Choque Rei – ANÁLISE TÁTICA SÃO PAULO 1 x 1 PALMEIRAS

Por Rafael Santos

WhatsApp Image 2019-07-15 at 19.03.16

O São Paulo veio a campo no 4-2-3-1 com algumas movimentações interessantes, Reinaldo que era lateral esquerdo tinha liberdade para flutuar no meio campo enquanto o volante Luan fazia muito a recomposição, com isso TchêTchê e Hernanes controlavam bem a posse de bola e buscavam o jogo em profundidade pelas pontas ou centralizar o jogo com o Pablo que saia da área e abria espaço para eles avançarem, desse modo os meio-campistas conseguiram algumas finalização partindo do 1×1, principalmente o Tchê Tche pela esquerda.

Enquanto isso o Palmeiras também veio a campo no 4-2-3-1, mas não teve tanto mobilidade assim, Marcos Rocha e Diogo Barbosa ficaram presos e não apoiaram tanto, desse modo à articulação das jogadas dependiam muito de Thiago Santos e Moises, mas não funcionou tão bem assim, desse modo Gustavo Scarpa e Dudu tinha que recuar muito para buscar o jogo, quando eles conseguiam receber a bola esbarravam no meio campo compacto do São Paulo.

Diversas vezes o São Paulo ficou pressionado e conseguiu manter a posse de bola municiando bem o Pablo e com o conjunto próximo para ganhar a “segunda bola”, porem pela direita Anthony foi pouco acionado nos minutos iniciais, quando o lateral improvisado Hudson começou a apoiar mais pela direita a equipe ficou ainda mais perigosa e foi em uma dessas jogadas que o São Paulo abriu o placar.

Nesse lance o Pablo foi acionado e ganhou na força e velocidade do Edu Dracena que foi ao combate e não teve êxito, Pablo buscou a diagonal e os companheiros de ataque ocuparam a área em dando duas opções de passe ou até mesmo chute cruzado.

WhatsApp Image 2019-07-15 at 17.05.59

No decorrer da jogada Hernanes recupera a bola próximo da linha de fundo e conta com a aproximação de Tchê Tchê que rapidamente aciona Hudson em velocidade para a linha de fundo, enquanto Pato e Pablo ocupam a area e Antony vem de trás em liberdade.

WhatsApp Image 2019-07-15 at 17.06.04

Após uma sequencia de divididas o São Paulo usou essa movimentação e descolocou o jogo para a direita com Hernanes que fez um cruzamento baixo para o atacante Pablo se movimentar e ficar livre na área. Nesse lance podemos uma sequencia de erros do bloco defensivo do Palmeiras, o volante Thiago Santos longe não consegue recompor, Edu Dracena foi ao combate do Hudson e demorou a voltar, Antônio Carlos não atacou a bola e Marcos Rocha não determinou quem marcaria na jogada. Desse modo a jogada ficou praticamente 3×3 na area, um erro enorme analisando o forte padrão defensivo do Palmeiras.

WhatsApp Image 2019-07-15 at 17.06.08

O Thiago Santos seria um volante útil se tivesse o Bruno Henrique ao lado, por que ele consegue ser o jogador que ganha o meio campo fisicamente, enquanto isso o Moisés não tem essa pujança. Nesse lance Thiago Santos recupera a posse de bola e aciona Moises que rapidamente busca Dudu, mas a defesa do São Paulo estava bem postada e não foi possível acelarar o jogo, tanto Scarpa quanto Desyverson estavam entre dois rivais, a única opção ficou sendo a inversão de jogo para Diogo Barbosa, mas não dá certo pelo mesmo erro cometido contra o Internacional, erro de passe. Alem disso, Marcos Rocha não poderia avançar tanto por que acompanhava TchêTchê e Reinaldo de perto.

WhatsApp Image 2019-07-15 at 17.06.13

Em um dos poucos momentos de agilidade o Palmeiras chegou a área do São Paulo quando Moises cobrou a falta rápida acionando Diogo Barbosa que enfrentou Hudson e fez o cruzamento, Reinaldo marca longe e não consegue cortar o cruzamento e sobra para Gustavo Scarpa que finaliza cruzado e o goleiro Thiago Volpi faz uma grande defesa.

WhatsApp Image 2019-07-15 at 17.06.18WhatsApp Image 2019-07-15 at 17.06.23

Esse lance representa bem a falta que Felipe Melo faz no período ofensivo, o Palmeira consegue ocupar a área com três jogadores e o Moises fica próxima do semicírculo da grande area, nesse momento Thiago Santos fica livre e conta com um dos poucos avanços de Marcos Rocha, mas o passe sai quebrado e impossibilita do cruzamento.

WhatsApp Image 2019-07-15 at 17.06.27WhatsApp Image 2019-07-15 at 17.06.31

Na segunda etapa o jogo ficou mais previsível e o São Paulo trouxe o bloco defensivo para o 1º e às vezes para o 2º terço de campo, algo normal com as equipes comandas pelo Cuca que aposta muita na alta intensidade no primeiro tempo e no segundo tempo intensidade média com picos de aceleração.

Esse lance mostra a defesa aposta em duas linhas de quatro com Raniel a frente e TchêTchê perseguindo a bola, principalmente quando passa nos pés do Moises e Dudu, jogadores que maior capacidade de buscar a profundidade.

WhatsApp Image 2019-07-15 at 17.06.35

No São Paulo a saída do Pablo culminou na perca de domínio e referencia, Raniel começou bem, mas no decorrer do jogo ficou aquém em relação ao desempenho do Pablo, além disso, Pato cansou e não conseguiu manter a intensidade se aproximando da referencia.

A jogada é bem construída, Raniel abre espaço pela direita e tira Edu Dracena da grande área, Hudson se aproxima e rapidamente aciona Hernanes que busca o avanço do Pato dentro da área, além de TchêTchê que vem como elemento surpresa. Novamente o desenho defensivo do Palmeiras é quebrado pelo erro no “bote” de Edu Dracena, falta de combatividade de Moises na região central e Marcos Rocha no 1×1.

WhatsApp Image 2019-07-15 at 17.06.40

E no Palmeiras saiu Zé Rafael que fez mal jogo e entrou Carlos Eduardo que vem em baixa, mas foi útil dando profundidade a equipe e prendeu os avanços de Hudson, desse modo TchêTchê e Hernanes não tinham mais a aproximação dos companheiros.

WhatsApp Image 2019-07-15 at 17.06.45

Porém Dudu ainda é responsável por buscar o jogo, mas tem os avanços dos laterais como opção de ataque e Moises mais ligado no jogo, além da maior liberdade já que Hernandes cansou e não teve mais ímpeto na marcação.

WhatsApp Image 2019-07-15 at 17.06.49

Pouco antes ao gol de empate o meio-campista Raphael Veiga entrou no lugar de Gustavo Scarpa, com isso o Palmeiras ficou bem definido com Carlos Eduardo pela esquerda buscando o 1×1, Dudu pela esquerda buscando armar o jogo e centralizado Raphael Veiga descansado para pressionar o jogo em cima de TchêTchê, minimizando ainda mais as ações do ex-palmeirense. E na primeira jogada Veiga se aproxima de Moises para recuperar a posse bola rapidamente, pressionando Luan que está sozinho, desse modo Dudu recebe em liberdade tendo Carlos Eduardo e Deyverson na área, mas o passe não sai da forma correta.

WhatsApp Image 2019-07-15 at 17.06.54

Nesse lance fica claro que o bloco defensivo começa a dar sinais de cansaço e os jogadores começam a ter liberdade. Marcos Rocha e Diogo Babosa estão na linha da bola, Moises novamente próximo do semicírculo da área, Dudu e Carlos Eduardo abertos e Deyvserson centralizado,após o corte mal feito de TchêTchê a bola sobra para Carlos Eduardo sozinho nas costas de Hudson, mas Thiago Volpi sai bem impedindo o gol.

WhatsApp Image 2019-07-15 at 17.07.44WhatsApp Image 2019-07-15 at 17.07.44 (1)

Muito se fala sobre a sorte do lance contar com o desvio em Reinaldo e Volpi, mas o Palmeiras estava atacando com um padrão bem definido, novamente as mesmas peças estão posicionadas de forma parecida. Desse modo é possível afirmar que existe sim um trabalho de modificação de padrão no intervalo e as mudanças surgiram efeito, o cansaço do São Paulo fez a equipe apostar na velocidade, mas com o Pato cansado, Tchê e Hernandes sobrecarregados e Antony anulado o Palmeiras tomou conta do jogo.

WhatsApp Image 2019-07-15 at 17.07.55

Após o gol a equipe do São Paulo fez duas mudanças, saíram Pato e Hernanes que não se aguentavam em pé para a entrada de Igor Gomes e Toró, mas não foi eficiente por que TchêTchê continuou sobrecarregado já que Igor Gomes foi inativo ofensivamente, desse modo o trio Antony, Raniel e Toró quase nunca era acionado com opções de movimentação, ficou previsível.

Moises continuou tendo liberdade para criar e municiar os pontas, a equipe do Palmeiras usou muito bem o Carlos Eduardo pela esquerda e no momento certo inverteu o lado para o Dudu buscar o 1×1, com isso Raphael Veiga foi o jogador que ocupou a entrada da área e teve Deyverson e Carlos Eduardo na área. O padrão se repetiu porem dessa vez Marcos Rocha ficou mais afastado para preservar o folego já que Toró tinha entrado.

WhatsApp Image 2019-07-15 at 17.08.02WhatsApp Image 2019-07-15 at 17.08.07

Raniel até tentou buscar o jogo saindo da área, mas na segunda etapa Edu Dracena foi mais eficiente no combate e conseguiu impedir os avanços, além disso, Toró esteve acompanhado pelo Marcos Rocha e Antony por Thiago Santos nos momentos em que ele veio para o centro. A armação do São Paulo deixou de existir, Igor Gomes não produziu nada e Antony não rende pelo meio, talvez seria interessante trazer o Hudson para o meio ao lado de TchêTchê e entrar o Igor Vinicius na direita ao invés do Igor Gomes no meio.

WhatsApp Image 2019-07-15 at 17.08.12

No único momento em que Toró foi acionado no 1×1, Marcos Rocha tinha a liberdade de tentar o desarme já que Thiago Santos estava próximo para a cobertura. Desse modo Edu Dracena ficou na linha da zaga sem ir ao combate, ficou responsável na marcação especial ao atacante Raniel. Diogo Babosa atento ao avanço Hudson e Moises próximo de Antony. Esse lance sim representa o padrão defensivo de Felipão.

WhatsApp Image 2019-07-15 at 17.08.16

E justiça seja feita, Carlos Eduardo foi muito importante na segunda etapa, começou o jogo atuando pela esquerda buscando profundidade, mas com a entrada de Raphael Veiga ele conseguiu buscar o jogo pelo meio e quando acionado conseguia manter a posse de bola ou sofria faltas, desse momo Diogo Barbosa repetiu o feito de Reinaldo no começo do jogo e se transformou em um meio-campista com a equipe tinha a posse de bola.

WhatsApp Image 2019-07-15 at 17.08.21

Nos minutos finais Dudu foi substituído por William que novamente joga alguns minutos nessa sua volta de lesão, o padrão de mantem apesar do pouco tempo de analise. Em um dos poucos contra-ataques que o São Paulo consegue fazer, Diogo Barbosa que vinha jogando mais avançado faz a falta tática e impede o avanço de TchêTchê que viria em liberdade com a opção do Antony aberto.

WhatsApp Image 2019-07-15 at 17.08.27

Novamente Carlos Eduardo é peça importante da jogada, ele se posiciona bem e ganha a segunda bola, acelera o passe no Moises que aciona o William que entrou a poucos minutos, durante a jogada o Carlos Eduardo já se projeta como opção de velocidade na frente, mas William não consegue o domínio pela falta de ritmo.

WhatsApp Image 2019-07-15 at 17.08.31WhatsApp Image 2019-07-15 at 17.08.37

E nos minutos finais as duas equipes amarraram muito o jogo com faltas na região central e apostaram nas bolas paradas, pouca coisa com a bola no chão e transição. Inclusive Deyverson conseguiu gastar um bom tempo provocando uma falta de Hudson, já que o Palmeiras estava satisfeito com o resultado.

@Rafinha_Esporte

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s