Puig, Fati, Trincão e Pedri – OLHANDO PARA O FUTURO

Por Rafael Santos e Rafael Maciel

            O que aconteceu com o Barcelona na última temporada foi uma catástrofe imensurável, porem esse é o momento de respirar fundo e pensar no que ainda sobrou do clube para a chegada de Ronald Koeman.

            Historicamente o técnico holandês tem carinho pela categoria de base e em suas mãos bons jogadores surgiam para o cenário europeu, destaques para: Ibrahimovic, Sneijder, Babel, Filipe Luis, Vermaelen (Ajax), Banega, Mata (Valencia), Vrij (Feyenoord) e Holgate (Everton), todos eles são jogador que na época tinha 20 anos ou menos quando receberam suas primeiras oportunidades no profissional (em grandes ligas) com o técnico holandês.

            Na ultima temporada, 17 jogadores atuaram por 1000 minutos (ou mais), apenas um jogador com menos de 20 anos (Ansu Fati com 17 anos), três jogadores com 23 anos (Arthur que foi negociado, De Jong e Junior Firpo) e destaque para sete jogadores com pelo menos 31 anos (Alba, Busquets, Rakitic, Pique, Messi, Suárez e Vidal, além de Pjanic que chega para essa temporada).

            Falando sobre o setor ofensivo, existe uma dupla que já está no elenco e uma dupla que está vindo da península ibérica, iremos falar um pouco sobre o que cada um deles pode acrescentar ao elenco e o que podemos esperar de cada um na próxima temporada.

Riqui Puig

            Chegou ao Barcelona em 2013 vindo do Terrassa Futbol Club (pequeno clube catalão), desde então faz parte da categoria de base do clube e nunca foi emprestado para nenhuma outra equipe (além do Barcelona B). Sua primeira partida pela equipe principal foi em dezembro de 2018 pela Copa do Rei contra o Leonesa, onde atuou por 35 minutos e deu uma assistência para o gol de Denis Suarez.

            Contabilizando apenas números da equipe principal, o meio-campista tem 16 jogos com 770 minutos em campo, nenhum gol e duas assistências, porem pelo Barcelona B são 56 jogos, dois gols e 10 assistências.

Gráfico via Rafael Maciel (@oanalistadefutebol)
Gráfico via SofaScore.

            Hoje o meio-campista Riqui Puig está na mesma situação que anteriormente Carles Aleña e Alen Halilovic também estiveram, promessas de La Masia para um setor onde Busquets, Xavi e Iniesta impressionaram o mundo com atuações impecáveis. Porem o baixinho tem um grande diferencial, ele tem a filosofia do clube dentro de si e não contenta com o básico, está sempre buscando mais e cobrando seus companheiros.

            Com base nas suas principais características, podemos dizer que ele é um jogador de interior que pode ter mobilidade para de aproximar no ataque tanto em uma linha de três com dois jogadores abertos ou ao lado de mais um meio campista em uma linha de quatro, apesar de não ter uma boa capacidade defensiva devido a sua estatura e pouca experiência, ele consegue compensar essa falha com sua capacidade vencer adversários no curto espaço com dribles curtos e objetivos.

Mapa de calor via SofaScore.

            O principal sistema tático que favorece sua participação em campo seria o 4-1-4-1 com De Jong atuando dentro das linhas, dois atacantes em amplitude e pelo meio Pjanic tendo mais liberdade para atacar e Puig com responsabilidade de auxiliar a transição ofensiva, algo próximo do que Ronaldo Koeman faz na seleção holandesa com Wijnaldum e Van de Beek atuando a frente de De Jong.

Ansu Fati

            Chegou ao Barcelona em 2012 vindo do Sevilla, desde então também faz parte da categoria de base do clube. Sua primeira partida pela equipe principal foi em agosto de 2019, pela La Liga conta o Real Betis, onde ele atuou por apenas 11 minutos, porem nos dois jogos seguintes contra Osasuna e Valencia marcou dois gols e deu uma assistência.

            Contabilizando apenas números da equipe principal, são 33 jogos com 1375 minutos em campo, oito gols e uma assistência, diferente de Puig o guineense atuou poucas vezes pelo Barcelona B devido a pouca idade de promoção ao elenco principal.

Gráfico via Rafael Maciel (@oanalistadefutebol)
Gráfico via SofaScore.

            O atacante Ansu Fati também tem sombras do passado, historicamente nenhum atacante de lado vindo da base atuou em alto nível, talvez o último tenha sido Pedro que surgiu na equipe principal em 2007, desde então nomes como Munir, Sandro, Tello, Jefren e muitos outros atacantes de lado não conseguiram atingir um nível satisfatório na equipe.

            Com base no que já vimos o atacante de Guiné-Bissau naturalizado espanhol é um ponteiro que atua pelo lado esquerdo de campo com o objetivo de romper linhas na construção ofensiva, suas principais qualidades são ofensivas e seus principais defeitos são defensivos, algo esperado de um atacante velocista tão jovem. Devido ao fato de Jordi Alba ainda estar atuando em nível competitivo, essa característica negativa tem menos representatividade dentro do modelo de jogo coletivo onde Jordi Alba continuaria responsável pela transição defensiva e Fati pela transição ofensiva.

Mapa de calor via SofaScore.

            O principal sistema tático que favorece sua participação em campo pode ser vista de duas formas, primeiro como o 12º jogador que entraria no decorrer da partida com o objetivo de romper linhas, vencer desafios no 1×1 em amplitude e principalmente conseguisse dar profundidade ao ataque assim como Bergwijn na seleção holandesa; porem quando ele iniciar a partida na equipe titular vai precisar de alguns ajustes em relação ao posicionamento e função sem bola, na fase defensiva deixaria de ser um ponta para atuar como extremo ou ala na segunda linha e devido ao balanço tático acompanhar tanto o lateral quanto o meio-campista adversário auxiliando na troca de marcação e cobertura.

Francisco Trincão

            Agora falando de contratação, o português chegou ao clube nessa ultima janela e ainda não foi a campo pelo clube, porem vinha atuando com frequência pelo Braga de Portugal.

            O inicio de sua formação aconteceu no modesto Vianense, porem pouco tempo depois foi emprestado ao Porto onde ficou por um ano em analise, após mais um ano de Vianense, ele foi contratado pelo Braga onde ficou por três anos, porem em 2014 foi novamente emprestado, dessa vez para o Palmeiras (de Portugal) onde ficou também por um ano, assim que retornou ao Braga foi incorporado ao time B quando tinha apenas 16 anos.

            Em Portugal ele tem 94 jogos profissionais com 4.888 minutos em campo, somando 15 gols e 19 assistências, dessa forma ele participa de um gol a cada 143 minutos em campo.

Gráfico via Rafael Maciel (@oanalistadefutebol)
Gráfico via SofaScore.

            Não importa quem seja ou da onda venha, todo jogador do Barcelona tem fantasmas do passado. Nomes como Malcom, Dembélé, Denis Suarez e Deulofeu foram contratados para suprir a saída de Neymar, porem nenhum deles foi unanimidade e apenas Dembélé continua no elenco.

            Com base no que foi apresentado no Braga e na seleção portuguesa é possível afirmar que ele é um atacante de mobilidade que pode atuar como ponta, extrema e meia-atacante, dessa forma ele tem ainda mais chances de atuar independente do modelo de jogo, sua principal característica é participação ativa em gols tanto sendo o jogador que finaliza a jogada quanto o jogador que dá assistência para seus companheiros, porem também tem como ponto fraco sistema defensivo, porem devido a grande frequência de jogos no profissional ele tem boa combatividade e boa recuperação fazendo com que ele esteja mais preparado para ser um possível titular da equipe.

Mapa de calor via SofaScore.

            O principal sistema tático que favorece sua participação na equipe seria na ultima linha buscando a aproximação do centroavante (Luis Suárez ou Lautato Martinez que é o sonho de consumo da equipe) e criando espaço para que o meio-campista (Pjanic, De Jong ou até mesmo o Messi) ou o lateral direito (Sergi Roberto, Semedo ou alguma contratação) passe em profundida por suas costas, essa mobilidade faria com que a equipe tivesse um ponta construtor em condição de finalizar da direita para o meio com a perna esquerda ou encontre um passe em profundidade para um jogador que avance em amplitude assim como Depay faz na seleção holandesa.

Pedri

            Falando de mais uma contratação dessa janela, o jovem espanhol chega do Las Palmas onde está desde 2017.

            Após atuar pela divisão de base chegou ao elenco principal no inicio da ultima temporada e fez o seu primeiro jogo oficial em agosto de 2019 pela segunda divisão da La Liga atuando por 83 minutos contra o Huesca e logo na segunda partida contra o Málaga deu sua primeira assistência para o gol de Rubén Castro, após ser convocado para a seleção de base em setembro retornou ao Las Palmas e na sequencia de seis jogos fez três gols e deu duas assistências.

            Pela segunda divisão tem 36 jogos profissionais com 2861 minutos em campo, somando quatro gols e sete assistências, dessa forma ele participa de um gol a cada três jogos.

Gráfico via Rafael Maciel (@oanalistadefutebol)
Gráfico via SofaScore.

            Nomes como Rafinha Alcântara e Denis Suarez são jogadores de La Masia, porem eles foram maturados fora do clube para que tivessem o nível competitivo necessário para atuar pelo clube, porem ambos não atingiram as expectativas devido ao fato de Rafinha ter histórico de lesão, pressão familiar por ser irmão de Thiago Alcântara e Denis Suarez não tinha a intensidade necessária para ser esse atacante do lado esquerdo que flutua pelo meio-campo.

            Com base na sua temporada na segunda divisão da La Liga e nas partidas da base da seleção espanhola é fácil analisar que ele vai precisar de um estágio no Barcelona B para compreender a filosofia e modelo de jogo do clube, o processo de transição seria feito em médio prazo e os resultados apareceriam mais facilmente. Vindo do Las Palmas que disputou a segunda divisão e não avançou na Copa do Rei, faz com que ele não tenha enfrentado equipes fortes fisicamente, taticamente e tecnicamente, além disso, ele seria um jogador de poucos minutos no elenco principal, por isso seria interessante ele ter uma experiência pelo Barcelona B e simultaneamente fazer parte do elenco principal, atuando em jogos menores da Copa do Rei e Copa da Cataluña.

Mapa de calor via SofaScore.

            O principal sistema tático que favorece sua participação na equipe seria entre a segunda e terceira linha da esquerda para o meio, tanto na criação de jogadas quanto nos passes em profundidades para os companheiros de ataque, algo próximo do que Vilhena vem fazendo na seleção holandesa, sendo o jogador que auxilia o meio-campo na criação de jogada e também ataca espaços, diferente de Ansu Fati ele faz com que a bola chegue ao ataque com passes em profundidade ao invés de condução de bola, desse modo é possível ele atue mais centralizado em uma linha com quatro jogadores ao lado de outro atacante em amplitude e mais um meio-campista centralizado assim como era feito no Las Palmas quando ele atuava junto com Juan Navarváez, isso dá ao técnico de Ronald Koeman uma maior diversidade de opções quando olhar para o banco de reservas.

Conclusão

            Provavelmente o quarteto com Puig, Fati, Trincão e Pedri nunca vai jogar junto em uma partida oficial, porem existe a real possibilidade de pelos menos dois deles atuar em cada partida vindo do banco ou pelo menos um deles iniciar a partida em campo.

            Atualmente o ataque tem Suárez e Messi como intocáveis; Griezmann e Dembéle como incógnitas que venceram a ultima Copa do Mundo; e Braithwaite como decepção garantida, além disso, nomes como Hiroki e Manaj estão no Barcelona B e outros nomes de ataque podem chegar.

@rafinha_esporte

@rafaellomaciel

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s