Sarrismo x Guardiolismo, o que esperar de ambos? – PRÉ-JOGO CHELSEA x MAN CITY

Por Ícaro Caldas Leite e Pedro Morais

Sarrismo

Nesse Sábado tem um confronto muito esperado para essa temporada na Premier League, o Chelsea de Sarri contra o City de Guardiola.

Os dois times estão dentro da grande expectativa criada antes da temporada começar. O City por vim de um ano quase perfeito dentro da última liga e entrando pro terceiro de Pep, com a equipe cada vez mais aperfeiçoada. O Chelsea por ter Sarri, que vem de um ano surpreendente com o Napoli e chegou para mudar a filosofia do clube para um jogo mais propositivo, mas que ainda passa dificuldades pelo pouco tempo de casa, e suas ideias ainda não estão perfeitamente assimiladas.

City é o líder do campeonato com 41 pontos enquanto o Chelsea é o quarto com dez pontos a menos. Porém os dois times lideram muitas estatísticas juntos no campeonato inglês, por exemplo: Dos 5 melhores da liga em precisão de passes por jogo, todos estarão no confronto, Jorginho o primeiro seguido de Laporte. Por serem propositivos, são os dois com maior media de posse, City com 68,3% e Chelsea com 67,4%. Além de outras como passes precisos e maior chances criadas.

O que podemos esperar da equipe de Pep Guardiola, que vai jogar sem três peças importantes: Mendy, Kevin De Bruyne e Agüero.

Não sabemos se ele vai entrar com Jesus ou Sterling de 9. É uma incógnita, já que, Pep adora mexer no time em jogos grandes, buscando sempre surpreender o rival.

Este será o terceiro jogo grande que o City fará fora de casa. Os outros foram Liverpool e Tottenham, uma vitória contra os Spurs em Wembley e um empate amargo contra o Liverpool em Anfield.

Como o Man City poderá atuar:

city ataque em superioridadeSaída de bola com vários jogadores dando opções de passe, a famosa saída apoiada.

Walker  pode atacar o corredor ou então, jogar por dentro, dando volume ao meio campo.

city wmWalker por fora.
20181128235825382379aWalker por dentro.

Com Mendy machucado, Delph ou Zinchenko atuará improvisado na lateral esquerda. Quando o City estiver com a bola, um dos dois irá se tornar um segundo volante ao lado de Fernandinho, gerando superioridade numérica.

arthur-cabral-696x348

elogio (2)Os Silvas vão passar a maior parte do jogo nas costas da segunda linha do Chelsea.

Os pontas serão responsáveis por abrir o sistema defensivo do Chelsea. Eles vão ficar bem abertos para os meias poderem avançar no espaço que surgir.

Agora a grande dor de cabeça é saber  com quem ele vai entrar, Gabriel Jesus na sua função normal ou Sterling que também pode fazer esta função de “9”. Receber a bola de costas, dar um passe ou chutar para o gol. Além de quê ele também pode jogar de pivô.

Gabriel  sabe abrir espaços melhor que o Sterling, mas na atual temporada não se encontra com a pontaria afiada.

 

E O CHELSEA DE SARRI?

O Chelsea deve ir para o jogo em sua formação inicial normal, um 4-3-3. Com sua linha defensiva composta por Azpilicueta sendo um lateral mais precavido protegendo a linha de zaga, às vezes até sendo um terceiro zagueiro, junto com Rudiger e David Luiz, por conta de apoios feitos pelo Lateral esquerdo Alonso. O primeiro volante será Jorginho, a principal peça de Sarri para a construção, atrás de Kanté e provavelmente Kovacic. Hazard partindo da beirada e flutuando no meio, Giroud na referência. A grande dúvida é entre Willian e Pedro. O Willian seria a melhor opção para esse confronto na minha concepção por suas características, mas por não vir de bons desempenhos não é possível cravar sua escalação, e muito possível Pedro pode ser o escolhido.

Maurizio não irá abdicar da posse por estar jogando contra o City mas será difícil ser o time que vai ter mais a bola no jogo, por isso devemos ver muitas jogadas diretas. Isso não é algo novo em sua filosofia, mesmo sendo um time de posse e passes curtos, usa muito de jogadas com bolas longas. Por isso Sarri deve aproveitar o bloco alto e posicionamento da linha de defesa do City, atraindo-os para o campo defensivo do Chelsea para tentar uma criação média ou longa nas costas dos laterais dos jogadores centrais ou até uma direta de David Luiz, o brasileiro costuma usar da sua qualidade de passes para encontrar seus atacantes em 1×1. Por isso Willian seria a melhor opção por suas características, e isso aconteceu algumas vezes na última partida. Hazard também vai ser uma opção para esse tipo de jogada, aproveitando do seu 1×1 e velocidade, porém menos.

IMG-20181127-WA0104

IMG-20181127-WA0103
Pode aproveitar das triangulações e um dos meias chegando como terceiro homem para encontrar o 10 nas costas da defesa também.

O ponto fraco do time do Chelsea é quando Jorginho é anulado. Todo o modelo é baseado nesse jogador, em jogos ruins do Chelsea na temporada foi quando o adversário conseguiu fazer isso. No último derby londrino entre Tottenhan e Chelsea, essa foi a estratégia utilizada por Pochettino, colocando Dele Alli para ficar grudado no camisa 5. Porém ja vimos algumas situações de jogo em que Sarri tenta amenizar essa “Kryptonita”, com o recuo de um dos meias, na maioria das vezes Kanté, mas o meia esquerda pode fazer também. Esse recuo faz com que o time tenha mais um jogador para opção de passe e iniciar a criação, ou alívio de pressão pra deixar Jorginho um pouco mais livre e dividir a atenção dos marcadores.

elogio (2)

Uma característica que o Chelsea tem é quando defende em bloco alto, a linha defensiva tende a defender a profundidade, gerando um espaço entre a linha de defesa e a linha do meio que está exercendo os encaixes. Esse espaço pode ser aproveitado pelo City com as flutuações de Bernardo Silva e David Silva. Porém se Sarri mudar esse comportamento para esse jogo específico poderia ser pego em um dos seus pontos negativos, uma certa lentidão de 3 dos 4 jogadores da linha de defesa contra a velocidade de Sterling e Sané, depois de uma possível saída de bola vencendo a pressão alta, o City levaria muita vantagem qualitativa nessas situações.

WhatsApp Image 2018-12-07 at 17.58.13

Chelsea também deve usar encaixes e bloco alto, usando da qualidade de Kanté para pressionar no campo de ataque. Talvez a melhor estratégia para tentar vencer o time de Guardiola seja através de recuperadas de bola próxima a meta, para que tenham uma distância mais curta até chegar lá. Kanté poderia ficar por conta de pressionar Fernandinho pelas costas do brasileiro, já que fernandinho é o principal homem na construção do adversário e Kanté tem Jorginho na cobertura. O francês joga como meia, no time de Sarri, justamente por ser um dos maiores roubadores de bola em campo de ataque no mundo, mas para isso é necessário muita intensidade para não dar chances para o City criar vantagens sobre a defesa.

 

@Caldas_Icaro e @CruyffTeam

Anúncios