A redenção de Guerrero – ANÁLISE TÁTICA BAHIA 2×3 INTER

Por Felipe Holanda

cor

O atacante Paolo Guerrero foi o grande destaque da vitória do Inter em cima do Bahia, 3 x 2, neste sábado (26), em Salvador. Ele foi o responsável por dois gols. Guilherme Paredes também deixou o seu para os visitantes e Artur e Juninho descontaram para o Tricolor.

Ajude a melhorar nossas análises táticas! Contribua com o MW Futebol e ajude a manter o acesso gratuito aos nossos textos.

R$10,00

Intensidade foi a palavra-chave para a vitória do Internacional. A equipe gaúcha pressionou a saída de bola do Bahia e foi superior durante boa parte do confronto. Taticamente, o time se postava num 4-2-3-1 com apenas Guerrerro como referência no ataque.

corSem a posse de bola, Inter postado no 4-2-3-1 no campo de defesa.

O Inter poderia ter saído em vantagem já na primeira etapa não fosse pela boa atuação do goleiro Douglas, que evitou o gol pelo menos duas vezes. Numa delas, faz boa defesa após finalização de Guerrero. Foi um sinal do que estava por vir.

No segundo tempo, o Inter voltou ainda mais ligado para o campo. Novamente atuando no 4-2-3-1 (com ou sem a posse de bola), o Colorado encontrou o caminho para construir a vitória sobre os baianos.

br.jpgInter com a posse, mantendo o 4-2-3-1.

O primeiro gol saiu em bela jogada pela direita do time visitante. Guilherme Parede dominou, esperou o momento certo e rolou para Guerrero, que bateu de primeira para estufar as redes de Douglas e abrir o placar em Salvador: 1 x 0.

Não tardou para o segundo gol do Inter. Depois de cochilo da marcação do Bahia, Guilherme Parede roubou a bola, driblou Douglas, e tocou para o gol vazio, ampliando a vantagem colorada na Arena Fonte Nova.

Ensaiando uma reação, o Bahia conseguiu diminuir com Artur, que bateu de longe e contou com a sorte para descontar: 2 x 1.

Mas o Inter não estava ali para brincadeira. Marcando a saída do adversário, o Colorado roubou a bola com Edenilson, que deixou Guerrero na cara do gol. O peruano teve a frieza suficiente para bater colocado no canto esquerdo, fazendo 3 x 1.

br.jpgEdenilson rouba a bola e arma contra-ataque.

No fim, o Bahia ainda conseguiu diminuir com o zagueiro Juninho. Mas não passou daí e foi o Inter de Guerrero quem somou os três pontos em Salvador, triunfando por 3 x 2.

@holandafelipee

Anúncios

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s