Quem para o Timbu? – ANÁLISE TÁTICA CEARÁ 0 x 2 NÁUTICO

Por Felipe Holanda

WhatsApp Image 2019-04-08 at 20.07.42

Invicto a dezoito jogos, o Náutico vive o seu melhor momento na temporada. A ótima fase do Timbu foi carimbada com uma vitória imponente sobre o Ceará, em Fortaleza, pelas quartas de final da Copa do Nordeste. O resultado levou os alvirrubros à semifinal do Regional.

Apesar da classificação heroica que viria no fim, o Náutico de Márcio Goiano passou por muitas dificuldades na capital cearense. Principalmente no primeiro tempo. Logo no início de jogo, o Ceará de Lisca começou a mostrar suas facetas.

WhatsApp Image 2019-04-08 at 20.03.23

Quando o relógio marcava quatro minutos, Wescley aproveitou o cochilo da marcação Timbu e saiu cara a cara com Bruno. O gol que abriria a contagem a favor do Vozão só não saiu graças à uma bela defesa do goleiro alvirrubro.

Postado no 4-3-3 na defesa ou ataque, o Náutico sofria com as infiltrações de jogadores do Ceará. Os anfitriões voltaram a levar perigo com o lateral-esquerdo João Lucas, que acertou a trave esquerda e quase marcou.

WhatsApp Image 2019-04-08 at 20.03.32

Aos poucos, o time alvirrubro começava a se soltar em campo. Chegou pela primeira vez com perigo em um lindo de chute de Odilávio a longa distância, na primeira finalização no alvo. O goleiro Richard precisou se esticar todo para fazer a defesa e evitar o gol.

Ainda na etapa inicial, Thiago teve boa chance em cobrança de falta, mas mandou por cima da meta alvinegra, com 32 minutos.

No segundo tempo, o Timbu voltou com Maylson na vaga de Danilo Pires. O experiente meio-campista deu mais consistência ao time. Dessa forma, Josa passou a recuar para fazer a função de terceiro zagueiro/líbero e o Náutico começou a sufocar o Ceará.

WhatsApp Image 2019-04-08 at 20.03.38

Após cruzamento de Hereda pela direita, Diego desviou e por muito pouco não deixou o Timbu em vantagem no placar. A bola ainda “beliscou” o travessão de Richard antes de sair pela linha de fundo. Na sequência, em outra bola alçada na área por Hereda, Jorge Henrique também levou perigo.

Até que veio o primeiro gol do jogo. Thiago recebeu na entrada da grande área, fintou o marcador e bateu cruzado. Valdo tentou fazer o corte, mas acabou marcando contra e abrindo o placar.

A resposta do Ceará não tardou. Bola levantada na área, Roger cabeceou com estilo e quase fez o empate. Caprichosamente, a bola carimbou a trave esquerda de Bruno, mas não entrou.

 A poucos segundos do final do tempo regulamentar, o Náutico matou o jogo em uma aula de contra-ataque. Wallace Pernambucano recebeu, teve a categoria de esperar o momento certo e deixou Thiago na cara do gol. O jovem promissor deslocou Richard e fez 2×0, selando o placar.

WhatsApp Image 2019-04-08 at 20.03.44

@holandafelipee

Deixe uma resposta