Bola parada e cadência: uma Holanda competitiva

Por Pedro Galante

Primeira colocada do grupo E, a Holanda marcou 10 gols e sofreu 3 nesses cinco jogos de Copa do Mundo. Comandadas por Sarina Wiegman as holandesas são fiéis ao 4-3-3 e tem na bola parada um dos principais argumentos ofensivos.

É um time que controla a bola – tem 59% de posse de bola em média – mas faz isso de forma lenta e cadenciada, com passes curtos e laterais, ou até mesmo para trás. Veja a comparação com as demais semifinalistas:

WhatsApp Image 2019-07-02 at 17.36.16Holanda tem o maior tempo médio de posse de bola e os menores números de entradas no campo, terço final e área do adversário. (Foto: Instat)

A saída de bola tem um desenho de 4+1 com Spitse, camisa 8, se aproximando da linha de defesa. Também é comum que Jackie Groenen recue para auxiliar nesse momento. As duas meio campistas citadas são as principais responsáveis por iniciar os ataques holandeses.

Outra jogadora muito importante é a centroavante Vivianne Miedema, que oferece a jogada de pivô constantemente, que é o recurso mais usado para avançar no campo.

WhatsApp Image 2019-07-02 at 17.36.23Mapa dos passes recebidos pela camisa 9 holandesa. (Foto: Instat)

A bola parada ofensiva é muito forte. Dos 10 gols marcados, em seis a bola não estava rolando. Quatro surgiram de faltas laterais, um de escanteio e um de pênalti.

É uma equipe que se defende pouco durante as partidas pois mantém a posse em grande parte do jogo e seu ritmo mais lento e conservador não possibilita muitas chances de perder a bola. Quando precisa defender, se posta em 4-1-4-1 e busca ocupar bem os espaços, combatendo mais intensamente na região central, forçando o adversário a bola longa.

Destaque individual:

SheridaSpitise – Volante

WhatsApp Image 2019-07-02 at 17.36.41

Spitse é a alma e o coração do meio campo holandês. Atuando como primeira volante, é essencial na criação das jogadas. Circula para todos os lados oferecendo opção de passe para suas companheiras e sempre ajuda o time a progredir, principalmente buscando a conexão com a centroavante Miedema. É a responsável pela cobrança de faltas e escanteios e líder de assistências do time (4).

Também ajuda defensivamente, pressionando pós-perda e estruturando o meio campo nos momentos de ataque posicional do adversário.

@pedro17galante

Anúncios

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s