O jogo direto de Jürgen Klopp – ANÁLISE TÁTICA LIVERPOOL 1 x 0 EVERTON

Por Daniel Klabunde e Lucas Mateus

batman1

Derby de Liverpool, expectativa de um grande jogo em Anfield pela rivalidade criada na cidade. E foi o que realmente aconteceu, com chances de gols em ambos os lados, Alisson e Pickford se destacando e salvando suas equipes de saírem atrás no placar e terem que correr atrás do resultado.

Os Reds iniciam a partida no seu 4-2-3-1 tentando preencher um pouco mais o meio campo, algo que não aconteceu no jogo contra o PSG pela Champions no meio de semana, e a novidade foi Fabinho no lugar de Henderson e Shaqiri no lugar de Milner.

batman1

Já o Everton foi para o jogo no 4-4-2, variando entre pressão alta na saída de bola do Liverpool e em bloco baixo tentando tirar os espaços entre linhas buscados por Firmino e Shaqiri.

batman1

Liverpool utilizou a saída de bola muitas vezes no 3-1-3-3 com Fabinho se juntando a dupla de zaga, Wijnaldum na base da jogada, os laterais alinhados com Firmino que se movimentava entre as linhas e o trio Mané, Salah e Shaqiri na frente com Salah se deslocando levemente para a direita e fazendo associações com Shaqiri e Arnold, já na esquerda Wijnaldum se juntando a Mané e Robertson, e assim o time perdendo em profundidade, ou deixando de tê-la, se apoiando mais nas associações para ter o jogo entre linhas de Shaqiri e Firmino para realizar as jogadas quando da profundidade do lado contrário.

Não conseguindo obter resultado, o time começa a efetuar troca de posições, com Shaqiri e Mané mudando de lado.

batman1

No final do primeiro tempo pudemos ver até mesmo o Liverpool postado em um 4-2-2-2 com Firmino e Shaqiri buscando as entrelinhas enquanto Mané e Salah tentavam buscar profundidade no ataque.

batman1

Na segunda etapa os Reds voltaram melhor, aproveitando mais a profundidade de Salah na frente e os lançamentos diretos, se beneficiando dos espaços deixados pelo Everton para efetuar o domínio. Shaqiri começa a se soltar da linha de profundidade e vai para a entrelinhas aproveitar os espaços para começar a criar as jogadas, auxiliando Firmino na função.

Aos 70 minutos (25 do segundo tempo) Keita entra no jogo, Klopp coloca seus jogadores novamente no 4-3-3, fazendo o lado direito do meio e Fabinho na esquerda com o trio de frente voltando as suas posições originais, tentando abrir espaços na zaga com as movimentações características de Firmino como falso 9.

A substituição não surtiu efeito, então Sturridge vai para o jogo no lugar de Salah, e o time começa a usar ainda mais os lançamentos para chegar ao gol do Everton, algo ainda mais explícito com a entrada de Origi no lugar de Firmino.

E essa última substituição que deu certo, pois Origi foi iluminado com o erro de Pickford no final da partida, ganhando um presente em uma bola que já estava perdida e dando a vitória para os Reds.

@LucaM008 e @dktricolor

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s