Um clássico que ficou devendo! – ANÁLISE TÁTICA DE FLUMINENSE 0 X 0 VASCO

Por Rodrygo Nascimento

Fluminense x Vasco se enfrentaram no último sábado (02), no Maracanã. O clássico teve um duelo de gerações no banco de reservas, de um lado Marcão treinador do Fluminense, do outro Vanderlei Luxemburgo. Equipe que hoje tem ambições diferentes dentro da competição.

FLU1Escalação de Fluminese x Vasco. Imagem: SofaScore

O Flu contou com o retorno de Allan na equipe titular na vaga de Nenê, o camisa 29 tem sido peça importante no esquema desde sua chegada. Ele entrega intensidade, versatilidade e mobilidade ao meio-campo do Tricolor. O Vasco volta a se comportar no 4-2-3-1, com  Guarín sendo o meia centralizado na linha de 3 no meio, tendo Ribamar mais `a frente. Richard e Bruno Gomes se revezando na saída de bola, um dos dois recuavam até os zagueiros para conseguir quebrar a primeira linha de marcação do Fluminense. Marrony e Rossi como extremos, além do retorno de Osvaldo Henríquez na zaga.

Desde o início da partida, o time de Marcão conseguiu ditar o ritmo do jogo, sempre encontrando espaços nas entrelinhas do Vasco. O Fluminense conseguiu pressionar e quebrar a velocidade da equipe adversária, com menos de 1 min de jogo já conseguiu um escanteio.

Para atacar, o Flu utilizou bastante as velocidades e mobilidade de seus meias (Allan, Marcos Paulo e Daniel). Forma-se uma linha de 3 atrás da dupla mais avançada, que nesta partida foi Ganso e Yony Gonzáles. Enquanto esses dois ofereciam linha de passe em profundidade, os laterais do avançavam em amplitude, exploraram bem os espaços cedidos pela equipe Cruzmaltina, que não teve a mesma entrega no momento sem bola. Repetiu os erros da última partida, cedeu espaços no corredor central nas entrelinhas, não recompôs com os extremos nos corredores laterias, além da situação de mano a mano dos seus 2 zagueiros.

FLU2O Fluminense explorando bem os espaços que o Vasco cedia no campo de defesa. Imagem: Instat Edição: Rodrygo Nascimento

FLU3A equipe Cruzmaltina não tinha êxito na recomposição, além da descompactação das linhas. Imagem: Instat Edição: Rodrygo Nascimento

O Vasco não conseguia imprimir a velocidade que é habitual, quando tinha bola encontrou muita dificuldade em quebrar as linhas de marcação do Fluminense. Richard é importante no balanço defensivo, porém, não consegue dar o primeiro passe vertical para progredir ao campo de ataque, vendo isto, o Flu eliminou suas linhas de passe e fazia com que o Vasco tivesse uma posse de bola mais horizontal e sem o agredir tanto. Guarín se mostrou novamente um jogador de qualidade, entretanto ainda muito fora de forma, lento nas transições não conseguia acelerar as jogadas e conectar os passes para os extremos (Marrony e Rossi). O colombiano recuava até a base da jogada para ajudar na criação, mas não tinha velocidade para pisar na área para concluir.

O Flu conseguiu dominar o primeiro tempo finalizou 10 vezes, o dobro do Vasco. Colocou uma bola na trave, além de ter conseguido finalizar 6 vezes de dentro da área, impondo seu ritmo com muita intensidade. Explorou bem os espaços cedidos pelo adversário. Como o Vasco abaixava demais suas linhas, dava tempo e espaço para a equipe conseguir construir sem ser incomodada. A organização defensiva do Cruzmaltino foi a mesma do último jogo contra o Grêmio, o 4-4-2 com Ribamar e Guarín mais à frente, uma primeira linha formada por Rossi, Bruno Gomes, Richard e Marrony e a segunda linha formada pelos defensores.

FLU4Imagem: Instat Edição: Rodrygo Nascimento

O segundo tempo se manteve na mesma pegada do primeiro. Domínio territorial do Flu, enquanto o Vasco tentava usar os contra-ataques. Houve uma leve melhor após as entradas de Marcos Júnior e Raúl, ambos deram outra dinâmica equipe, conseguiram ocupar melhor os espaços nos corredores centrais e chegavam bem à frente para municiar Ribamar. Em relação ao Fluminense, fez uma boa partida, mas o resultado que veio não foi o esperado. Dominou os dois tempos, agredindo bastante o adversário, entretanto ainda peca demais nas tomadas de decisão no último terço. Abaixo alguns dados da partida que expressam o domínio do Tricolor e a proposta de cada equipe dentro da partida.

FLU5Gráfico que aponta o domínio que o Fluminense teve durante os 90 min. Imagem: SofaScore

FLU6O mapa de calor das equipe mostra como houve um domínio territorial do Flu, principalmente no corredor central. Imagem: FootStats

flu7Os números da partida expressam mais uma vez como o Flu foi superior ao Cruzmaltino. Imagem: SofaScore

@vieira-rodrygo

Anúncios

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s