Um Ba-Vi (des)igual – ANÁLISE TÁTICA DE BAHIA 1 x 1 VITÓRIA

Por Michel Corbacho

bavi 1

O primeiro Ba-Vi da temporada de 2019. Clássico disputado na Arena Fonte Nova, válido pela Copa do Nordeste. Tricolores eufóricos e na expectativa de conquistar um triunfo – e quem dera fosse por um placar elástico – diante do seu maior rival. Enquanto que os Rubro-negros, conscientes do momento de dificuldades vivido pelo clube, mas apoiando até o fim! A prévia de um clássico que movimentou mais de 40 mil pessoas.

Em campo, logo nos minutos iniciais, pôde-se perceber qual seria a tônica da partida – ao menos durante todo o 1º Tempo – com o Bahia na pressão e o Vitória se defendendo com as suas linhas baixas (no 4-4-2) buscando pelas jogadas de contragolpes. A equipe Rubro-negra sentiu-se acuada e pareceu aceitar o fato da diferença técnica entre os elencos. Atuações de Andrigo, Yago e Léo Ceará, por exemplo, estiveram abaixo do esperado.

bavi 2A recomposição do Vitória realizada no 4-4-2 (Foto: Michel Corbacho)

O Bahia esteve totalmente dominante na etapa inicial, com maior posse de bola – chegou a ter 65% em determinado momento do 1º Tempo – domínio territorial, criando as melhores oportunidades e incomodando à meta defendida por Ronaldo. Buscou explorar as fragilidades defensivas do Vitória, sobretudo pelo flanco direito, haja visto o Leão ter atuado com Jeferson improvisado na lateral esquerda.

Artur contou com a aproximação de Flávio pelo setor e foi o jogador mais incisivo do sistema ofensivo do Bahia na partida. Típico jogador que encara a marcação, rompe as linhas defensivas do adversário, utiliza da velocidade e técnica para tal, e pisa na área para auxiliar ao ataque – vide assistência oferecida para o gol de Gilberto. Falta ao pequeno polegar características de recomposição – auxilia pouco na marcação pelo flanco. Por isso, Nino esteve mais contido nas investidas ao ataque, enquanto Moisés e o próprio Artur ofereciam amplitude à equipe Tricolor.

bavi 3
Enquanto Nino se resguarda, Moisés e Artur oferecem amplitude à equipe            (Foto: Michel Corbacho)

Artur, sem dúvidas, foi o protagonista principal na criação das jogadas ofensivas do Bahia. Todas as jogadas de ataque do Tricolor, o garoto carimbava a pelota – quando não definia essas jogadas (finalizou três vezes na partida). Por tal, as principais chegadas de ataque do Bahia ocorreram pelo flanco direito. Em tempos, a equipe de Enderson Moreira careceu de criatividade pela faixa central do campo. Na humilde opinião deste analista, faltaram a qualidade dos passes e o potencial nas bolas paradas de Shaylon.

Na etapa complementar o Vitória cresceu! Atitude demonstrada no 2º Tempo – partindo para o ataque logo de cara – surpreendeu à equipe do Bahia. É nítida a diferença técnica entre os elencos! Ainda assim, mesmo com tais dificuldades, Marcelo Chamusca reorganizou o Leão para os 45 minutos restantes. A mudança de Rodrigo Andrade por Wesley Dias ofereceu uma melhor dinâmica ao meio de campo da equipe.

Ruy tivera sido o jogador mais lúcido no meio de campo do Vitória. É ele quem dita o ritmo e tenta criar as jogadas ofensivas da equipe. O camisa 10 buscou se entender com Andrigo pela esquerda, porém – assim como Yago, o outro extremo – Andrigo só cumpriu na recomposição tática. Pobre poder de criação do Rubro-negro!

Para exemplificar, o Vitória finalizou apenas por cinco vezes durante os 90 minutos. Duas destas, no alvo. É pouco, não?! Demonstra a falta de ideias para gerar jogo no ataque. Sem a posse – deixando um pouco de lado as características que agradam à Chamusca – o Vitória apresentou uma proposta reativa, explorando sobretudo, as jogadas de contra-ataque.

bavi 4Origem e direção das finalizações de Bahia e Vitória na partida (Fonte: Footstats)

Em uma rara felicidade do Matheus Silva, lateral-direito que fez a sua estreia no Vitória, o Rubro-negro chegou ao gol de empate. Finalização perfeita de média distância! Com poucas ideias para infiltrar na defesa do Bahia, chutar de fora tivera sido uma das poucas alternativas do Vitória na partida. Empate que concedeu ânimo ao Leão e mexeu com o psicológico dos jogadores – e torcida – do Bahia.

Ao sofrer o empate e, minutos depois, perder o Artur por lesão, o Bahia passou a ter dificuldades para adentrar à área do Vitória. Com Rogério e Guilherme apagados no ataque, Enderson Moreira optou por Élber (saiu Artur) e Fernandão (saiu Rogério) para oferecer fôlego e aumentar o poder de finalização do sistema ofensivo, respectivamente. Assim, o Bahia passou a atuar no 4-4-2 com Élber e Guilherme pelos flancos da segunda linha, e uma aproximação de Gilberto à Fernandão formando a dupla de ataque.

bavi 5Com Gilberto e Fernandão, o Bahia passou a um 4-4-2 (Foto: Michel Corbacho)

Logo Marcelo Chamusca correspondeu às alterações realizadas por Enderson, e para tal, sacou Ruy e promoveu a entrada de Ramon, formando assim uma linha com cinco defensores sem a posse (espécie de 5-4-1). Erick foi outro escolhido para adentrar à partida, muito com a ideia de explorar as brechas deixadas nas costas dos laterais do Bahia e recompor pelo flanco. Em um rápido contra-ataque, chegou a incomodar à meta defendida por Douglas.

bavi 6
Vitória se recompôs com linha de cinco defensores para conter Fernandão e Gilberto (Foto: Michel Corbacho)

Contudo, Chamusca demonstrou que consegue reverter situações adversas mesmo com um elenco tecnicamente abaixo do esperado. Não faltaram noções táticas! Por outro lado, para Enderson Moreira fica um pouco da frustração, já que a sua equipe foi superior em boa parte do jogo, mas quando criou oportunidades, não conseguiu revertê-las em gols. No placar, 1 a 1. Em campo, um Ba-Vi (des)igual!

Quer aprender mais sobre tática? Conheça no clube de vantagens!

@michelcorbacho

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s