Pedalando rumo ao título – Análise tática de Corinthians 2 x 3 Santos – FINAL BRASILEIRÃO 2002

Por Rodrigo Costa             Num domingo, 15 de dezembro de 2002, Corinthians e Santos se enfrentaram pela segunda partida da final do Campeonato Brasileiro daquele ano. A primeira partida tinha sido 2 x 0 para a equipe santista, com show de Diego, que, lesionado, deixou o gramado logo no primeiro lance do segundo jogo, em seu lugar entrou Robert, com isso, o Santos que jogou … Continuar lendo Pedalando rumo ao título – Análise tática de Corinthians 2 x 3 Santos – FINAL BRASILEIRÃO 2002

A consagração de mais uma geração – Análise tática de Santos 2 x 1 Peñarol – FINAL LIBERTADORES 2011

Por Rodrigo Costa   Uma quarta-feira a noite, dia 22 de junho de 2011 e o Santos se sagrava tricampeão da Libertadores em cima do Peñarol, no Pacaembu lotado. Aquele time sensacional que era comandado por Muricy Ramalho jogava no 4-4-2 em losango, sendo um time mais equilibrado do que a equipe que encantou o Brasil no ano anterior. O time da final (e que … Continuar lendo A consagração de mais uma geração – Análise tática de Santos 2 x 1 Peñarol – FINAL LIBERTADORES 2011

Evolução constante – ANÁLISE TÁTICA DE SÃO PAULO 2 x 1 SANTOS

Por Rodrigo Costa e Pedro Galante Em um Morumbi vazio, devido a pandemia do vírus COVID-19, São Paulo e Santos se enfrentaram pela decima rodada do Campeonato Paulista.Com alguns desfalques para o clássico contra, Jesualdo Ferreira escalou o time mais uma vez no 4-3-3 com Éverson; Pará, Veríssimo, Luan Peres e Felipe Jonatan; Jobson, Pituca e Sánchez; Soteldo, Arthur Gomes e Yuri Alberto. Já Fernando … Continuar lendo Evolução constante – ANÁLISE TÁTICA DE SÃO PAULO 2 x 1 SANTOS

Não deixou respirar – ANÁLISE TÁTICA DE SANTOS 3 X 1 MIRASSOL

Por Rodrigo Costa Para enfrentar o Mirassol, na Vila Belmiro, o técnico Jesualdo Ferreira preferiu não escalar uma equipe mista, portanto a equipe teve apenas Madson como novidade, fazendo sua estreia pelo Santos. Além disso, Jobson ganhou a vaga de Evandro no meio, como primeiro homem, com relação ao último jogo. Um 4-3-3 com Éverson; Madson, Veríssimo, Luan Peres e Felipe Jonatan; Jobson, Pituca e … Continuar lendo Não deixou respirar – ANÁLISE TÁTICA DE SANTOS 3 X 1 MIRASSOL

O time da virada – ANÁLISE TÁTICA DE DEFENSA Y JUSTICIA 1-2 SANTOS

Por Rodrigo Costa e Ítalo Amorim – PRÉ-JOGO: O Santos viajou até a Argentina para estrear pela Copa Libertadores contra o Defensa y Justicia (‘DyJ’) de Hernán Crespo com algumas mudanças. Por não estar 100% fisicamente, Felipe Jonatan deu lugar a Luan Peres na lateral esquerda e Evandro na vaga de Alison, suspenso. O time teve Éverson; Pará, Veríssimo, Luiz Felipe, Luan Peres; Evandro; Pituca, … Continuar lendo O time da virada – ANÁLISE TÁTICA DE DEFENSA Y JUSTICIA 1-2 SANTOS