O Eficiente Botafogo na Argentina – ANÁLISE TÁTICA DEFENSA Y JUSTICIA 0 x 3 BOTAFOGO

Por Guilherme Monteiro

WhatsApp Image 2019-02-14 at 16.08.04

Na noite da ultima quarta-feira (20) o Botafogo foi até a Argentina, encarar o vice-líder do Camp. Argentino Defensa y Justicia pela Copa Sul-Americana. O Alvinegro apesar do resultado pomposo não fez uma grande partida, sofreu bastante principalmente no 1° tempo onde foi “amassado” quase todo o tempo, no 2° tempo teve o equilíbrio nas fases do jogo e conseguiu incomodar e também foi incomodado.

O Botafogo foi a campo no seu tradicional 4-1-4-1 com Kieza na frente e Jean sendo o homem entre a 1° e a 2° linha de 4. Em relação a equipe que venceu o Campinense na quarta-feira retrasada (13) a única alteração foi a entrada de M. Benevenuto no lugar de Carli, pois o Xerife está lesionado e ficará bom tempo fora. O Defensa foi a campo com algumas modificações ,pois está dando prioridade ao Campeonato Argentino, dos principais destaques da equipe de Beccacece foram poupados: “Lollo” Miranda, Nicolás Fernandéz. A equipe foi a campo com: Unsain, Tripichio, Barboza, Martínez, Delgado, Villaruel, Blanco, Castro, Merlini, Aliseda, Márquez. E teve um posicionamento num 2-3-5, com Merlini e Aliseda dando amplitude, Marquez dando profundidade, Castro flutuando na entrelinha.

WhatsApp Image 2019-02-14 at 16.08.05Disposição em Campo do Defensa no sistema 2-3-5. Foto e Edição: Guilherme Monteiro.

O Defensa teve um início forte com muita jogadas explorando as laterais do campo, no começo houve variação por onde o Defensa atacava, porém com o decorrer da 1° etapa o Defensa se tornou um time “torto”, pois explorava bastante a “banda” (lado na linguagem futebolística dos argentinos) esquerda com Merlini que dava a amplitude máxima e Alexis Castro que atuava flutuando na entrelinha do Botafogo com muita liberdade e se apresentava para fazer sociedades com o extremo. O Defensa saia jogando por baixo na maioria das vezes, com Lisandro Martínez ditando o ritmo da equipe argentina como um zagueiro-construtor.  Defensivamente o Defensa não sofria muito, pois o Botafogo pouco tinha a posse e quando a tinha faltava muita aproximação entre os atletas, e rifava diversas bolas. O Botafogo nessa primeira parte simplesmente inexistiu ofensivamente, das poucas vezes que se lançava ao campo de ataque buscava acelerar o jogo, todavia sofria com o pressing forte do Defensa, que sempre tinha superioridade numérica na zona da bola, geralmente num 3 x1.

WhatsApp Image 2019-02-14 at 16.08.05Defensa com superioridade numérica(3×1) na zona da bola.

Na fase defensiva o Botafogo soube sofrer, variando nos sistemas entre um 4-1-4-1 e o 4-4-2, neste com Erik se juntando a Kieza. Os zagueiros e o goleiro Gatito Fernandez foram impecáveis na primeira parte, com M.Benevenuto e Gabriel defendendo muito bem a área, vitória nas bolas aéreas, coberturas cirúrgicas e diversas e boas rebatidas.

Scouts do 1° tempo:

WhatsApp Image 2019-02-14 at 16.08.05Fonte: Footstats.

No 2° tempo com a necessidade do resultado o técnico do Defensa promoveu as entradas de “Lollo” Miranda no lugar de Villaruel, Rojas no lugar de Merlini e de Fernández no lugar de Delgado. O Defensa não mudava muito a sua estrutura mantendo o seu 2-3-5, contudo teve mais um homem para dar a profundidade com a entrada de Fernández e teve mais associações pelo lado direito, já que com a entrada de Miranda, Blanco foi acionado mais vezes e conseguiu se associar mais e diversificar as jogadas. O Botafogo manteve a postura inicial da partida, mas agora com Pimpão fechando pelo lado direito para auxiliar Marcinho que sofreu muito com Merlini caindo pelo lado dele, isso se explica, pois Erik responsável por fechar a linha no lado direito retornava lentamente para recompor a marcação. Nesta segunda parte do jogo o alvinegro mantinha sua proposta mais reativa, no entanto quando tinha a posse valorizou mais do que no 1° tempo e teve Alex Santana como principal organizador das jogadas do Alvinegro, com lançamentos precisos, passes de ruptura magníficos. E Erik como potencializado nesta fase do jogo, sempre com muita velocidade. Na fase defensiva com Erik recompondo mais pela esquerda, foi onde o Defensa conseguiu atuar com mais espaço e Gilson que entrou no lugar de Jonathan sofreu diversas vezes com bolas em suas costas. Outro problema que ainda persiste na equipe é controle da ocupação do espaço nas entrelinhas, Jean vem se mostrado muito mal ao cobrir este espaço e muita das vezes os meias adversários conseguem se associar e arriscam chutes de fora da área naquele setor.

WhatsApp Image 2019-02-14 at 16.08.052 Jogadores nas costas de Jean que não ocupa o espaço nas entrelinhas.

Scouts Finais do Jogo:

WhatsApp Image 2019-02-14 at 16.08.05

Agora o Botafogo estreia na Taça Rio encarando o invicto Vasco no próximo sábado. Na Sul-Americana ainda haverá sorteio para conhecermos o próximo adversário do Glorioso.

@Guizaomb19

Anúncios

Deixe uma resposta