Vitória da tática – ANÁLISE TÁTICA SÃO PAULO 4 x 0 CHAPECOENSE

Por Daniel Klabunde

WhatsApp Image 2019-07-24 at 08.20.02

Última partida da 11ª roda, nesta segunda-feira se enfrentaram São Paulo e Chapecoense, onde ambas equipes precisavam da vitória por motivos diferentes, o tricolor paulista para se manter na parte de cima da tabela e o time catarinense para sair da zona de rebaixamento.

E o que vimos foi o time da casa com muito mais ímpeto para buscar a vitória, dominando as ações desde o minuto inicial. Com alguma dificuldade para evoluir as jogadas pelo lado esquerdo onde se encontrava Alexandre Pato, pois Reinaldo sofria com os avanços de Eduardo e Arthur Gomes, que tiveram a primeira boa chance da partida num bom cruzamento de Arthur.

Com uma boa marcação em bloco baixo bem compacta, a Chape conseguia segurar o ímpeto dos paulistas, que viam as melhores chances aconteceram com Pato quando se movimentada e começava a atuar por dentro no ataque, praticamente como o homem da armação.

WhatsApp Image 2019-07-24 at 14.00.01Pato buscando o jogo por dentro e deixando espaço para a infiltração dos volantes. Imagem: InStat / Edição: Daniel Klabunde.

Ao todo foram 8 finalizações do São Paulo no primeiro tempo, mas apenas uma no gol adversário, tamanha era a dificuldade para infiltrações.

Um primeiro tempo de certa forma morno tendo Alexandre Pato o melhor da partida, na opinião deste que vos escreve, muito pela sua inteligência em buscar os espaços pelo meio e acionar Raniel e Antony.

Mas o segundo tempo vem e com ele as surpresas táticas de Cuca, onde o treinador efetua duas mudanças no intervalo, para a minha surpresa, tirando Pato para a entrada de Éverton e Luan para a entrada de Toró.

Luan que no primeiro tempo era o responsável por se posicionar entre os zagueiros e efetuar a saída Lavolpiana (saída de 3) no início da transição ofensiva enquanto TchêTchêficava na base da saída de bola, ou vice versa.

WhatsApp Image 2019-07-24 at 14.00.08Saída Lavolpiana com TchêTchê entre os zagueiros e Hernanes se movimentando para transição ofensiva. Imagem: InStat / Edição: Daniel Klabunde.

Após as substituições a tática de Cuca começa a vencer a partida, TchêTchê passa a ficar responsável pela base das jogadas enquanto Toró e Hernanes ficam mais a frente, e assim Éverton se junta a Raniel e Antony na frente, saindo do 4-2-3-1 e começando a jogar no 4-3-3.

E logo aos 4 minutos do segundo tempo TchêTchê da um belo passe para Éverton em velocidade na esquerda que cruza para Antony abrir o placar. Com o gol Cuca consegue logo no início o que queria, implantar mais intensidade e conseguir um gol cedo para ter mais tranquilidade para o restante da partida.

WhatsApp Image 2019-07-24 at 14.00.15TchêTchê na base com Hernanes e Toró mais à frente formando o trio de meio do 4-3-3.
WhatsApp Image 2019-07-24 at 14.00.20Trio de ataque com Toró vindo de trás com a bola. Imagem: InStat / Edição: Daniel Klabunde.

As mudanças deram tão certo que desnortearam o time da Chapecoense, e em 7 minutos o tricolor paulista marcou mais dois gols, um com Toró e nova assistência de Éverton, e outro com Raniel em falha do zagueiro Gum.

Um ataque mais veloz e um meio campo mais móvel foram as apostas de Cuca na partida que deram certo, onde Hernandes ganhou um companheiro na condução da organização ofensiva e assim dando mais poder ao ataque já que a Chape não tinha forças para atacar, ainda mais com Camilo bem abaixo do futebol que pode apresentar, onde era responsável por puxar os contra-ataques mas não conseguia evoluir as jogadas e sempre acabava parando na marcação do São Paulo.

Ainda havia tempo para mais uma substituição no São Paulo, e o técnico Cuca aproveita para efetuar mais uma alteração tática na equipe colocando Vitor Bueno no lugar de Raniel, assim Toró passa a fazer a função de falso 9 enquanto Éverton e Vitor Bueno revezam entre meia e extrema direita, se movimentando muito e efetuando boas triangulações.

WhatsApp Image 2019-07-24 at 14.00.27Toró de falso 9 enquanto Éverton e Vitor Bueno revezam entre meia e extrema esquerda. Imagem: InStat / Edição: Daniel Klabunde.

Vitor Bueno entra bem na partida e coroado com um gol nos minutos finais, em bom cruzamento de Igor para completar de cabeça e dar números finais à partida.

Uma vitória com o dedo de Cuca, uma vitória da tática para finalizar a rodada do Campeonato Brasileiro.

@dktricolor

Anúncios

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s