Individualidade – ANALISE TÁTICA DE VASCO 1 x 2 PALMEIRAS

Por Rodrygo Nascimento

WhatsApp Image 2019-11-08 at 15.36.51.jpeg

Vasco e Palmeiras entraram em campo nesta quarta-feira (6) com pretensões diferentes. O Cruzmaltino quer de vez sacramentar sua permanência na Série A e tentar brigar por vaga no G6. Enquanto o Verdão, ainda sonha com o título e visava os 3 pontos para diminuir a distância para o líder Flamengo. Com propostas distintas em seus modelos, o campo em mal estado e as diversas interrupções fez a partida cair bastante de produção, principalmente no segundo tempo.

O Vasco tinha os desfalques de Bruno Gomes e Richard, além disso Vanderlei optou por escalar Bruno César na vaga de Ribamar. O camisa 10 atuou como falso 9, saindo demais da referência para abrir espaços para Guarín e Marrony atacar a área. Felipe Bastos também ganhou oportunidade na equipe titular. No lado Alviverde, 6 jogadores foram poupados para esta partida, 2 titulares entraram durante o jogo: Dudu e Luiz Adriano. Mesmo assim, a força do elenco palmeirense fez a diferença durante os 90 min.

pal2Apesar do desenho em 4-2-4 o Vasco entrou em campo quase com um 4-4-2. Imagem: SofaScore

Logo no inicio da partida a postura que o Vasco adotou sem bola foi a mesma que vem fazendo nos últimos jogos, 4-4-2 com duas linhas de 4, desta vez com Bruno César e Guarín fechando o corredor central. Conforme o Verdão progredia Guarín descia para a linha de 4 e Felipe Bastos ficava mais à frente da zaga formando um 4-1-4-1.

pal3Guarín se descolava da linha de 4 para pressionais mais à frente com Bruno César, e as vezes, formava a linha de 4 no meio. Imagem: Instat Edição: Rodrygo Nascimento

Como o Vasco se defendia por encaixes individuais, o Palmeiras utilizou bastante movimentação quando tinha a bola. Procurava fazer triangulações nos corredores laterais,   tendo superioridade qualitativa e quantitativa no setor. Deyverson saindo da referência  abrindo espaço para os extremos ou meias atacarem por ali, isso gerou desequilíbrio na defesa Cruzmaltina, que demorou a conseguir se organizar e neutralizar esta jogada do Verdão. Outro ponto notado, foi o inicio da organização ofensiva, como não tinha Felipe Melo, Thiago Santos foi o responsável para fazer a saída de 3 entre os zagueiros, com isso a disposição em campo formava um desenho de 3-4-3. Laterais em amplitude, extremos por dentro dando profundidade. Matheus Fernandes com Lucas Lima na linha de 4 por dentro.

pal4Saída de 3 com Thiago Santos fazendo o papel do terceiro homem. Nota-se que nenhum jogador do Vasco subiu para pressionar. Imagem: Instat Edição: Rodrygo Nascimento

pal5Movimentação do Deyverson formando um triângulo no setor da bola, gerava espaço necessário para um meia atacar no último terço. E isto gerava quebra na linha defensiva do Vasco. Imagem: Instat Edição: Rodrygo Nascimento

Apesar de certo equilíbrio, o jogo tendia a ter um favoritismo do Palmeiras, as triangulações e a movimentação de Deyverson gerando espaço no último terço foram primordiais para que conseguisse sair na frente. O camisa 16 abriu para o lado direito, Lucas Lima infiltrou por dentro, invadiu a área sozinho, chutou, Fernando Miguel defendeu e no rebote abriu o placar.

pal6Parece o mesmo lance, mas não é. Contra-ataque rápido, movimentação do Deyverson, Lucas Lima ataca o espaço e o Palmeiras abre o placar. Imagem: Instat Edição: Rodrygo Nascimento

Após o gol sofrido, o volume de jogo do Vasco aumentou. As principais chances de gol foram geradas pelo lado direito com as triangulações entre Rossi, Raul e Pikachu. Sempre com movimentos verticais. Bruno César também era importante nisto, pois o camisa 10 saindo de dentro da área gerava espaço para Guarín ou Marrony fecharem na área ou para a infiltração de um dos 3 homens do lado direito. E assim saiu o gol de empate do Vasco, após o toque contra de Mike.

pal7Triangulação do Vasco pelo lado direito. Movimentação vertical para atacar o espaço. Bruno César deslocou e gerou espaço na defesa palmeirense e resultou no gol. Imagem: Instat Edição Rodrygo Nascimento

Após o gol de empate das duas equipes erraram bastante, seja na finalização ou na troca de passes. Passaram a jogar com bola mais longas e tentando mais verticais. Terminou o primeiro tempo com o mesmo número de finalizações 6×6, porém, o Palmeiras acertou mais no gol foram 4×2. O número de passes certo foi bem próximo 134×188 de Vasco e Palmeiras respectivamente.

No segundo tempo, a partida ficou bem mais física, com um volume gerado maior por parte do Palmeiras. O Verdão trocou pouco mais de 100 passes certos, conseguiu finalizar mais do que o dobro de vezes que os donos da casa 14×2. Destas finalizações 8 de dentro de área.

A proposta do Palmeiras no segundo tempo ficou clara, utilização a bola longa para os duelos de Luiz Adriano, que havia entrado na vaga de Deyverson. E explorar a velocidade de Dudu, que havia entrado no lugar de William, só ao longo do segundo tempo foram 16 lançamentos certos. E isto deu certo. O ex-Shaktar, depois da bobeada do sistema defensivo Cruzmaltino, recebeu, ganhou de Barcelos, fintou a marcação e bateu cruzado, 2×1 no placar.

Ajude a melhorar nossas análises táticas! Contribua com o MW Futebol e ajude a manter o acesso gratuito aos nossos textos.

R$10,00

Após o gol sofrido a desorganização do Vasco ficou mais acentuada, sem coordenação para atacar, se lançou de qualquer forma e gerou espaços para o Palmeiras contra-atacar e teve chances até para ampliar a partida. Novamente foi notado os problemas de recomposição pelos corredores laterais e espaços gerados nas entrelinhas, por ali Lucas Lima conseguiu dominar o meio campo no primeiro tempo. A dificuldade em criar chances de gol tem sido um problema recorrente, Guarín ainda carece de ritmo e tem sentido dificuldades em jogar mais adiantado.

Enfim, mais um jogo sem vencer do Vasco e mais uma rodada para o Palmeiras sonhar com o título do Campeonato Brasileiro. O embate de Luxa e Mano teve um vencedor merecido, apesar da partida plasticamente não ter sido tão atrativa, Mano levou a melhor.

@vieira_rodrygo

Anúncios

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s