The Bridge Boys – ANÁLISE TÁTICA NORWICH 2 x 3 CHELSEA

Por Felipe Henriques

WhatsApp Image 2019-08-26 at 19.04.24

Investindo em Tammy Abraham novamente como centroavante titular da equipe, Frank Lampard conseguiu a sua primeira vitória como técnico do Chelsea, na Premier League, ao bater o Norwich por 3-2 em Carrow Road. Após o empate em casa com o Leicester por 1-1 quando teve um início muito bom, uma vitória era necessária para poder dar mais confiança a um time jovem que inicia um projeto nessa temporada.

Sem poder contar com Kanté no meio-campo, Lampard escalou sua equipe no 4-3-3 com Jorginho, Kovacic e Ross Barkley formando o setor. Porém, a variação tática da equipe fez com que houvesse mudanças no posicionamento da equipe tanto na fase defensiva, quanto ofensiva. Além disso, chamou a atenção como as idéias de Lampard apresentam um time que tem tido um melhor desempenho marcando em linhas altas do que propriamente em bloco baixo.

Primeiramente, novamente vimos o Chelsea pressionar a saída de bola adversária usando o 4-1-4-1 para pressionar, desarmar e atacar, como foi no lance do gol de Mason Mount na partida contra os Foxes. Embora essa iniciativa tenha deixado espaços no meio-campo principalmente por haver apenas o Jorginho mais recuado, dessa vez houve uma eficiência melhor para forçar os erros da defesa adversária e retomar a posse, principalmente com Barkley vencendo duelos e liderando o setor.

WhatsApp Image 2019-08-26 at 19.36.03

Novamente a pressão deu resultado e aos 3’, Tammy Abraham fez um lindo tapa de primeira para iniciar o ataque e Mason Mount acelerou, lançando Pulisic na direita que aproveitou a sobreposição de Azpilicueta até a linha de fundo e acionou o espanhol que cruzou para o próprio Abraham abrir o placar. O detalhe foi o fato de Abraham ter iniciado e concluído a jogada.

Porém, se a marcação alta deu resultado, a fase defensiva apresentou problemas. Em um dos primeiros ataques do Norwich na partida, Jorginho foi facilmente batido pelo argentino Buendía e, com a defesa totalmente desarrumada, ficou fácil para Pukki e Cantwell infiltrarem na área, com o inglês empatando a partida logo aos 6’.

Aos 17’, os Blues ficaram novamente na frente no belo gol de Mason Mount, o segundo dele na temporada. Aliás, esse gol exemplifica como Lampard utilizou seus dois wingers na partida, com Mount gerando amplitude e abrindo o campo pela esquerda, permitindo Emerson atuar por dentro, enquanto Pulisic vinha cada vez mais por dentro e permitindo Azpilicueta explorar o corredor pelo lado direito.

Não à toa, Pulisic é quem recebe na entrada da área e aciona Mount, que aberto pela canhota, invade a área na diagonal e faz um belíssimo gol.

Aliás, Mount tem atuado como um “Atacante Interior”, com a função de abrir o campo quando a equipe tem a bola e, quando ele tem a bola, buscar o centro para finalizar. No futebol brasileiro é o famoso “ponta que faz o facão”, já para os gamers e fãs de Football Manager, é o “avançado interior” que é fundamental na fase construtiva (Abre o campo e gera opção de passe), fase transitiva (Realiza o movimento diagonal para ser mais um finalizador da equipe, ao lado de Abraham).

WhatsApp Image 2019-08-26 at 19.36.13

Se ao fazer uma marcação com duas linhas de quatro, o Chelsea teve problemas principalmente para marcar a amplitude do ataque do Norwich e o jogo nas entre linhas, Lampard mudou para o 4-5-1 e as linhas ficaram mais compactas para limitar o avanço do Norwich, que usava o flanco esquerdo como o lado forte do ataque.

Aos poucos, o Chelsea conseguia equilibrar as ações e ser superior na partida, criando as boas oportunidades como o cruzamento de Emerson Palmieri que Christensen obrigou Krul a fazer uma grande defesa, além da boa chegada de Jorginho na área em chute bloqueado pela defesa do Norwich.

Entretanto aos 30’, Teemu Pukki aproveitou a bobeada de Kurt Zouma e empatou novamente a partida. O destaque negativo foi a desatenção do zagueiro francês, já que o centroavante finlandês dos canários passou às suas costas e aproveitou o espaço cedido a partir daí para finalizar. Infelizmente, mais um gol sofrido com participação negativa do jovem Zouma que faz um início de temporada que demonstra insegurança, principalmente por sabermos o que podemos esperar de sua capacidade.

Ajude a melhorar nossas análises táticas! Contribua com o MW Futebol e ajude a manter o acesso gratuito aos nossos textos.

R$10,00

Se defensivamente ainda há o que aprimorar, a fase propositiva do Chelsea já começa a mostrar o que Lampard pensa para quando a sua equipe tiver a bola e precisar vencer uma defesa mais sólida. Posse de bola com os dois meias centrais dando opção de passe pelo meio, saída de bola com os laterais abertos e com Pulisic centralizado como um armador, com uma variação tática de 2-4-3-1.

WhatsApp Image 2019-08-26 at 19.36.18

Já na segunda etapa, o Chelsea voltou pressionando e asfixiando o Norwich em seu campo, finalizando cinco vezes em seis minutos e permitindo apenas uma única escapada do time da casa além da linha do meio-campo, porém finalizando apenas aos 23’. Em 17’, foram números que relembraram o começo da partida contra o Leicester principalmente por ocupar o campo de ataque com contundência, se impondo como se estivesse em Stamford Bridge.

Aos 23’, logo após o Norwich atacar o Chelsea pela primeira vez e subir suas linhas, Mateo Kovacic recebeu de Jorginho e fez um lindo passe para Abraham marcar o gol da vitória com um belíssimo chute da entrada da área.  Uma transição rápida, objetiva e que “castigou” a coragem do adversário logo após um período de pressão e protagonismo na etapa final.

Uma vitória para dar confiança pelos bons momentos demonstrados durante os 90 minutos, mesmo com oscilações defensivas que evidenciam a razão dos sete gols sofridos em três jogos na atual Premier League. Porém, uma vitória era necessária e os “garotos da ponte” não fugiram da responsabilidade de buscar o resultado mesmo fora de casa.

O projeto “Bridge Boys” finalmente teve o seu primeiro capítulo positivo, com a confiança e as idéias de Frank Lampard.

@Lipe_Henry

Anúncios

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s