Quanto mais partidas o Grêmio disputa, mais o elenco se firma – ANÁLISE TÁTICA DE CAXIAS 0 x 3 GRÊMIO

Por Daniel Klabunde

dsasa

Quanto mais jogos o Grêmio disputa neste início de temporada, mais o elenco vai se firmando. Exatamente, estou falando do elenco, e não somente dos titulares do Tricolor. Exemplo disto são os resultados neste início de temporada com 13 pontos em 5 jogos (2 vitórias dos titulares e 2 vitórias e um empate dos suplentes).

E isso é possível pela manutenção de jogadores, modelo e padrão de jogo, tanto que o Tricolor contratou apenas 3 jogadores até agora, 2 atacantes e um goleiro, e os dois atacantes já marcaram gols, além de marcar jogaram bem.

Mas vamos voltar ao porque o time melhorou neste início de ano comparado ao de 2018, isso se deve a manutenção do modelo e padrão de jogo aliado a manutenção de jogadores. Dois bons exemplos são Paulo Mirando e Juninho Capixaba que chegaram na metade da temporada passada e oscilaram até o fim do ano. Nesta temporada iniciam no mesmo patamar físico e de oportunidades dos outros.

Paulo Miranda vai se tornando o zagueiro reserva titular pode-se dizer, pois são boas atuações atrás de boas atuações, tanto ao lado de Geromel quanto de Kannemann. Experiência e dedicação estão sendo os seus pontos fortes neste início de ano.

Juninho Capixaba já havia se destacado em seus primeiros jogos de 2018 e comprovou sua qualidade neste início de 2019, jogador que apoia muito bem o ataque mas que precisa melhorar um pouco na recomposição defensiva, a mesma velocidade usada no ataque deve ser usada para defender. Mas já é o reserva imediato de Cortez.

Para mim são os jogadores que mais vem se destacando (dos que chegaram este ano, ou no meio de 2018), não vou comentar sobre os outros jogadores que estão a pouco tempo, pois o intuito aqui é mostrar que a continuidade da certo, se você possuir um elenco onde se mantém alguns pilares, o seu modelo e padrão de jogo irá funcionar ao natural.

Na partida deste domingo contra o Caxias pudemos ver isso, a forma do time jogar é a mesma com titulares, suplentes ou “mistão”, tanto que Renato pode se dar ao luxo de colocar um time alternativo e deixar no banco de reservas jogadores como Éverton e Thonny Anderson.

dsasaJogo apoiado do tricolor, forma que vem sendo usada desde 2016.

Na imagem acima podemos ver o jogador Vico com a bola e com 5 companheiros ao seu lado dando opção de passe para evoluir a jogada.

dsasaEncaixes na marcação para efetuar a pressão pós perda no campo de ataque.

Pressão executada na defesa adversária para recuperar a bola após a perda de posse, outro estilo de jogo utilizado a mais de dois anos pelo elenco e sendo executado pelos reservas da mesma forma que é executado pelos titulares.

E este modelo de jogo sendo executado a risca por todo o elenco, faz aparecer as qualidades individuais dos jogadores, como é o caso de Pepê, atacante Tricolor que vem se destacando muito neste início de ano. Contra o Caxias foi um dos destaques marcando 2 gols e tendo uma finalização na trave, além de boa movimentação pelo lado esquerdo de ataque fazendo boa parceria com Juninho Capixaba.

Como podemos ver no gráfico abaixo, o lado esquerdo foi o mais utilizado na partida, com Pepê e Juninho Capixaba sendo muito acionados nas ações.

dsasaImagem: Footstats.

Matheus Henrique foi mais um jogador que se destacou na partida, dominando o meio campo com sua qualidade no passe e acima de tudo a sua incessante busca por espaços vazios para fazer as jogadas evoluírem.

Uma cobrança do Renato com seus volantes é para que “pisem na área”, ou seja, avancem ao ataque e sejam o homem surpresa no ataque, pegando a defesa distraída. E isso significa também que eles “quebrem as linhas”, que significa para eles ultrapassarem a primeira ou segunda linha de marcação do adversário, e isso pode acontecer com ou sem a bola.

E em um destes avanços de Matheus pelo lado esquerdo, depois de um chutão de André para frente, ele dominou a bola e avançou sobre as linhas da defesa pegando-a desarrumada e indo à linha de fundo para efetuar o cruzamento, jogada que deu início ao primeiro gol Gremista.

dsasaMatheus rompe as linhas e vai à linha de fundo para cruzar.

Após o primeiro gol o jogo ficou um pouco mais tranquilo para Grêmio que com o seu toque de bola conseguia dominar as ações da partida. O Caxias se desestabilizou com o gol logo no início da segunda etapa, tanto que a zaga bateu cabeça e aos 15 minutos André roubou a bola e passou para Pepê novamente marcar.

Sem sofrer muitos riscos, o time comandado por Renato levou a partida como queriam até o final, e ainda encontrando espaço para Felipe Vizeu marcar o seu primeiro gol com a camisa Tricolor.

A continuidade de um trabalho e de seus trabalhadores, isso forma uma cultura no clube que é passada de temporada para temporada, e acaba ficando no automático, ainda mais com os jogadores se conhecendo a tanto tempo.

Um início de ano promissor, apesar de serem apenas partidas do Gauchão onde não há muita qualidade técnica nos adversários, mas está servindo muito de observatório e oportunidades para os jogadores.

@dktricolor

Anúncios

Deixe uma resposta