Uma importante vitória – ANÁLISE TÁTICA FINLÂNDIA 2 x 0 BÓSNIA

Por Jhonata Souza

WhatsApp Image 2019-06-09 at 14.52.53

No último dia 8 de junho as seleções de Finlândia e Bósnia se enfrentaram pela terceira rodada do Grupo J das Eliminatórias da Eurocopa 2020 no Tampere Stadium, na cidade de Tampere na Finlândia. O jogo terminou com o placar de 2×0 para os donos da casa com os dois gols sendo marcados por Teemu Pukki. Com a vitória os finlandeses assumem a segunda colocação do grupo J com 6 pontos, enquanto a Bósnia permanece em terceiro com 4 pontos. A seleção da Finlândia foi escalada da seguinte forma: Lukas Hrádecký; Albin Granlund, Paulus Arajuuri, Joona Toivio e Jere Uronen; Robin Lod, Tim Sparv, Glen Kamara e Simon Skrabb; Petteri Forsell e Teemu Pukki. Já a Bósnia foi a campo da seguinte maneira: Šehić; Bičakčic, Šunjić, Zukanovic e Ćivić; Bešić, Cimirot e Saric; Edin Višća, Duljević e Dzeko.

Primeiro tempo:

O primeiro tempo foi de poucas chances de gol, mas as poucas que teve vieram do lado finlandês, que foi melhor no primeiro tempo. Os donos da casa, empurrados pela sua torcida, tomaram mais as rédeas do jogo tendo mais a posse e sendo a equipe que melhor conseguiu trabalhar com a bola nos pés. No momento defensivo a equipe soube se defender dos cruzamentos adversários e a dupla de zaga conseguiu lidar bem com Dzeko. No momento ofensivo Teemu Pukki e Glen Kamara se destacam. O primeiro é o grande jogador da equipe, os ataques sempre procuram por ele, seja para fazer o pivô, participar da criação ou para finalizar as jogadas. Kamara é o coração, a alma e o ponto de equilíbrio da equipe nórdica. É o principal defensor do meio campo, participa da criação das jogadas e ainda chega ao ataque como elemento surpresa.

WhatsApp Image 2019-06-09 at 17.54.12Posicionamento médio da Finlândia no jogo via Sofascore.

Pela imagem dá para perceber algumas coisas sobre a equipe finlandesa. O esquema utilizado é o 4-4-2, aonde os meias (8 e 17) vem jogar por dentro, o que abre espaço para os laterais (3 e 18) subirem ao ataque. O que pode ser visto no primeiro tempo com as subidas do lateral Uronen que apareceu bem no ataque, o que levou a Finlândia buscar mais o lado esquerdo do ataque.

Mais uma vez a seleção da Bósnia ficou devendo um desempenho melhor em campo. Na defesa a equipe se comportou até que bem no primeiro tempo, sem sofrer muito. No momento ofensivo o desfalque de Pjanic fez muita falta para a Bósnia. Sem ele o meio campo foi pouco criativo, o que forçou a equipe visitante a buscar bastante o jogo pelo lado direto com Visca e cruzamentos para Dzeko brigar no alto ou fazer o pivô.

WhatsApp Image 2019-06-09 at 17.54.19Posicionamento médio da seleção da Bósnia via Sofascore.

Na imagem podemos perceber a linha de quatro na defesa da Bósnia, além do fato de como os três do meio campo (13,7 e 21) estiveram mais presos na marcação e pouco chegaram ao ataque. Outro destaque é de como Visca (8) foi o jogador mais agudo do ataque e que mais se encostou a Dzeko.

Um ponto em comum entre as duas equipes foi o fato de ambas subirem as suas linhas de marcação para dificultar a saída de bola adversária, algo que explica um pouco da dificuldade de criação das duas seleções.

WhatsApp Image 2019-06-09 at 17.54.29As duas equipes subindo a marcação para pressionar a saída de bola do adversário.

Segundo Tempo:

A Finlândia voltou do intervalo decidido para matar o jogo. Enquanto a Bósnia voltou pior para o segundo tempo. A equipe que vinha se defendendo bem no primeiro tempo passou a dar espaços para a Finlândia jogar entre as linhas de marcação, o que acabou sendo determinante para a derrota. Com espaço, Teemu Pukki passou a ter mais facilidade em receber os passes do meio campo e com liberdade ele é muito perigoso, o que pode ser visto no lance do primeiro gol onde Pukki recebeu livre o passe de Kamara e fez uma linda jogada individual para abrir o placar no Tampere Stadium.

WhatsApp Image 2019-06-09 at 17.54.35Liberdade que Pukki teve para receber o passe no lance do primeiro gol.

Após o gol os donos da casa passaram a adotar a estratégia de recuar as suas linhas de marcação para recuperar a bola e sair no contra ataque. O que se provou uma estratégia acertada, já que a Finlândia se aproveitou da fragilidade da Bósnia nos contra ataques para chegar ao segundo gol com Pukki. Além do lance do gol, os finlandeses tiveram vários lances de contra ataque que poderiam ter terminado em gol, mas ai acabouesbarrando-nos próprios erros e nas defesas do goleiro adversário.

WhatsApp Image 2019-06-09 at 17.54.40Finlândia organizada com as suas duas linhas de quatro prontas para recuperar a bola e sair em velocidade.

Após sofrer os gols ficaram ainda mais claros os problemas que a Bósnia teve para criar chances de gol. Tentaram fazer uma pressão em busca do empate, mas a pressão em cruzamentos buscando Dzeko, e até conseguiram criar uma ou outra jogada de perigo, só que foi muito pouco para conseguir chegar perto de um empate.

Após o tropeço em casa contra a Grécia, a seleção da Bósnia precisava de um resultado positivo neste jogo, porém com a derrota a situação fica complicada para os bósnios que vão ter a Itália como próximo adversária. A Finlândia conquistou uma importante vitória na briga pela classificação, que hoje parece ser mais com a Grécia do que com a Bósnia, além do resultado os donos da casa tiveram um bom desempenho mostrando que os nórdicos tem uma seleção organizada e com alguns bons talentos individuais.

@jhonny14souza

Anúncios

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s