A festa de Dani Alves – ANÁLISE TÁTICA SÃO PAULO 1 x 0 CEARÁ

Por Pedro Galante

da

O Morumbi recebeu mais de 47 mil pessoas para as estreias de Daniel Alves e Juanfran. Em campo, São Paulo e Ceará, duas equipes em bom momento buscando a vitória.

Cuca armou a equipe em um 4-1-4-1. Juanfran de lateral direito. TchêTchê foi o primeiro volante, com Dani e Liziero mais a frente. Antony e Everton fechavam o meio campo pelos lados e Raniel comandava o ataque.

WhatsApp Image 2019-08-19 at 13.12.26Muito debatida ao longo da semana, a posição de Dani Alves foi de interior (meia central) pela direita. (Foto: Instat/ Pedro Galante)

A estratégia era alugar o campo do Ceará e progredir através de toques curtos, principalmente pelo lado direito, é buscar a definição em um movimento rápido, de drible ou passe.

Enderson Moreira escolheu o 4-2-3-1, fazendo a recomposição em 4-4-2 com Thiago Galhardo mais avançado. O Ceará fazia boa pressão na saída de bola e protegia bem o espaço com suas duas linhas de quatro.

WhatsApp Image 2019-08-19 at 13.12.39Ceará com duas linhas de quatro e um bloco avançado. (Foto: Instat/ Pedro Galante)

O São Paulo tinha muita qualidade na circulação de bola por dentro. Além do trio de meias, Antony aparecia por dentro, enquanto Juanfran esperava mais aberto. Do outro lado, Everton também centralizava, mas mais avançado, dando opção de passe longo.

WhatsApp Image 2019-08-19 at 13.12.50Laterais bem abertos, Everton avançado, e Antony por dentro com os meias. (Foto: Instat/ Pedro Galante)

Houve dificuldade na criação de chances pois Raniel não fazia grandes movimentações e nenhum dos meias se aproximava do atacante. Os melhores momentos eram pela direita com Juanfran fazendo ultrapassagem pelo lado de fora e cruzamento rasteiro, mesmo assim a dupla de zaga adversária conseguia controlar bem.

O gol saiu aos 40, em um lance onde houve mais movimentação. Juanfran ultrapassou por dentro, facilitando o cruzamento rasteiro e Dani estava dentro da área para receber a bola escorada por Raniel, limpar os marcadores e finalizar.

WhatsApp Image 2019-08-19 at 13.13.06Lance do gol: Juanfran em melhor posição para um cruzamento rasteiro e Dani atacando a área. (Foto: Instat/ Pedro Galante)

Na segunda etapa, viu-se um Ceará muito competitivo, pressionando o homem da bola e construindo bem com seu trio de meio campo. O São Paulo passou, mais uma vez, por um momento de retração, só perseguindo o adversário sem puxar contragolpes. Os visitantes criaram boas chances mas pararam em Tiago Volpi.

Cuca fez uma mudança simples, mas que ajudou a equipe: postou o time em 4-4-2 com Dani ao lado de Raniel para acelerar quando roubasse a bola. Na sequência, veio Luan na vaga de Liziero, para aumentar a força física e manter o fôlego do meio campo.

WhatsApp Image 2019-08-19 at 13.13.19Dani mais avançado para puxar contra-ataques. (Foto: Instat/ Pedro Galante)

Antony, que fez partida muito abaixo, errando na tomada decisão, deu lugar a Vitor Bueno. A partir dos trinta minutos, o São Paulo conseguiu estabilizar o jogo. Quase aos 40, Helinho entrou na vaga de Everton.

O São Paulo conquistou uma vitória importante, e se somar três pontos no meio da semana contra o Athletico Paranaense, se consolida de vez na briga pelo título.

De longe, não foi o melhor desempenho que a equipe pode mostrar. No entanto, foi uma partida interessante pela estreia dos dois ótimos reforços e pela apresentação de argumentos táticos, que devem se desenvolver e se consolidar com o passar das rodadas.

@pedro17galante

Anúncios

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s