Vitória com emoção – ANÁLISE TÁTICA SERRA 3 X 2 TUPY

Por Juliano Rangel

WhatsApp Image 2019-02-14 at 16.08.04

No duelo de dois times que buscavam a reabilitação no Campeonato Capixaba, o Serra levou a melhor já nos minutos finaisde um jogo em que o Tupy, cheio de modificações, ofereceu perigo e vendeu caro a derrota por 3 a 2.

Contando com seis mudanças com relação a escalação inicial da última partida, o Tupy começou a partida atuando de forma bem compacta, num 4-1-4-1, marcando a saída de bola do Serra em bloco médio e “atacando” portador da bola. E foi dessa forma que a equipe chegou a falta que originou o seu primeiro gol, marcado no desvio do zagueiro Júnior Gaúcho, logo no primeiro minuto de jogo.

WhatsApp Image 2019-02-14 at 16.08.04

Já o Serra, apostou no seu tradicional 4-2-3-1, com Darlan e Diego Noronha começando a partida. Com a marcação encaixada do Tupy muito concentrada no meio-campo, Noronha retornava para ajudar na fase de construção junto com a dupla de volantes e alimentava as jogadas pelos lados.

WhatsApp Image 2019-02-14 at 16.08.04

As duas equipes tentavam chegar nas bolas longas, com o Serra acionando seus extremos nas pontas, com destaque para Lessinho na direita, e os laterais pelo meio. O Tupy buscava sempre a referência de Paulo Vitor para segurar a bola no ataque.

WhatsApp Image 2019-02-14 at 16.08.04

O Serra chegou ao empate em uma dessas jogadas em profundidade pelos lados, com Lessinho cruzando para a área e Rodrigo Pardal desviando na primeira trave para o gol.

Pelo lado do Tupy, Denílson, que é volante de origem, atuava mais à frente, compondo a linha de 4 no meio-campo. O lateral-esquerdo Lucas Porto, se apresenta como opção nas descidas da equipe de Vila Velha, que optava mais pelo lado esquerdo.

Na saída de bola do Serra, Caetano atuava entre os zagueiros, com os laterais gerando amplitude pelos lados e os extremos ficando mais centralizados. Com o Tupy mais concentrado no meio-campo, o Serra rodava a bola pelos lados e explorava as falhas de flutuação da linha de meio-campo da equipe de Vila Velha.

WhatsApp Image 2019-02-14 at 16.08.04.jpeg

Com dificuldades em chegar na área do Serra, antes do final da primeira etapa, o Tupy começou a arriscar de fora de área, para tentar surpreender o goleiro Walter, com destaque para os chutes em diagonal de Paulo Vitor e as batidas da entrada de área de Jean Sá.

No segundo tempo, Cleiton Marcelino voltou com o Diego Alves na vaga de Rodrigo Padal. Com isso, o Serra ganhou mais uma opção para entrar em diagonal e Diego Noronha conseguia quebrar as linhas de marcação no meio.

Foi dessa formaque a equipe chegou a virada, com Noronha avançando entre as linhas e tocando para Lessinho marcar. Pelo lado do Tupy, a equipe voltou com Denílson atuando mais ao lado de Jonilson.

O Serra pressionava com uma marcação alta a saída de bola do Tupy, com Diego Alves avançado mais na esquerda e abrindo corredor para as descidas de Peu. Em uma das rápidas descidas do atacante, o lateral-direito do Tupy, Brian, acabou o acertando com uma forte pancada e foi expulso.

Com um a menos, o treinador do Tupy, Alex Passos,deslocou Denílsonpara a lateral-direita, colocou Paulo Roberto mais à frente naquele setor e promoveu as entradas de Breno Vicente, Caio Poletti e Bruno Paixão. A equipe ficou configurada numa espécie de 4-2-3.

Já o Serra, contou com a entrada de Mádison para fazer a extrema direita e, assim explorar os lados nas transições ofensivas. Mesmo com equipe serrana utilizando da agilidade nas descidas, o Tupy tinha liberdade para criar pelo meio, e foi dessa forma que o atacante Paulo Vitor, com um chute na entrada da área, conseguiu empatar novamente a partida.

WhatsApp Image 2019-02-14 at 16.08.04

Na reta final de jogo, o Serra chegou ao gol da vitória, com o zagueiro Renato, após uma cobrança de escanteio. Com o Tupy fazendo marcação mista nos escanteios, predominantemente individual, o defensor conseguiu se movimentar sozinha dentro da pequena área para cabecear e marcar o terceiro gol que decretou números finais a partida.

@julianords 

Deixe uma resposta