Ano novo, vida nova -AS PRIMEIRAS IMPRESSÕES DO CORINTHIANS 2019

Por Iúri Medeiros

jesus risos

As primeiras impressões dadas pelo Corinthians em 2019 foram vistas no amistoso do último domingo (13) em Itaquera contra o Santos de Jorge Sampaoli. Fazendo todas as ponderações de ser uma espécie de treino e que vários jogadores ainda estão sentindo o ritmo de pré-temporada, foi um jogo que se pôde extrair várias coisas do Timão.

Começando pela escalação, Fábio Carille realizou algumas mudanças surpreendentes, até certo ponto. Vale o destaque o retorno de Pedro Henrique ao time titular na vaga do jovem e promissor Léo Santos, a utilização de Junior Sornoza como extremo pela esquerda e o Ramiro, que se acostumou a jogar pela direita no Grêmio, retornando à sua origem, jogando como volante, ao lado de Richard.

A postura do alvinegro paulista, no entanto, não foi tão surpreendente assim. Em um confronto de opostos em estilo, naturalmente o Corinthians optou por uma postura mais cautelosa, postando-se em um 4-4-2 com linhas bem próximas, buscando fechar os espaços do Peixe. O gol de Gustavo, logo no início do jogo, por exemplo, nasce de uma recuperação de bola no meio-campo. Assim, pode-se observar uma equipe que pouco buscou pressionar a saída do Santos e sim agrupar seus homens do meio para trás, marca padrão do Corinthians nos últimos anos.

jesus risosjesus risos

Ofensivamente falando, a equipe encontrou mais dificuldades tendo em vista a forte e adiantada pressão que o alvinegro praiano realizou na saída de bola adversária, além de uma eficiente pressão logo após a perda do esférico. Porém, nos poucos momentos em que houve respiro para iniciar jogadas, Richard e Ramiro recuaram e se apresentaram para oferecer opção segura de passe, como no frame a seguir:

jesus risos

Além disso, é importante destacar alguns bons momentos de descida ao ataque pela direita, com Fagner e André Luis alternando posicionamento e se entendendo bem pelo setor.

Na segunda etapa, com as diversas alterações realizadas, o nível do jogo teve um decréscimo, com poucas chances criadas. Vale o destaque a mudança de postura do Corinthians, que conseguiu ter mais a posse (Santos não repetiu a mesma intensidade) e o posicionamento de Ángelo Araos, que parece que terá sequência jogando como volante, onde melhor rendeu até aqui.

Como destaques individuais é importante ressaltar o Ramiro, que mesmo jogando em uma posição em que a tempos não atua, fez partida interessante principalmente na defesa, fechando linhas de passe e subindo para pressionar. Além do jogador ex-Grêmio, o Gustavo (apelidado como Gustagol) teve preciosos minutos jogando como 9 titular, sendo bem ativado para pivôs e sendo uma ameaça constante nas bolas aéreas, seu ponto de maior destaque.

É muito cedo para avaliar algo, mas o que podemos esperar para esse Corinthians de 2019 é a mesma entrega defensiva dos “tempos de ouro”. Linhas próximas, encurtamento de espaços e escapadas rápidas para o ataque. Claro que haverá contextos em que o time terá que mudar sua postura, mas as marcas principais estão aí. Com um elenco mais reforçado e o retorno do competente Fábio Carille, a esperança do torcedor corinthiano é que 2019 seja, realmente, uma vida nova.

@iurimedeiros13

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s