o 6º jogo sem vencer e o 10° empate em 16 jogos na Série B. A campanha mediana, que pouco empolgou o torcedor alviverde até aqui, é em grande parte motivada pela dificuldade … Continuar lendo As dificuldades ofensivas e a “Árvore de Natal” do Juventude de Julinho Camargo

Adaptado e competitivo, mas mais uma vez pouco produtivo – ANÁLISE TÁTICA BRASIL DE PELOTAS 1×1 JUVENTUDE

Por Nícolas Wagner Após 18 dias sem jogos, o Juventude voltou a campo na última sexta-feira para o clássico gaúcho da Série B contra o Brasil de Pelotas. Tendo em vista a situação delicada das duas equipes na classificação, além do perfil pragmático dos treinadores Gilmar Dal Pozzo e Julinho Camargo, era esperado um confronto muito físico, picotado e de pouca qualidade técnica. E foi exatamente … Continuar lendo Adaptado e competitivo, mas mais uma vez pouco produtivo – ANÁLISE TÁTICA BRASIL DE PELOTAS 1×1 JUVENTUDE

CONTRA LINHA DE 5, A MESMA DIFICULDADE PARA PROPOR – Análise de Juventude 1 x 1 Paysandu

Por Nícolas Wagner 10 dias após a fundamental, porém inconvincente, primeira vitória na Série B, fora de casa, contra o Boa Esporte, o Juventude voltou a atuar no Alfredo Jaconi na noite dessa sexta-feira (11). Diante do sistema com três zagueiros do Paysandu, a equipe de Julinho Camargo tentou se adaptar, mas novamente teve suas debilidades ofensivas deflagradas, concluindo mais uma partida sem vencer em … Continuar lendo CONTRA LINHA DE 5, A MESMA DIFICULDADE PARA PROPOR – Análise de Juventude 1 x 1 Paysandu