O Santos vem forte para a sequência da temporada!

Por Rodrigo Costa

WhatsApp Image 2019-07-02 at 20.24.29

Até a pausa para a Copa América o Santos jogou 35 vezes, tendo 19 vitórias, 8 empates e 8 derrotas, marcando 54 gols e sofrendo 29, portanto com um saldo de golsde 25 e aproveitamento de 61,90%. Eliminado na primeira fase da Copa Sulamericana pelo River Plate – URU, na semifinal do Paulistão pelo Corinthians e nas oitavas de final da Copa do Brasil pelo Atlético Mineiro, só restou ao Peixe a disputa pelo Campeonato Brasileiro para o restante da temporada, e nessa competição os números são esses: 9 jogos, 6 vitórias, 2 empates e 1 derrota; 12 gols marcados, 7 sofridos, saldo de gols de 5, tendo 74,1% de aproveitamento.

Mas o que podemos esperar do Alvinegro Praiano no restante da temporada? É possível brigar pelo título? Ou a classificação para a Libertadores está de bom tamanho? Nesse texto tentarei projetar o restante do ano do Peixe em alguns aspectos.

Elenco

Saídas: Rodrygo para o Real Madrid; Copete para o Pachuca-MEX;Jean Lucas para o Lyon; Felippe Cardoso emprestado ao Ceará; Cléber Reis ao Oeste.

Entradas: Evandro, meia ex Hull City. Noguera, Vecchio e Caju retornaram de empréstimo mas não devem ser aproveitados

Sobre especulações, é vinculado o interesse no meia Hernani, ex-Athletico-PR e no lateral esquerdo (e direito) Adriano ex-Barcelona, e possíveis propostas por Sasha e Soteldo. Atualmente, esse é o elenco santista:

WhatsApp Image 2019-07-03 at 10.45.41

Resumo tático

Taticamente, o Santos tem jogado bem na temporada. Jorge Sampaoli conseguiu implantar, em pouco tempo, um modelo de jogo bastante intenso e mais complicado tratando-se das equipes brasileiras. Em linhas gerais, o Santos buscar propor o jogo mantendo a posse de bola utilizando um Jogo de Posição (ideia de jogo em que os jogadores ocupam lugares predeterminados em campo) mais flexível, com os jogadores sendo bem verticais e incisivos no último terço de campo (próximo ao gol adversário), além de sempre tentar criar triangulações buscando ter superioridade numérica e qualitativa contra os adversários;

WhatsApp Image 2019-07-03 at 09.52.06Santos 1 x 0 Corinthians (Paulistão) – Independente de quem ocupasse os espaços, os jogadores mais abertos sempre geravam amplitude e os mais centralizados tentavam gerar profundidade. (Fonte: Premiere. Edição: Rodrigo Costa)
WhatsApp Image 2019-07-03 at 10.05.32Ceará 0 x 1 Santos -Fonte: Globo/Premiere. Edição: Rodrigo Costa
WhatsApp Image 2019-07-03 at 10.05.38Grêmio 1 x 2 Santos – Transições ofensivas do Peixe. (Fonte: Premiere. Edição: Rodrigo Costa)                                                                                        

Podemos notar também uma marcação forte e geralmente buscando pressionar a saída de bola oponente, além da utilização de encaixes por setor (que é quando os jogadores perseguem o adversário que entra em sua zona) e pressão pós perda (quando o time perde a bola e tenta recuperá-la no menor tempo possível) bem eficientes. O time permanece bastante compacto em todas fases do jogo.

WhatsApp Image 2019-07-03 at 10.05.45Santos 1 x 0 Corinthians – Fonte: Globo e InStat. Edição: Rodrigo Costa
WhatsApp Image 2019-07-03 at 10.05.50Santos 3 x 0 Vasco -(Fonte: Globo, Premiere, GloboEsporte.com – Edição: Rodrigo Costa)

Um dos métodos de Sampaoli é não se prender a 11 jogadores titulares, mas sim utilizar todo o grupo, claro que tendo como base jogadores que são pilares do time, como Victor Ferraz, Felipe Aguilar, Diego Pituca e Carlos Sánchez.

O lateral, mesmo que contestado em muitos momentos, principalmente na parte defensiva, especialmente nas transições, ainda é muito bom para o futebol brasileiro e casa muito bem com o modelo de jogo montado por Sampaoli; O zagueiro colombiano é rápido e desarma muito bem, além de ser um zagueiro construtor; Pituca é o equilíbrio do time, jogador que mais atuou, pode fazer diferentes funções no meio campo, importantíssimo na saída de bola e manutenção da mesma no campo de ataque, além de ser um ótimo marcador; e, o uruguaio Sánchez é extremamente técnico, um líder nato, tendo ótimos passes e finalizações.

Projeção tática

Com apenas o Brasileirão para disputar no segundo semestre, o Peixe terá mais tempo de treinamento que seus rivais diretos na luta pelo título, visto que estão disputando outras competições. Sampaoli terá semanas inteiras para treinar a equipe, buscando minimizar erros e potencializar as qualidades da equipe (sem falar na própria pausa para a Copa América).

O que precisa melhorar?

As transições defensivas são um ponto que já destaquei em textos nessa temporada como algo a ser melhorado. O time ataca com muitos jogadores, portanto algumas vezes sofre com contra ataques extremamente perigosos onde a equipe se encontra em inferioridade numérica (com menos jogadores que o adversário no setor da bola). A pressão pós perda deve ser executada de maneira muito eficiente para que esses descuidos não aconteçam.

WhatsApp Image 2019-07-03 at 10.05.59WhatsApp Image 2019-07-03 at 10.06.05Santos 3 x 0 Atlético-GO (Copa do Brasil) – (Fonte: SporTV. Edição: Rodrigo Costa)

TODOS jogadores devem estar atentos caso o time adversário recupere a bola: os mais próximos devem pressionar de maneira intensa para evitar progressão no campo de ataque seja com condução de bola ou passes mais diretos; já os jogadores mais distantes devem retornar de forma rápida para o campo de ataque buscando fechar espaços e marcar jogadores livres. Sampaoli deve estar corrigindo isso na pausa do Brasileirão e deve melhorar ainda mais no restante da temporada.


WhatsApp Image 2019-07-03 at 10.06.41Palmeiras 4 x 0 Santos – (Fonte: TNT/Esporte Interativo e InStat. Edição: Rodrigo Costa)

Contra defesas extremamente fechadas, o time tem dificuldade de criar chances reais de gol, apesar de ter um volume ofensivo alto, precisando então criar alternativas para desmontar defesas adversárias. Um centroavante (Uribe ou Sasha) mais fixo que consiga fazer bem o trabalho de pivô e busque desmarques contra a defesa adversária, além de um meio campista infiltrador (Sánchez e Evandro?) que venha de trás, podendo receber em posições livres mais à frente (Sánchez fez muito isso no início do ano, precisa retornar a essa característica).

WhatsApp Image 2019-07-03 at 10.06.47Santos 4 x 0 América-RN (Copa do Brasil) – Sánchez como elemento surpresa, partindo da linha de 3, cabeceia e o gol sai no rebote (nessa lance Jean Mota também infiltrou, Soteldo recuou para a sobra). (Fonte: SporTV. Edição: Rodrigo Costa)

Outro ponto é mais questão de compromisso. Já que o modelo de jogo pede atenção em todos momentos do jogo, a intensidade deve ser alta em todo ele, mas vimos em alguns jogos o time mais “bonzinho”, pressionando menos, sendo menos agressivo. Creio que Profe Sampaoli consiga extrair mais desse elenco no restante do ano.

Potencializar qualidades e jogadores

O time tem como ponto forte triangulações pelas laterais, manutenção da posse de bola inteligente (buscando sempre fazer mais gols), pressão e marcação intensa ao adversário, contra ataques rápidos e verticais. É preciso continuar, melhorando mais ainda, cada um desses pontos para brigar forte na sequência da temporada.

Variações táticas são utilizadas em praticamente todos os jogos por Sampaoli. O Santos não tem uma formação fixa (nem time fixo, apesar dos pilares como citei acima), jogando em diversos esquemas táticos como 4-3-3, 4-1-4-1, 4-4-2 em losango, 4-4-2, 3-5-2, 3-4-3, 3-4-1-2, tudo isso fruto do estudo ao adversário que é feito pela comissão técnica antes de cada jogo, tentando assim explorar os pontos fracos do oponente e se sobressair utilizando seus pontos fortes. As opções são imensas e nas mãos de Sampaoli cada jogador pode executar diferentes funções:

WhatsApp Image 2019-07-03 at 10.07.14

WhatsApp Image 2019-07-03 at 10.41.55

Goleiros: Sampaoli parece ter dado preferência a Éverson, muito por conta do jogo com os pés, visto que seu modelo de jogo pede muito isso, mas Vanderlei, no quesito embaixo das traves ainda está acima do concorrente.

Zagueiros: Aguilar deve ser explorado ao máximo sua capacidade como zagueiro construtor, além de ser ótimo nos desarmes, tem que ser ele e mais um (ou dois). Ao meu ver, Veríssimo é o melhor complemento para Aguilar, visto ser extremamente seguro e ter boa saída de bola. Gustavo Henrique é extremamente físico e firme nos duelos, apesar de ser mais lento que os demais. Já Luiz Felipe, que perdeu um pouco espaço, deve ser bastante utilizado quando a equipe jogar com três zagueiros.

Laterais: Ferraz é um lateral construtor, gosta (e atua bem) pelo meio, Sampaoli deve explorar bastante isso. Jorge da mesma maneira, só que tendo mais poder de ataque, sendo mais veloz e mais técnico, o técnico talvez use ele com mais liberdade no restante da temporada. Felipe Jonatan já atuou como meia e volante, tem bom potencial, é uma opção bastante interessante para o time.

Meias: Pituca é o pilar da equipe, assim como Sánchez, apesar de ter caído seu rendimento, Sampaoli deve voltar a repetir Sánchez como meio-campista infiltrador. Jean Mota e Cueva (ainda não se encontrou) são os armadores da equipe, com boa movimentação dos homens da frente (um centroavante fazendo pivô ou abrindo espaço para entradas em diagonal dos pontas) podem encontrar bons passes.

Atacantes: Temos pontas rápidos e dribladores, que podem resolver várias jogadas no 1×1. Soteldo é o que mais tem potencial, deve se desenvolver mais ainda no restante da temporada, principalmente nas tomadas de decisão e finalizações. Derlis faz muito bem jogadas na diagonal, dos dois lados do campo, e Marinho, apesar de pecar nas tomadas de decisão, é bastante incisivo, tendo boa finalização. Já os centroavantes são móveis e conseguem abrir espaço para as infiltrações de jogadores vindos de trás através de suas movimentações. Sasha, artilheiro do Brasileirão, pode atuar até pelos lados, jogador bastante determinado, já Uribe, jogou pouco, mas é ótimo cabeceador e deve se encaixar bem no modelo de jogo da equipe no restante do ano.

Jóbson e Evandro ainda não jogaram. O primeiro atuou no Red Bull como primeiro homem do meio campo, portanto função executada por Alison e, as vezes, por Pituca. Jóbson tem mais qualidade na saída de bola que Alison e por isso Sampaoli tem utilizado ele nos treinamentos também como uma opção de segundo homem de meio campo. Evandro tem boa qualidade técnica e faz várias funções no setor. Ele tem como principal característica realizar passes de ruptura, aqueles que quebram as linhas defensivas adversárias. Matheus Ribeiro é pouco utilizado, visto ser bem abaixo tecnicamente que os demais.

O Palmeiras está com incríveis 92% de aproveitamento no Brasileirão e tem um elenco estrelado e recheado, capaz de disputar várias competições sem deixar cair o rendimento, mas o Santos tem tudo para se manter na briga pelo título brasileiro em 2019. A equipe é muito bem treinada, pós essa pausa devemos ver uma equipe ainda mais desenvolvida e encaixada, tendo várias peças de reposição e variações táticas capazes de modificar uma partida. O Peixe deve conseguir a vaga na Libertadores, portanto, a disputa para ganhar o Brasileirão deve ser intensa e é necessário que se erre o mínimo possível.

Link para análises anteriores:

@costa_rodrigo95

Anúncios

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s