O seu time é melhor no primeiro ou no segundo tempo?

Por Mathaus Pauxis

unnamed (1)

Já tiveste aquela impressão de que teu time “morre” no segundo tempo? Ou até mesmo o contrário, que há uma espécie de “turbo” na reta final do jogo em que os teus jogadores crescem e o resultado aparece? Bem, até o momento temos 29 rodadas do Campeonato Brasileiro da Série A e já podemos separar os times que “morrem”, os que ficam “turbinados” e até mesmo os que não mudam muita coisa. Confira.

Só para teu melhor entendimento:

Enquanto que nos primeiros tempos do Brasileirão saíram 289 gols, nos segundos tempos saíram 372. O que significa um aumento que quase 30%.

O ranking é sempre do maior para o menor, ou seja, um time que tem a melhor defesa vai ser o 20º no número de gols sofridos, enquanto que o de pior vai ser o 1º. Assim como o melhor ataque vai ser o 1º e o pior ataque o 20º. Então as melhores posições são: 1º nos gols marcados e 20º nos gols sofridos.

FLAMENGO – Líder, melhor ataque, quase melhor defesa e regularidade incrível.

O Flamengo não é um time comum e vem mostrando isso no Brasileiro. O atual líder consegue ter o melhor ataque no primeiro e no segundo tempo. Tendo também os melhores saldos nas duas etapas. A regularidade do Mengão é incrível e vemos também na defesa do time rubro-negro que sofreu quatro gols a mais na segunda etapa, em relação à primeira. Para não dizer que é perfeito, o Flamengo apresenta um aumento no número de gols sofridos do primeiro para o segundo tempo, mas que é superada por uma evolução de gols marcados.

image

PALMEIRAS – Vice-líder com grande evolução no segundo tempo.

O Verdão tem uma das melhores defesas do campeonato e seu ataque também não deixa a desejar, porém esses números foram consolidados pelos ótimos segundos tempos feitos pelo Palmeiras. Enquanto que seu ataque apresenta uma evolução próxima da média do campeonato, sua defesa evolui muito melhor que a maioria, sendo um dos poucos que tomam menos gol na reta final da partida.

image (1)

SANTOS – Ótimo início, final nem tanto.

O Peixe é um time com grandes números no primeiro tempo. Está entre os melhores ataques e defesas, além de ter o segundo melhor saldo nos primeiros 45 minutos. Porém, quando o jogo vira ele perde e muito. O Peixe marca menos e sofre mais gols no segundo tempo. A defesa é o principal problema, já que sofreu 60% de gols a mais na etapa final.

image (2)

SÃO PAULO – Início ruim, final compensatório.

O rival do Santos também é seu antagônico. O Tricolor Paulista tem um dos piores ataques do primeiro tempo e uma defesa até boa. Ambos evoluem e bem na segunda etapa, principalmente o ataque, que compensa o início fraco. O São Paulo é o time que tem a segunda maior diferença pró-segundo tempo. Mostrando que é de fato um time de reta final.

image (3)

GRÊMIO – Ataque equilibrado, defesa que melhora.

O Tricolor Gaúcho só perde no número de gols para o líder do campeonato e isso se deve ao equilíbrio em seu ataque, que não evolui nem involui. Porém, a defesa é o problema do Grêmio. O time tem a segunda pior defesa dos primeiros 45 minutos e foi ali que perdeu muitos pontos. Porém, a defesa mostra índices melhores na segunda etapa, indo contrário ao movimento do campeonato, sendo uma das melhores.

image (4)

INTERNACIONAL – Evolução ofensiva e involução defensiva.

O Colorado é um time bom de ser estudado. Enquanto tem um ataque abaixo da média nos começos, tem a melhor defesa do primeiro tempo. No segundo tempo evolui, e muito, seu ataque, conseguindo entrar no top melhores. Porém, sua defesa tem uma queda brusca e quase triplica o número de gols sofridos de um tempo para outro. O que acontece com o Inter? O fato é que no geral de tudo o time consegue estar entre os melhores no primeiro tempo e na média do campeonato no segundo.

image (5)

CORINTHIANS – Poucas e ruins mudanças.

O Timão é um daqueles times que não mostra muitas mudanças, mas as que mostra são ruins. O time tem uma das melhores defesas no começo do jogo e um dos bons ataques. Porém, o ataque não evoluiu muito e acaba sendo engolido pela evolução do campeonato, enquanto que a defesa involui e perde seu principal mérito.

image (6)

ATHLETICO – Primeiro tempo equilibrado, segundo tempo avassalador.

O CAP é um time que consegue ter um saldo 0 no primeiro tempo, equilibrando o número de gols marcados e sofridos. Porém, o time dispara na reta final dos jogos. Há um crescimento incrível no ataque e uma evolução boa na defesa. Com isso, o time que estava na média nos primeiros 45 minutos ocupa o top quatro nos últimos 45. É o time que tem a maior diferença de saldo pró-segundo tempo, chegando a +12.

image (7)

BAHIA – Pequena evolução, mas que é suficiente.

O Bahia também entra na prateleira dos times que não conseguem se sobressair no primeiro tempo, mas isso é compensado com uma boa evolução na reta final. O Bahêa consegue subir seu número de gols marcados um pouco acima da média do campeonato no segundo tempo, assim como aumenta o de sofridos, mas com um índice um pouco abaixo da média. Nesse pouquinho de diferença, o Tricolor Baiano consegue o suficiente para estar no top10 do Brasileiro.

image (8)

GOIÁS – Defesa que continua ruim e ataque que pouco melhora.

O Esmeraldino tem a pior defesa do primeiro tempo com incríveis 21 gols sofridos (a média é de menos de 15). O ataque se mantém na média no campeonato, mostrando pouca evolução, e a defesa continua ruim. Só não é a pior do segundo tempo também pois outros times conseguem involuir mais que o Goiás nesse quesito.De qualquer forma, o time conseguiu muitos pontos ao vencer de zero, da mesma maneira que perdeu muitas vezes tomando muitos gols.

image (9)

VASCO – Bom primeiro tempo, péssimo segundo tempo.

O Vasco consegue até inícios bons, tendo um dos piores ataques e uma das melhores defesas, mas quando chega na reta final os números desandam. O ataque evolui bem, mas continua abaixo da média e a defesa involui de uma maneira absurda. São 150% mais gols sofridos nos últimos 45 minutos em relação ao primeiro tempo. Um saldo que é pouco positivo até a metade, fica extremamente negativo da metade final.

image (10)

Ajude a melhorar nossas análises táticas! Contribua com o MW Futebol e ajude a manter o acesso gratuito aos nossos textos.

R$10,00

FORTALEZA – Involução na metade final.

O Tricolor Cearense tem um bom ataque nos primeiros tempos, que é prejudicado pela sua fraca defesa. E ainda assim o time consegue involuir no segundo tempo. Com um ataque que pouco marca mais gols e uma defesa que sofre ainda mais. Por isso, o saldo do FEC é melhor ainda no primeiro tempo. O primeiro passo do time é melhorar essa etapa final.

image (11)

ATLÉTICO – Mudanças preocupantes.

Nem todas as mudanças são boas e o Atlético Mineiro é uma prova disso. O time sobe duas “casinhas” no ranking de gols marcados e sofridos, mas como tu lestes lá em cima, subir no número ranking de gols sofridos não é bom. O Galo Doido consegue marcar mais gols e sofrer mais também. E a situação ainda piora no saldo, que também involui de um tempo para outro.

image (12)

BOTAFOGO – Ataque não melhora e defesa piora.

O Botafogo tem um sério problema no ataque, que consegue ficar abaixo da média em todos os quesitos. A questão é que a defesa não ajuda tanto assim e consegue piorar na reta final dos jogos. O Fogão tem um aumento de 50% nos gols sofridos de um tempo para outro. As vezes a melhor defesa é o ataque e isso vem sendo uma questão difícil para a Estrela Solitária.

image (13)

CEARÁ – Pouca mudança ofensiva e ótima mudança defensiva.

O Vozão tem um bom ataque no primeiro tempo e uma péssima defesa nesse mesmo período, tendo um saldo abaixo da média. Porém isso melhora na reta final, principalmente por conta da defesa. O ataque pouco muda, mas a defesa consegue mostrar boa evolução e ser uma das melhores do segundo tempo. Seria esse o caminho para o Ceará se salvar do rebaixamento?

image (14)

CRUZEIRO – Regularidade ruim.

Muitas das vezes há o pensamento de que se manter uma regularidade é algo bom. O caso do Cruzeiro mostra que não é. O time consegue ter o mesmo saldo de gols no primeiro e no segundo tempo, mas ambos são de -5. Há mudanças ofensivas e defensivas, mas que se equilibram. No final das contas, o CEC se mantem em uma média perigosa.

image (15)

FLUMINENSE – Defesa com grande queda.

A defesa do Fluzão já não é boa no começo dos jogos e isso ainda piora nas reta final. O ataque não consegue compensar o número de gols sofridos e isso tudo coloca o Fluminense na zona de rebaixamento. O saldo do time é melhor no primeiro tempo, isso porque no segundo tudo desanda.

image (16)

CSA – A maior evolução ofensiva.

Até um tempo atrás o CSA era dado como morto. Mas o time se recuperou no campeonato e está conseguindo muitos pontos, sonhando até com a real possibilidade de se manter. Isso se dá principalmente pelo desempenho do time no segundo tempo. A equipe tem o pior ataque dos primeiros 45 minutos e a segunda pior defesa nesse mesmo período. Porém, há uma mudança grande no número de gols marcados. Uma evolução de 300%. O número de gols sofridos também sobe, mantendo a defesa como uma das piores.

image (17)

CHAPECOENSE – A maior involução defensiva (e o ataque também piora)

Se dependesse apenas do primeiro tempo, a Chape estaria na metade da tabela. Os números são os mesmos que o Bahia, por exemplo. Porém, no segundo tempo tudo desanda para o Índio Condá. Há uma mudança de 130% no número de gols sofridos, são 30 gols sofridos só no segundo tempo, disparado o maior número. O ataque também funciona menos, o que piora tudo para a Chapecoense.

image (18)

AVAÍ – Regularidade péssima.

A situação do Avaí é deplorável. O time está praticamente rebaixado e podemos ver que realmente merece estar onde está. Nos 45 minutos iniciais tem o segundo pior índice de gols marcados e sofridos, além do segundo pior saldo. No segundo tempo o ataque cresce 100%, mas continua péssimo e ocupa a lanterna no quesito. A defesa sofre mais mais e se mantem como a segunda pior da etapa. Com isso, o time também termina com o segundo pior saldo dos dois tempos. Totalizando o pior time em todos os quesitos.

image (19)

Como podes ver, algumas equipes tem números iguais em alguma etapa, mas em outra consegue se sobressair e assim conquista seus pontos. Outras mostram problemas pesadíssimos em alguma metade do jogo, que acaba apagando qualquer bom desempenho na outra. E aí, teu time é melhor no primeiro ou no segundo tempo?

@torotatico

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s