O que esperar do Juventude?

Por Guilherme Monteiro

WhatsApp Image 2019-04-04 at 05.15.42

O Juventude tem vivido até aqui um ano conturbado. E já efetuou uma troca no comando da equipe no ano, a troca de Luiz Carlos Winck por Marquinhos Santos fez com que o Papo evitasse o rebaixamento e aindaconseguiu levaro Papo até as quartas de final do Gauchão; sendo eliminado pelo Grêmio de Renato Gaúcho, com derrotade 6×0 Alfredo Jaconi e um empate em 0x0 na Arena. A equipe alviverde vem mostrado em 2019 uma equipe com muita dificuldade de propor o jogo, tanto em caso como fora, tendo um modelo predominantemente reativo, e que aposta muito em contra-ataques.

A Equipe:  

WhatsApp Image 2019-04-04 at 05.16.26Foto e edição: Guilherme Monteiro. Estrutura e movimentações dos atletas do Juventude nas partidas.

Planificada num 4-2-3-1, a equipe de Marquinhos Santos, tem como características principais a: velocidade nos contra-ataques e o um jogo pautado nas bolas longas e cruzamentos para área.

Transição Ofensiva/Construção:

A transição ofensiva é baseada principalmente em: vitórias físicas de Braian Rodriguez, que após a conquista busca reter ou aparar as bolas para a aproximação dos atletas, que cruzam as bolas ou chutam de fora da área. Procuram explorar bastante o lado direito com o lateral Vidal, que oferece muitos apoios e amplitude (espaçamento/alargamento do campo) e por vezes ataca bem o espaço. O Lado esquerdo é que apresenta maior dificuldade construtiva, pois os laterais que foram testados ali (Fellipe/Eltinho) demostram dificuldades no apoio. Dalbertoe por vezes Caprini, lutam bravamente para vencer os duelos no 1×1 para poderem criarem jogadas por ali, ambos são pontas muito rápidos, dribladores e habilidosos com uma boa capacidade construtora, no entanto carecem de apoios por aquele lado.

Em lampejos construtivos com a bola no chão, o Papo tem uma saída de 3 que varia com o Goleiro Marcelo Carné+ o zagueiro do lado da bola e o lateral também do lado da bola, mas também praticam a saída lavolpiana clássica (com um volante entre os zagueiros), quando Rafael Jataí recua junto aos zagueiros e sai jogando. Esporadicamente, quando procura valorizar mais a posse de bola o Ju busca aglutinar o máximo de atletas possíveis próximo ao portador da bola oferecendo-lhe diversas opções de passe.

WhatsApp Image 2019-04-04 at 05.16.18Foto e edição: Guilherme Monteiro. Há 4 jogadores próximos a bola, com 2 mais próximos ao portador, o lateral do lado da bola buscando se projetar para executar o “facão” e mais 1 procurando infiltrar.

Transição Defensiva:

WhatsApp Image 2019-04-04 at 05.16.34Foto e edição: Guilherme Monteiro. Apesar de não aparecerem na imagem há mais 2 atletas fechando a linha de 4, com R. Jataí no entrelinhas, mais uma linha de 4 e Braian Rodriguez mais adiantado.

O Papo se organiza defensivamente num 4-1-4-1, com Braian Rodriguez a frente a da 2° linha de quatro e com Rafael Jataí no entrelinhas, a equipe não impõe uma pressão forte ao portador da bola e atua com um bloco médio/baixo. E nesta fase de jogo onde o Juventude apresenta mais dificuldade, essencialmente porque os extremos Dalberto/Breno pela esquerda e Caprini/Denner na direita possuem uma recomposição lenta e sobrecarregam os laterais, em especial os que jogam pelo lado esquerdo. Os zagueiros alviverdes não transmitem muita confiança ao torcedor, pois não defendem bem a área e cometem erros de coberturas, que ocorrem de forma sistemática, sobretudo quando a bola é rasteira.

Bola Parada Ofensiva:

WhatsApp Image 2019-04-04 at 05.16.41Foto e Edição: Guilherme Monteiro. Organiza-se com 2 homens no meio da área e 2 no 2° pau, 1 esperando a segunda bola e 1 marcando um adversário, buscando evitar um possível contra-ataque rival.

Falta Defensiva:

WhatsApp Image 2019-04-04 at 05.16.48Foto e edição: Guilherme Monteiro. Estrutura-se com 6 jogadores dentro da área, almejando retirar o perigo da área e 1 posicionado para um eventual contra-ataque. A marcação é feita por encaixes individuais, com zagueiro marcando o zagueiro adversário, o atacante marcando o atacante adversário, por exemplos.

Escanteio Ofensivo:

WhatsApp Image 2019-04-04 at 05.16.55Foto e edição: Guilherme Monteiro. Nos escanteios ofensivos o Papo, procura posicionar seus jogadores com bom cabeceio no 1° pau (não necessariamente são jogadores com uma grande estatura), para efetuar a finalização ou a famosa “casquinha” para os jogadores no 2° pau, aqueles que não adentram a área inicialmente posicionam para o rebote ou atacam o espaço e por vezes contribuem dando opções para a cobrança curta.

Escanteio Defensivo:

WhatsApp Image 2019-04-04 at 05.17.02Foto e edição: Guilherme Monteiro. Nesta imagem com o lançamento para a área, o alviverde posiciona seus jogadores com maior estatura no 1° pau, para evitar o cabeceio. Com 7 jogadores dentro da área, mas com 6 somente com obrigações defensivas. Observe o jogador indicado com o número 7 posicionado para o contra-ataque.
WhatsApp Image 2019-04-04 at 05.17.09Foto e edição: Guilherme Monteiro. Quando o adversário decide bater o tiro de canto optando por uma saída curta, o Papo decide adotar uma marcação em linha, no entanto para um resultado satisfatorio, é necessário uma ação muito bem coordenada entre os jogadores para deixa-los em posição de impedimento, ação esta que o Ju tem dificuldade de realizar.

@Guizaomb19

Anúncios

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s