A Amplitude no futebol

Por Gabriel Fortuce

Espaços estão cada vez mais difíceis de serem encontrados no futebol, pois devido a tecnologia e o surgimento de departamentos de análise de desempenho nas equipes, tudo o que ocorre em campo é minuciosamente estudado. Surgem então,como um “contra ataque” desta dificuldade, ferramentas ofensivas que permitem gerar espaços. Hoje falaremos de uma delas.

A amplitude nada mais é do que a distância horizontal entre os dois jogadores mais abertos da fase ofensiva de uma equipe. Portanto a amplitude máxima que uma equipe pode gerar é o comprimento entre as duas linhas laterais de um campo de futebol, desde que aja jogadores em cima delas.

É uma excelente ferramenta para que avanços, criações de espaços e consequentes desequilíbrio ocorram nas subfases ofensivas (saída de bola, construção e criação) de uma equipe. Vale ressaltar que ela sempre existiu, porém devido ao motivo já citado sua frequência no jogo atual é muito maior.

WhatsApp Image 2019-03-12 at 21.53.27Amplitude na saída de bola.
WhatsApp Image 2019-03-12 at 21.51.38Amplitude na fase de construção.
WhatsApp Image 2019-03-12 at 21.51.37Amplitude na criação (Observe Ewandro e Eduardo na fase de criação do Athletico).

Guardiola é referência no uso desta ferramenta, portanto usaremos ele como exemplo de explicação deste conceito tático. Podemos dizer que o jogo de posição (Nomenclatura dada ao estilo de jogo do técnico catalão) consiste em obter uma série de “conexões” através de linhas de passe, tentando levar a bola para os espaços livres em busca de progressão no jogo; Pep Guardiola afirma que “o espaço é a nossa bússola e a bola nosso oxigênio”, exemplificando o objetivo direcional que sua equipe tem, levar a bola para o espaço. Esse espaço de que falamos dependerá do posicionamento da equipe adversária e da quantidade de jogadores em determinada zona do campo, porém através de posicionamentos específicos, podemos induzir essa aparência de espaços. A frase “todos os caminhos levam a Roma” pode ser ilustradade uma maneira bem gráfica, o objetivo deste princípio é a meta (o gol adversário), portanto encontrar um caminho para a meta (o gol adversário) seria o “chegar a Roma”. Porém nem sempre será possível chegar pela via preferencial, que é avia direta (vertical, em profundidade), por isso também há a necessidade de ter outras vias  até encontrar os espaços desejados. É ae que entra a amplitude.

Podemos ressaltar que a amplitude e muito difícil de ser anulada, pois seja de maneira direta ou indireta haverá espaços para serem explorados quando a equipe que está em organização defensiva é atacada por um rival que ultiliza esta ferramenta:

1-Surgimento de espaços de maneira direta.

Uma equipe que marca em zona tem sempre que ter seu bloco defensivo voltado e compactado para a direção da bola (balanço defensivo) como se essa fosse um verdadeiro “imã” que atrai todos os jogadores deste sistema. Portanto vamos supor que uma equipe está com a bola em uma faixa do campo.

O que o sistema defensivo rival fará?

Será atraído inteiramente para essa mesma faixa.

Então o que ocorrerá com os outros setores?

Estarão sem ninguém do sistema defensivo rival.

E então…

Viramos o jogo do lado oposto e ganhamos espaços para atacar.

WhatsApp Image 2019-03-12 at 21.51.39 (2)Valência balançado para a região da bola (o meio), os lados estão vazios. Surge então a amplitude.

2- Surgimento de espaços de maneira indireta.

Vamos supor que a equipe que está em organização defensiva esteja marcando por encaixes individuais, então,neste caso, mesmo que a bola esteja de um lado do campo no outro lado haverá jogadores rivais.

O que ocorrerá como espaço entre os jogadores do sistema defensivo?

Estará aumentado, pois a equipe estará muito alargada defensivamente, diferentemente quando há um balanço defensivo.

Então onde haverá espaços para explorar?

Exatamente pelo meio, entre os jogadores do sistema defensivo.

WhatsApp Image 2019-03-12 at 21.51.39 (1)Aqui surgem espaços pelo meio (indiretamente), consequência de defender a amplitude.

Portanto para uma equipe que está se defendendo há uma decisão difícil de ser tomada, pois se há balanço defensivo haverá a possibilidade de amplitude para o rival, mas se há alargamento da equipe para defender a amplitude haverá espaços interiores entre os componentes do sistema defensivo.

Porém defender-seda amplitude não é impossível, para a equipe que busca anula-la em um rival há duas maneiras de fazê-lo, a primeira é colocar mais jogadores na primeira linha de defesa, como cinco ou até seis jogadores, como fez o Irã, e muito bem por sinal, na Copa do mundo, então passa-se a ter uma linha mais larga e a possibilidade de matar a amplitude passa a ser maior, com isso não haverá tantos buracos nesta mesma linha. Porém acrescentar jogadores em uma linha significa tirar de outra podendo comprometer a marcação adiantada nos zagueiros rivais ou o fechamento de espaços pelo meio, por exemplo. Para aqueles que não querem modificar o número de jogadores de uma das linhas a recomendação ideal é usar o equilíbrio, assim como o Cruzeiro de Mano Menezes. A equipe mineira espaça UM POUCO os componentes de suas linhas, para que não haja tanto espaço em amplitude para ser explorado pelo rival, porém espaçar um pouco não significa gerar espaços generosos no meio como falamos na geração de espaços de maneira indireta, porém isso precisa ser algo muito bem coordenado e treinado, pois não é algo fácil de ser feito.

WhatsApp Image 2019-03-12 at 21.51.39Colocar jogadores na primeira linha pode ser uma ferramenta útil para tirar a amplitude do rival, porém repare que o Irã tem apenas 3 jogadores na segunda linha.
WhatsApp Image 2019-03-12 at 21.51.38 (1)Cruzeiro com o sistema defensivo UM POUCO mais alargado que o habitual para tirar a amplitude do Corinthians.

Enfim, a amplitude passou a ser muito utilizada, principalmente porque não exige nada além de posicionamento e estímulos para que se torne um comportamento no modelo de jogo. Para responder quando aplicá-la deve-se estudar o adversário, e adaptar essa ferramenta às suas fraquezas. Defender-se da amplitude não é fácil, exige muito equilíbrio para não gerar espaços de maneira direta ou indireta, e também deve ser levado em consideração o estudo do rival para a melhor adaptação ao modelo de jogo.

Para fixar ainda mais o seu conhecimento recomendo nosso vídeo sobre Amplitude e Profundidade no You Tube.

Espero ter ajudado você a entender uma das ferramentas da organização ofensiva do futebol. Comente, indique o texto para seu amigo.

@fortuce_gabriel

 

 

Anúncios

Deixe uma resposta