Sterling carregando o piano – ANÁLISE TÁTICA MANCHESTER CITY 3×0 ASTON VILLA

Por Ícaro Caldas

WhatsApp Image 2019-10-27 at 18.01.14Foto: Manchester City.

Raheem Sterling é o melhor jogador dos citizens desde a temporada 18-19. E ontem, mais uma vez ele mostrou porque merece todo reconhecimento após um crescimento absurdo nas mãos de Pep Guardiola.

Do lixo ao luxo, esse é Raheem Sterling, o jogador que na atual temporada já marcou 15 gols em 14 jogos, anotou 3 hat tricks e no último jogo pela Champions League, no meio da semana, marcou um hat trick que ajudou os citizens a passar o carro por cima da Atalanta. 

Os citizens passaram a maior parte do primeiro tempo buscando muito o jogo pelo lado esquerdo com Sterling que criava chances para os companheiros através de dribles, passes ou quando ia para cima tentar uma jogada individual. Os poucos momentos perigosos do City na primeira metade saíram dos pés de Raheem Sterling.

O Aston Villa tentava agredir os mandantes através de uma marcação pressão na saída de bola ou contra-atacando nas poucas chances que teve a bola no pé. Nos 45 minutos iniciais, o time do Birmingham levou apenas dois perigos à meta de Ederson, que parou uma grande chance com duas boas defesas e na segunda, o Stones tirou com um carrinho e se jogou na frente da bola, em um lance polêmico e interpretativo onde a bola bate na sua mão.

A segunda parte do jogo já mostrou que seria diferente quando Sterling abriu o placar antes do minuto 1 marcar no relógio. No melhor estilo do jogo “feio”, Ederson dá um chutão para frente, Gabriel dá uma casquinha, Sterling corre para ganhar a segunda bola, entra na parte livre, conduz e marca. 

Após o gol sofrido logo no começo do segundo tempo, o Aston Villa não mudou sua estratégia e continuou tentando jogar da mesma maneira, mas aos 19 minutos, tomou um banho de água gelada e todo o seu projeto para tentar pontuar diante do City foi por água abaixo com um gol de Kevin de Bruyne.

Os citizens controlaram o jogo de um modo menos agressivo, visando o jogo do meio da semana diante do Southampton na copa da liga. Ainda com o ritmo não tão intenso, os citizens chegaram ao terceiro gol 5 minutos depois de marcar o segundo. 

O Aston Villa não tinha mais forças para agredir o City, suas tentativas no ataque eram com Grealish e Trezeguet, porém ambos não conseguiram ser efetivos diante de Mendy/Angelino e Cancelo nas laterais. 

Ajude a melhorar nossas análises táticas! Contribua com o MW Futebol e ajude a manter o acesso gratuito aos nossos textos.

R$10,00

O que eram 8 pontos após a derrota para o Wolves há 2 jogos já se tornaram apenas 3 pontos para o Liverpool, atual líder da Premier League, que, caso vença o Tottenham, voltará a abrir 6 pontos de vantagem, caso perca fica a 3 e caso empate fica a 4.

Raheem Sterling segue carregando o time nas costas e assombrando o mundo com seu talento incrível de goleador, assistente e driblador e com isso vai ajudando os citizens a continuar no sonho pelos troféus. 

@icaroanalises

Anúncios

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s