Resultado importante, mas desempenho preocupante – ANÁLISE TÁTICA CORINTHIANS 2X1 BAHIA

Por Jhonata Souza

Ajude a melhorar nossas análises táticas! Contribua com o MW Futebol e ajude a manter o acesso gratuito aos nossos textos.

R$10,00

Na noite do último sábado (21), Corinthians e Bahia se enfrentaram na Arena Corinthians pela primeira rodada do returno do Campeonato Brasileiro. O jogo terminou 2×1 a favor do mandante com os gols sendo marcados por Vagner Love e Clayson para o Timão e Gilberto fazendo o gol do Bahia. Os técnicos Fabio Carille e Roger Machado escalaram suas equipes da seguinte maneira:

CORINTHIANS: Cássio; Fagner, Manoel, Gil e Carlos Augusto; Ralf, Ramiro (Jadson; 26’/2ºT); Sornoza, Pedrinho, Clayson (Janderson; 38’/2ºT); Vagner Love (Gustavo; 45’/2ºT).

BAHIA: Douglas; Nino Paraíba, Lucas Fonseca, Juninho e Moisés; Gregore, Ronaldo (Fernandão; 39’/2ºT) e Flávio (Guerra; 31’/2ºT); Élber (Artur Caíke; 37’/2ºT), Artur e Gilberto.

PRIMEIRO TEMPO

Depois da dura derrota sofrida na quarta, o Corinthians precisava dar uma resposta a sua torcida e iniciou o jogo com uma postura mais ofensiva sendo mais intenso e pressionando o adversário que tinha a posse. Em oito minutos Clayson e Sornoza já tinha mandado bolas na trave de Douglas com duas jogadas que nasceram de lançamentos de Pedrinho que exploraram o espaço nas costas de Nino Paraíba.

cor 1

Assim como em outros jogos o Corinthians teve uma queda de ritmo após um começo mais forte. Mesmo assim manteve a característica de finalizar sempre que tinha a chance, tanto que terminou a primeira etapa com 11 finalizações ao todo. O lado direito continuou sendo o foco do ataque alvinegro na construção das jogadas já que Pedrinho foi muito bem. Um exemplo desta preferência pelo lado direito está no fato das duas maiores interações de passes entre jogadores, via Footstats Premium, foi: Fagner para Pedrinho (20) e Pedrinho para Fagner (19).

O Corinthians pressionava a saída de bola adversária a partir da intermediaria do campo de ataque dificultando a construção das jogadas do Bahia. Ramiro e Sornoza foram peças importantes nessa idade já que ambos tinham a liberdade de se desprender da linha para pressionar os volantes e zagueiros adversários.

cor 2

O Bahia começou tendo dificuldades em lidar com a pressão corinthiana, mas conseguiu reagir usando o contra ataque pelo lado direito com Nino Paraíba e Artur como arma principal. Por aquele setor foram criadas as melhores jogadas do tricolor já que a dupla levou bastante vantagem no 1×1 contra Carlos Augusto.

cor 3

A equipe visitante teve problemas quando precisou trabalhar a posse desde o campo de defesa, pois o Corinthians fechou bem os espaços e o Bahia teve dificuldades em superar a primeira linha de marcação e encontrar Flávio e Ronaldo nas entrelinhas de defesa adversária. As consequências disso foram que Gilberto pouco participou do jogo e os defensores se viram obrigados a usar bastante de bolas longas que facilitaram a vida da defesa corinthiana.

A equipe tricolor acertou 50% da sua estratégia defensiva. Conseguiram fechar muito bem os espaços pelo meio, mas não conseguiram fazer o mesmo pelos lados. Os laterais não fizeram um bom primeiro tempo cedendo espaços nas suas costas e pressionando pouco o adversário com a posse. Em diversos momentos Pedrinho recebeu os lançamentos com a marcação distante dele.

cor 4

A primeira etapa teve 15 minutos muito bons, porém houve uma queda no ritmo que deixou o jogo equilibrado. O Corinthians foi um superior criando as poucas chances do gol na primeira etapa e coube a Vagner Love marcar de pênalti o gol que deixou o Timão na frente do placar.

SEGUNDO TEMPO

A segunda etapa foi abaixo tanto no ritmo quanto na parte técnica.  O Corinthians voltou com a estratégia de recuar as suas linhas e apostar na roubada para sair em velocidade, só que a equipe não conseguiu acertar o contra ataque. Já o Bahia mesmo com mais posse de bola continuou tendo dificuldades de furar a defesa alvinegra.

O Bahia continuou dependente do lado direto, já que pela esquerda Moisés e Élber tiveram atuações apagadas. Artur foi quem mais se destacou do meio para frente chamando a responsabilidade pra si, seja no 1×1 ou saindo da ponta para ajudar na criação pelo meio. Na segunda etapa os visitantes usaram bastante de inversões buscando Artur ou Nino com espaço para receber. O gol de empate surgiu de um pênalti convertido por Gilberto.

cor 5Artur teve muito espaço para receber os lançamentos e partir para cima da marcação.

Após sofrer o empate a equipe mandante teve de sair mais para o jogo. O Corinthians esbarrou numa segunda etapa abaixo do time e num adversário que não deu tanto espaço pelos lados. Carille colocou Jadson no lugar de Ramiro para aumentar o poder de criação. A jogada que deu certo no primeiro tempo se repetiu. Pedrinho saiu da ponta para o meio e encontrou Clayson, infiltrando nas costas da defesa, que de forma chorada marcou o gol que colocou o Timão a frente do placar.

Além de Pedrinho, outro jogador que merece destaque é Sornoza. O meia equatoriano jogou muito bem se apresentando na saída de bola como opção, organizando o ataque, dando bons lançamentos para Pedrinho e levando perigo com a sua bola parada.

cor 6Corinthians Scouts trazendo estatísticas de Sornoza na partida.

Em desvantagem no placar Roger Machado colocou a sua equipe para o ataque com as entradas de Guerra, Arthur Caike e Fernandão nos lugares de Flávio, Élber e Ronaldo. O Bahia passou a atuar num 4-2-4 com os pontas bem abertos e dois homens de área no comando do ataque. Porém essa tentativa de pressão esbarrou numa defesa bem postada e em Gil que teve uma ótima noite.

cor 7Gilberto e Fernandão no comando do ataque e o ponta bem aberto no campo.

CONCLUSÃO

O Bahia sai com um gostinho de que o resultado poderia ter sido melhor e lamenta a chance perdida de arrancar pontos fora de casa de um adversário direto na briga por vaga no G-6. Ao Corinthians o resultado foi importante para acalmar os ânimos exaltados e aumentar a confiança, mas o desempenho preocupa e se quiser conquistar a classificação na quarta-feira será preciso jogar mais.

@Jhonny14Souza

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s