Oito gols, muita emoção – ANÁLISE TÁTICA DE CHELSEA 4 X 4 AJAX

Por Pedro Galante

WhatsApp Image 2019-11-06 at 16.41.17

Empatados na liderança do grupo H, Chelsea e Ajax se enfrentaram em Stamford Bridge. Duas equipes jovens, dois treinadores com ideias interessantes: todos os ingredientes para um grande jogo.

A emoção começou cedo, logo aos dois minutos. Promes cobrou falta e contou com o desvio de Abraham para inaugurar o placar. O Chelsea não demorou para responder. No minuto seguinte, Pulisic foi derrubado dentro da área e Jorginho empatou para os donos da casa.

Ajude a melhorar nossas análises táticas! Contribua com o MW Futebol e ajude a manter o acesso gratuito aos nossos textos.

R$10,00

Depois dos cinco minutos insanos, pode se perceber melhor como as equipes se organizavam em campo. O Chelsea no 4-3-3 imprimia um ritmo muito forte, pressionando alto com o bloco compacto. O Ajax, também no 4-3-3, fixava seu trio de ataque na última linha dos blues e tentava vencer o jogo pelo meio-campo com Van de Beek se aproximando de Ziyech.

Aos vinte minutos, o Ajax passou a frente com Promes. O gol ilustra bem os conceitos das duas equipes. O Ajax circulou a bola por dentro com Ziyech e Van de Beek e o Chelsea defendia com sua linha bastante avançada, para colocar pressão na bola. Ao ter o mínimo de espaço, Ziyech encontrou Promes em um lançamento milimétrico.

chelsea-1.pngChelsea defendendo muito bem: compactação, pressão na bola. Mas o talento de Ziyech encontrou Promes na cara do gol. (Foto: Instat/ Pedro Galante)

E Ziyech voltaria a demostrar toda sua qualidade na hora de bater na bola ainda no primeiro tempo. Aos 35, o marroquino surpreendeu o goleiro cobrando direto uma falta lateral. Com requintes de crueldade a bola acertou a trave, a cara de Kepa e morreu nas redes.

Na segunda etapa, Lampard deslocou Azpilicueta para a lateral esquerda, tirou Marcos Alonso e colocou o garoto Reece James, que ao lado de William criou perigo pelo lado direito.

chelsea 2Com James atacando o corredor, William conseguia trabalhar mais por dentro. (Foto: Instat/ Pedro Galante)

A torcida se animava com as tabelas pela direita, mas um balde de agua fria estava por vir. Aos 10 minutos, Ziyech cruzou para Van de Beek marcar o quarto. A essa altura, a coisa parecia definida.

Em bola sobrada, Azpilicueta diminuiu para os blues. Mas foi aos 23 que a partida realmente virou do avesso. O Ajax teve seus dois zagueiros expulsos e um pênalti marcado contra sua meta, tudo isso NO MESMO LANCE. Jorginho converteu mais um pênalti e colocou o Chelsea de volta na partida.

Tem Hag sacrificou Ziyech e David Neres para a entrada dos zagueiros Schuurs e Álvarez. O Ajax se defendia em um 4-3-1, e o Chelsea, com dois a mais, partia para cima com tudo. Aos 29, Reece James empatou no rebote do escanteio. Stamford Bridge entrava em êxtase.

chelsea-3.pngO valente Ajax segurou o empate se defendendo em um 4-3-1. (Foto:Instat/ Pedro Galante)

O Chelsea chegou a marcar o quinto com Azpilicueta, mas o gol foi invalidado em função do toque de mão do centroavante Abraham.

Apesar de todos os esforços, também por parte do Ajax, que criou chances mesmo com dois a menos, a partida terminou empata e com a vitória do Valencia na outra partida do grupo, a liderança do grupo H está dividida entre Ajax, Chelsea e Valencia. Mais uma noite de emoção na grande Champions League.

@pedro17galante

Anúncios

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s