Dos males, o menor – ANÁLISE TÁTICA VASCO 1X1 CORINTHIANS

Por Jhonata Souza e Ricardo Leite

WhatsApp Image 2019-05-08 at 15.42.29

No último sábado (4) as equipes de Vasco e Corinthians se enfrentaram na Arena da Amazônia, em Manaus, pela terceira rodada do Campeonato Brasileiro. Na comparação com a escalação do último jogo, o técnico Marcos Valadares promoveu cinco mudanças na escalação do Vasco que iniciou o jogo da seguinte maneira: Sidão; Claudio Winck, Luiz Gustavo, Ricardo e Danilo Barcelos; Raul e Lucas Mineiro; Rossi, Yago Pikachu e Yan Sasse; Maxi Lopéz. Já o técnico Fabio Carille manteve só quatro titulares do último jogo, a equipe começou a partida com a seguinte escalação: Cássio; Michel Macedo, Marllon, Pedro Henrique e Carlos Augusto; Ralf; André Luis, Richard, Jadson e Vital; Vagner Love.

A equipe do Vasco variou a forma como se organizava com e sem bola, Com a bola, a equipe teve o 4-2-3-1 como esquema base, mas em alguns momentos variava para o 4-1-4-1 com Pikachu e Lucas Mineiro jogando por dentro no meio, sem a bola o time variou entre um 4-4-2, com Pikachu e Maxi na frente da linha de quatro do meio, e o 4-1-4-1 onde Pikachu recuava para se juntar a linha de meio.

WhatsApp Image 2019-05-08 at 15.27.58Vasco que variou a sua organização tática entre o 4-1-4-1 e o 4-4-2 (Fonte: Premiere).

Os primeiros 15 minutos de jogo foram de pressão do Vasco que iniciou a partida numa intensidade mais alta para tentar se aproveitar do apoio da torcida e da falta de entrosamento do adversário. A atuação dos pontas foi importante para o funcionamento dessa proposta, já que Rossi e Yan Sasse atuaram bem abertos dando amplitude e profundidade ao ataque vascaíno, o que deu certo na primeira etapa. Destaque para a partida de Rossi que foi o jogador mais agudo do time, além de ter levado por várias vezes a melhor no duelo contra Carlos Augusto, o lance do pênalti sofrido por ele é um exemplo disso.

WhatsApp Image 2019-05-08 at 15.28.06Posicionamento médio da equipe do Vasco, onde dá para ver como Rossi (7) e Yan Sasse (20) atuaram mais abertos nas pontas (Fonte:Sofascore).

A bola aérea foi uma arma importante para o Vasco levar perigo no primeiro tempo. A equipe carioca percebeu que o Timão estava tendo problemas nesse tipo de jogada e buscou utilizar bastante de cruzamentos, tanto que o time cruzou 18 vezes na primeira etapa. O problema foi que em alguns momentos a equipe escolheu cruzar bolas da intermediária ao invés de tentar fazer uma jogada mais trabalhada. Faltou à equipe cruzmaltina utilizar mais dos pivôs de Maxi Lopez para a realização de tabelas e infiltrações pelo meio, o jogo da equipe em alguns momentos ficou muito concentrado nos lados de campo.

O setor defensivo do Vasco não foi muito exigido no primeiro tempo. Além dos problemas ofensivos do Timão, há de se destacar os méritos do sistema defensivo carioca. O Vasco marcou bem o jogo pelo lado do oponente, impedindo a realização de triangulações. Além disso, o Vasco dificultou a criação de jogadas do Timão quando subia a linha de quatro do meio para encostar-se a Pikachu e Maxi, com esse movimento a equipe fechava as linhas de passe e obrigava os jogadores adversários a tentar lançamentos para superar essa primeira linha de marcação.

WhatsApp Image 2019-05-08 at 15.28.16Vasco avançando seus jogadores de meio para dificultar a criação de jogadas do adversário (Fonte; Premiere).

O Corinthians manteve o seu padrão ao atuar no 4-1-4-1 nos momentos de ataque e defesa. No segundo tempo que pode ser visto a equipe atuando com no 4-4-2 no momento defensivo, essa mudança visou diminuir as obrigações defensivas de Jadson.

WhatsApp Image 2019-05-08 at 15.28.25Corinthians no 4-1-4-1 no primeiro tempo e as duas linhas de quatro na marcação no segundo tempo (Fonte: Premiere).

Mais uma vez o Corinthians teve um primeiro tempo fraco no ataque. As poucas jogadas de perigo surgiram no setor esquerdo do ataque, já que ali estavam Mateus Vital e Jadson que eram os únicos jogadores com capacidade criação do ataque. Destaque para a partida de Vital, o jovem meia foi o principal destaque do time, tanto que o lance do gol e as poucas jogadas de perigo do Timão vieram de jogadas individuais dele, porque de resto, osoutros nomes do setor ofensivo tiveram atuações fracas.O Corinthians normalmente já sofre de problemas na saída de bola, com Ralf e Richard juntos esses problemas só pioram. Com os dois em campo sobrou para Jadson ser o responsável pela saída, só que o camisa 10 teve uma atuação muito ruim, onde mostrou ter dificuldades físicas e falta de ritmo de jogo. André Luis recebeu uma rara chance como titular e teve uma atuação bem discreta. Vagner Love foi mais um centroavante que sofreu com o fato dá bola não chegar nele, o que lhe tornou alguém nulo em campo, um problema que Boselli e Gustavo também sofrem quando jogam.

Após o gol a equipe do Corinthians adotou a estratégia de recuar, se postar de forma compacta na defesa para tentar roubar a bola e sair no contra-ataque. Na teoria era uma estratégia interessante, porém na prática não deu certo, pois o Corinthians não tem contra-ataque, esse é um problema que atinge o time titular e o reserva também. Esse problema acabou trazendo o Vasco para dentro do campo de defesa do Timão, o que gerou algumas dificuldades, pois a equipe teve alguns problemas individuais nadefesa.

O jovem Carlos Augusto não fez uma boa partida. Além de ter cometido alguns erros de posicionamento, normal pela idade, ele também sofreu bastante na marcação do Rossi, o que acabou sendo um ponto de desequilíbrio a favor do Vasco no primeiro tempo. O Corinthians cedeu alguns espaços entre as linhas de marcação, principalmente no setor de Jadson. Esse problema não é novidade, nas outras partidas que Jadson atuou por dentro no 4-1-4-1 a equipe teve esse mesmo problema na marcação. O experiente meia não tem mais condições físicas de atuar numa posição que lhe exija muita entrega na marcação, além de não ser um bom marcador.

WhatsApp Image 2019-05-08 at 15.28.48Yago Pikachu se aproveitando do espaço deixado por Jadson para receber o passe sem marcação (Fonte: Premiere).

Os primeiros minutos de segundo tempo foram de uma troca de ataques entre os dois times. Porém isso foi algo que durou pouco, devido ao calor de Manaus a intensidade do jogo deu uma diminuída na segunda etapa. A diminuição do ritmo de jogo favoreceu o Corinthians que passou a ter mais posse de bola, enquanto o Vasco passou a apostar nos contra-ataques para tentar vencer a partida.

As entradas de Clayson, Ramiro e Pedrinho melhoraram a circulação de bola do Timão que passou a ter o controle do jogo. Só que essa posse não se transformou em chances reais de gol. O estreante Sidão não precisou fazer nenhuma defesa no segundo tempo, já que o Corinthians novamente apresentou dificuldades na criação de jogadas e na finalização das poucas chances que criou.

As saídas de Rossi e Yan Sasse foi um duro golpe para o Vasco no segundo tempo. O time perdeu as suas válvulas de escape para o contra-ataque e parou de oferecer perigo ao gol defendido por Cássio. A defesa se comportou bem no segundo tempo sem permitir que o Corinthians criasse uma pressão na reta final de jogo, o que é um ponto positivo na comparação com os últimos jogos.

WhatsApp Image 2019-05-08 at 15.28.56Estatísticas do segundo tempo (Fonte; Sofascore).

Dos males, o menor. Essa frase define bem o sentimento que as duas equipes saem desse jogo. O Vasco conquistou o seu primeiro ponto no campeonato e teve uma atuação melhor do que teve nos últimos jogos, a equipe foi mais sólida na defesa e organizada no ataque. Já o Corinthians saiu desse jogo com sentimentos opostos, de um lado a equipe sai aliviada por ter conquistado um ponto mesmo com todas as mudanças que o time teve, do outro lado à equipe sai com a sensação que poderia ter conquistado a vitória por ter saído à frente do placar e pelo segundo tempo onde foi um pouco superior. Outro sentimento igual entre as duas equipes e que ambos os times precisam melhorar bastante para atingir os seus objetivos no Brasileirão.

@Jhonny14Souza e @analisevasco

Anúncios

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s