Um segundo tempo melhor – ANÁLISE TÁTICA BURLEY 1 x 3 LIVERPOOL

Por Lucas Mateus e Daniel Klabunde

Liverpool foi à campo neste domingo pela 15º rodada da Premier League sabendo que precisaria vencer para continuar na cola do Manchester City, que venceu no sábado. Mas mais uma vez os Reds não iniciam bem uma partida, sofrendo um pouco com a marcação alta do adversário como em outros momentos, levou alguns sustos do Burley no início.

Burley que iniciou com uma pressão alta mais posicional e não tão intensa, fechando as linhas de passe e não pressionando o portador da bola, forçando o Liverpool à sair pelos lados do campo.

20181128235825382379a

Para fugir destes encaixes o Liverpool inicia uma saída de três, bem variável, mas dando mais opções de passe nas amplitudes criadas e no passe vertical.

20181128235825382379a

Mais recuado, Burley se defende no 4-4-2 efetuando várias quebras de linhas e criando pressões individuais e dobras de marcação para evitar as investidas pelos lados do campo. Caso não funcione, Burley recua para bloco baixo fazendo um 5-4-1 na defesa, segurando as subidas de Moreno e Gomez.

20181128235825382379a20181128235825382379a

Liverpool quando tentava avançar mantendo as posições, administrava o posicionamento de Keita e Henderson no meio, com o camisa 8 avançando mais para dar opção de passe mais vertical e maior densidade entrelinhas criada pelo posicionamento de atração do camisa 14.

Apesar de se posicionar em um 4-4-2 no início da partida, houve muita movimentação e liberdade do bloco ofensivo, principalmente com Shaqiri e Keita participando da criação das jogadas. O Suíço mais no centro e por muitas vezes pisando no lado esquerdo e o camisa 8 variando muito nas entrelinhas para gerar associações, que não surtiram muito efeito na primeira etapa.

Os Reds com dificuldade de criar associações e vantagens para que Shaqiri e Keita arrisquem o lance individual, não conseguindo receber a bola em vantagem e consequentemente não conseguiam acelerar o jogo, enquanto que Milner tenta se movimentar para servir de apoio na construção das jogadas e Moreno da amplitude pela esquerda.

Com o time não rendendo com a bola na parte ofensiva, salvo algumas chances criadas quando Keita efetuava a condução, não foi nada de anormal os Reds tomarem o primeiro susto da partida com o Burley marcando um gol, mas que fora marcado impedimento, com a zaga avançando as suas linhas e criando uma linha de impedimento, que sempre é arriscado, mas que deu certo.

20181128235825382379a

Depois de um primeiro tempo bem abaixo o Liverpool volta um pouco melhor na segunda etapa, com Keita muito bem na condução da bola e criando algumas jogadas em associações no meio.

O gol sofrido logo aos 9 minutos mostrou alguns mecanismos falhos e lentos da equipe, como a construção de jogadas.

Oito minutos depois vem o gol de empate em uma inversão de bola para a esquerda, pois o lado direito estava muito congestionado, e mais uma vez em uma condução de bola de Keita que quebra a primeira linha e aciona Origi que está fazendo o pivô em profundidade, gira sobre a marcação e encontra Milner que finaliza de fora da área empatando a partida.

20181128235825382379a

Liverpool continua marcando no 4-4-2 em bloco médio e baixo fazendo perseguições e encaixes para quebrar a linha de passe.

Sturridge fazendo ótimo papel, se movimentando bastante, criando vantagens para Shaqiri flutuar entrelinhas. Aos 20 minutos entram Salah e Firmino, que juntos com Sturridge e Shaqiri, dão muita mobilidade ao ataque criando várias trocas de posições. Firmino entra para fazer o lado esquerdo do meio, mas pudemos ver ele trocando de posição com Sturridge e Salah na frente, e assim criando muitas associações ocasionadas pela movimentação do quarteto, alinhadas a boa condução e quebra de linhas de Keita.

20181128235825382379a

Depois de Alisson salvar uma bola no ângulo, defendendo e ao mesmo tempo prensando a bola na trave, efetuou a reposição com as mãos para Sturridge e de primeira lançou Salah, também de primeira lançou Shaqiri que de primeira ampliou para 3×1, três toques na bola dos jogadores de linha que geraram o terceiro gol dos Reds na partida e fechando o placar.

Klopp ainda não encontrou o seu melhor meio campo e ataque, sofre no início das partidas até conseguir acomodar os seus jogadores para que possam desempenhar o seu melhor papel.

Aguardaremos as próximas partidas.

@lucaM008 e @dktricolor

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s