Escolhas erradas e um desempenho pífio – ANÁLISE TÁTICA NORWICH CITY 3 x 2 MANCHESTER CITY

Por Ícaro Caldas Leite

WhatsApp Image 2019-09-15 at 09.28.17

Com a vitória do Liverpool pela manhã e com uma vantagem de 5 pontos para os Citizens, cabia à equipe de Pep Guardiola vencer, diminuir a vantagem dos pontos e tentar continuar na cola do líder. Mas o que aconteceu foi um desempenho bem abaixo da equipe de Guardiola e com escolhas bastantes equivocadas. 

Mesmo com mais posse de bola do que a equipe da casa, o Manchester City não conseguia criar chances reais de gols. Estava em um deserto de ideias. Sem a bola, a equipe mandante conseguia neutralizar todas as ações previsíveis dos citizens. 

Novamente em escanteio – o problema que Pep Guardiola não conseguiu corrigir em 3 temporadas e está em andamento na quarta – a equipe saiu atrás no placar. Pior do que a falta de ideias é continuar sofrendo gol de bola parada.

gol norwich 1gol norwich1 tbm

O erro no primeiro gol começa na organização do escanteio: Sterling (baixo) marcando no primeiro pau à frente de Walker e Rodri (altos), um buraco entre eles três, o lateral e o volante perdidos no tempo de bola e ela vai exatamente no buraco e nas costas de Sterling. 

Forçando o jogo muito pelo lado direito com Walker e Bernardo, o City não conseguia utilizar a infiltração de Gundogan, a velocidade de Walker pelo corredor e nem os dribles do Bernardo. 

O lado esquerdo era pouco utilizado com Sterling e Zinchenko que pouca coisa ou quase nada criavam também. David Silva não conseguia armar o jogo e estava bem anulado. Cruzamentos aleatórios para área eram a cara do passivo Manchester City. 

Com toda a incompetência de um lado e méritos do outro, o Norwich ampliou o placar aos 28 do primeiro tempo e já tinha dado pane na equipe visitante. O 2×0 mostrava qual time estava jogando enquanto o outro só assistia, acomodado com o que estava acontecendo em campo.

No fim do primeiro tempo após uma bela troca de passes e movimentação a equipe de Manchester conseguiu diminuir o jogo e foi para o intervalo com a esperança de que poderia empatar e até virar.

Mas o choque de realidade foi logo aos 5 minutos  e o Norwich acabou ”jogando água no chopp” dos Citizens. Um erro na saída de bola totalmente infantil e inaceitável de Otamendi.

Bernardo e Sterling voltaram da mesma forma que tinham terminado no primeiro tempo: jogando na ponta oposta à sua origem. Um time que esbarrou nas suas limitações e que, nesta temporada, não vem conseguindo furar defesas fechadas e organizadas. 

Houve um volume de jogo maior, mas, como no primeiro tempo, ele não foi transformado em chances reais de gols. 

Dependemos de você para continuar nosso trabalho! Se gosta, contribua para a manutenção do MW Futebol!

R$50,00

Em 5 jogos pela Premier League, os Citizens têm 3 vitórias, 1 empate e 1 derrota. 14 gols feitos, 5 gols sofridos e ocupam a posição de segundo lugar.

Não se pode esquecer a má atuação e o resultado negativo, mas deve-se trabalhar em cima deles para recuperar o caminho dos bons jogos porque na quarta-feira já tem estreia na Champions League contra o Shakthar na Ucrânia e o time precisa vencer para recuperar a confiança. 

@caldasicaro

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s