Com chuva e emoção – ANÁLISE TÁTICA HURACÁN 0 x 1 CRUZEIRO

Por Davi Magalhães

WhatsApp Image 2019-03-08 at 19.07.06Rodriguinho fez o gol da vitória na sua estreia na Libertadores pelo Cruzeiro. Foto: Vinnicius Silva.

O Cruzeiro volta para Belo Hoirizonte com um ótimo resultado conquistado na Argentina. Assim como nas duas recentes conquistas da Copa do Brasil, mais uma vez o time soube muito bem jogar fora de casa para derrotar talvez, o principal adversário no seu grupo da Copa Libertadores da América. Claro que o time correu alguns riscos no final, porém vale ressaltar que foi um jogo um pouco atípico devido á forte chuva que caiu na Argentina prejudicando o estado do gramado.

Pela experiência adquirida no futebol, Mano Menezes orientou seus jogadores para não sair jogando desde a defesa através de passes curtos. Com o gramado enchracado, a troca de passes próxima ao gol defenido por Fábio poderia custar caro. Mesmo assim, o Cruzeiro tem por característica construir o jogo através da troca de passes, ainda que seja rápida. Quando se tem Robinho e Rodriguinho no meio-campo, a tendência é de um time que trabalhe bem a bola.

Para não correr riscos desnecessários, quando passava da intermediária defensiva, executava o seu jogo de troca de passes para assim criar chances de gol. Na primeira etapa, a posse de bola foi muito equilibrada, 52% para os mandantes contra 48% dos visitantes. A estratégia cruzeirense era não chamar o Huracán para o seu campo de defesa. Jogar com inteligência, cautela, como partidas desse nível geralmente pedem. Destaque para a boa partida do capitão Henrique no meio-campo.

WhatsApp Image 2019-03-08 at 19.07.44No momento defensivo, o Cruzeiro marcava com duas linhas de 4 e com Fred e Rodriguinho na última linha defensiva. (Foto: Conmebol/Edição: Davi Magalhães).

Atuando no tradicional 1-4-2-3-1, de um lado o Cruzeiro tinha mais profunidade com Rafinha que, devido á sua velocidade, era importante quando o time retomava a bola e tinha campo para contra-atacar. Na direita, Robinho se deslocava para o meio se apresentando como opção de passe para ajudar na progressão do time. E ainda contava com a movimentação de Fred, que recuava para fazer o pivô, abrindo espaços para que Rodriguinho vindo de trás, pudesse aproveitar.

WhatsApp Image 2019-03-08 at 19.08.10Gol do Cruzeiro saiu após ótimo passe de Robinho para Rodriguinho que se infiltra no espaço vazio criado pela recuo do atacante Fred. Gol com a cara do Cruzeiro de Mano Menezes. (Foto: Conmebol/ Edição: Davi Magalhães).

Depois do gol, o time do Cruzeiro recuou um pouco e começou a apostar mais nos contra-ataques, principalmente pelo lado esquerdo do campo. Robinho é peça fundamental nesse momento do jogo pelo ótimo passe que possuí, capaz de ligar contra-ataques. O camisa 19 deu 1 assistência e 2 passes decisivos no jogo. Rodriguinho também fez ótima partida, se movimentando bem e decidindo no momento certo.

Na segunda etapa, o Cruzeiro passou um sufoco. Para enterdemos melhor porquê o Huracán finalizou 11 vezes na etapa complementar, sendo 6 finalizações certas, precisamos entender como joga o time argentino. O time mandante atua em 1-4-4-2 em linha. Ou seja, conta com dois atacantes de área, por esse motivo aposta muito nos cruzamentos para a área. As condições do gramado contribuiram ainda mais para essa aposta no “chuveirinho”.

Como o Cruzeiro recuou mais e passou a marcar a partir do seu campo de defesa, o adversário começou a levar mais perigo nesse cruzamentos. Qulaquer bola rebatida poderia levar perigo ao gol celeste. Ao todo, o Huracán fez 42 cruzamentos na partida. Vendo esse cenário, o técnico Mano Menezes sacou o meia Rodriguinho e colocou o zagueiro Fabricio Bruno no jogo.

Essa alteração faz sentido pois os atacantes do time argentino ficavam em igualdade numérica contra os dois zagueiros cruzeirenses, Léo e Murilo. Por isso, Mano colocou um terceiro zagueiro para criar superioridade numérica na área, fazendo com que sempre houvesse uma “sobra” para não deixar que os atacantes do Huracán cabeceassem contra o gol de Fábio.

WhatsApp Image 2019-03-08 at 19.08.37Na imagem, perceba como Léo fica na sobra e o Cruzeiro tem 3 zagueiros contra os 2 atacantes do adversário. (Foto: Conmebol/Edição: Davi Magalhães).

Ainda assim, o Cruzeiro correu alguns riscos e precisou do seu ótimo goleiro para garantir a primeira vitória do time na Libertadores 2019. A principal competição do time na temporada. Na próxima quarta-feira, o Cruzeiro entra em campo pela 2°rodada da fase de grupos e a expectativa é de Mineirão lotado e vitória cruzeirense diante do Deportivo Lara.

@magalhaesDavi_

Anúncios

Deixe uma resposta