Cenário previsto – ANÁLISE TÁTICA VASCO 0 x 0 CSA

Por Henrique Mathias e Ricardo Leite

WhatsApp Image 2019-08-05 at 22.44.30

Desde que assumiu o Vasco, Luxemburgo tenta trabalhar uma ideia de jogo que envolve uma forte marcação na zona central do campo, saídas pelos flancos do campo com Pikachu e Rossi e uma forte pressão pós perda, liderada pelos volantes. Luxa tem trabalhado no 4-1-4-1, com um ponta de velocidade e drible pela direita (Rossi) e um ponta de que trabalha mais por dentro. O grande problema é que essa peça não existe no Vasco. Marrony não tem a característica e Valdívia está muito abaixo no desempenho.

WhatsApp Image 2019-08-06 at 09.03.17

Ao defrontar o CSA, o cenário esperado era um jogo com muitos erros e com duas equipes desconfortáveis em ficar com a bola. Pela pressão do resultado e por jogar em casa, o Vasco acabou assumindo esse papel, mas novamente esbarrou em suas limitações. Em termos de mecanismos, ainda que Pikachu tenha sido bem importante oferecendo uma sustentação pelo lado direito e também na falta de qualidade individual.

WhatsApp Image 2019-08-06 at 09.03.28

O Vasco começou o jogo sofrendo bastante. O setor de meio-campo, mais uma vez com o trio Richard, Raul e Marquinho esteve aquém do esperado em termos de intensidade, agressividade e força nos duelos, o que permitiu ao CSA somar muitas ações em transição. Além disso, Richard começou errando muitos passes e com dificuldade para se recuperar após o erro inicial.

Pelos flancos, o Vasco sofreu muito com Maranhão atacando as costas de Pikachu, que teve pouco suporte de Marrony. O jovem atacante do Vasco, não vem jogando o que pode e nos últimos jogos ficou abaixo até mesmo em termos de comprometimento no momento defensivo.

Marquinho chegou ao Vasco com o aval de Luxemburgo, o experiente meia que atuou no Fluminense e na Roma, em tese o jogador veio para acrescentar capacidade criativa ao time, trabalhando bem sem a bola, mas principalmente com ela. O que acontece é que Marquinho vem sendo um verdadeiro problema no momento defensivo, sem somar em termos de pressão e intensidade e com a bola erra muitos passes, não oferece linhas de passe e trava o meio-campo do Vasco, dando pouca fluidez as ações ofensivas.

WhatsApp Image 2019-08-06 at 09.03.44

No jogo de ontem, o Vasco começou com Bruno César como falso 9. Se recuperando fisicamente desde a chegada de Luxemburgo, o meia foi muito bem no clássico contra o Fluminense e jogou de maneira satisfatória contra o Palmeiras, mas acabou muito prejudicado por jogar mais avançado. Quando o sistema mudou do 4-1-4-1, para uma espécie de 4-4-2 com Marrony e Talles formando uma dupla de ataque bastante móvel e Bruno foi recuado para armar o jogo, flutuando atrás dos atacantes, o Vasco cresceu bastante e criou suas melhores chances. Talles e Marrony se revezam em dar profundidade, jogaram mais próximos, trabalharam por trás dos volantes, e caíram pelos lados. Com isso foi se criando um início de dinâmica ofensiva durante a partida.

WhatsApp Image 2019-08-06 at 09.03.55

Outro ponto que precisa ser ressaltado, é que o Vasco cada vez mais busca pressionar alto e pressionar o portador após perder a bola, mas falta muito ainda em termos de coordenação e o time acaba ficando muito espaçado, o que vira um problema muito grave para defender. Por vezes os homens de frente, subiam para combater os defensores, mas os movimentos dos demais companheiros (da linha defensiva do meio campo e da zaga), demoravam em realizar o acompanhamento, permitindo o CSA sair da pressão, nesses espaços concedidos.

Para o 2T, o Vasco continuou buscando tomar o controle da partida, mas encontrava muitas dificuldades nisso. Principalmente com a saída de Bruno César, que vinha achando seu espaço no campo de jogo. Com 3 atacantes (sem características construtivas, e sim de definição, ou infiltração), e com 3 volantes, o cruzmaltino atacava de forma descoordenada, não conseguia gerar espaços através de movimentações e passes verticais, e pela necessidade do resultado cedia cada vez mais espaços para transição do adversário. Luxa optou pelas entradas de Tiago Reis, Marcos Jr, e Valdívia, opções coerentes com o contexto da partida dadas as opções no banco. Mas ambos os jogadores entraram com desempenho técnico abaixo do esperado. As saídas de Raul, e Bruno César, prejudicaram o desempenho ofensivo ainda mais.

O Gigante ainda tinha mais problemas para resolver. Tanto Talles, como Marrony apresentam dificuldades para atuar do lado direito do ataque. Sentem-se mais confortáveis, do lado esquerdo, flutuando e até centralizado. O menino de 17 anos foi o melhor em campo, levou vantagem na maioria de seus duelos, foi bem associativo e vertical, além de finalizar 4 vezes, mas o contexto das ações do ataque não favorecia seus movimentos.

Tiago Reis por sua vez, entrou discreto e não conseguiu incomodar a defesa da equipe alagoana. A ausência de uma peça criativa, foi determinante para esse rendimento. Por fim, aconteceu o esperado: Vasco com muita dificuldade em propor, criar, e criar alternativas complexas diante de um adversário fechado e sem obrigação na partida. Sem espaço para infiltrações, jogadas verticais, e chegada dos volantes, o Vasco perde suas principais armas. O processo para “tratar” isso, passa pela escolha de jogadores criativos, no setor cerebral do campo, ou a presença de pontas com características de construção. Porém no elenco atual, os únicos nomes com tais características são o jovem o Lucas Santos e Valdívia.

Na próxima rodada, o Vasco enfrenta o Goiás, no Serra Dourada, e pelo menos teoricamente, deve apresentar melhora no seu jogo, pois as condições tendem a ser favoráveis ao seu modelo/estratégia: Fora de casa, adversário precisando do resultado e campo grande para impor seu jogo de espaço/velocidade.

@RiqueMathias e @analisevasco

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s