Vitória para lavar a alma – ANÁLISE TÁTICA CORINTHIANS 2 x 1 BAHIA

Por Michel Fellipe

ata

O Corinthians entrou pressionado no último sábado (27) para o duelo contra a equipe do Bahia. O alvinegro vinha de uma sequência de seis jogos sem vencer, quatro derrotas e dois empates e mais do que isso, estava próximo da zona do rebaixamento. Jair Ventura tinha três desfalques, Clayson e Roger suspensos e Jadson machucado, com isso ele optou pela manutenção de Emerson Sheik no time titular, fazendo com o experiente atacante chegasse ao seu quarto jogo seguido como o titular da equipe, fato inédito esse ano e também optou pela estreia do paraguaio Sérgio Díaz no time titular, com isso a equipe foi a seguinte:

ata

Sobre o jogo

Um jogo com dois extremos, um primeiro tempo sonolento, com poucas chances e muitos erros e um segundo tempo quente, três gols e equipes buscando a vitória.

O Corinthians mais uma vez demonstrou o mesmo pragmatismo das últimas partidas, equipe sonolenta, errando passes bobos, descompacta e trocando passes sem objetividade, o conjunto disso tudo fazia com que a equipe não agredisse a equipe do Bahia, por outro lado a equipe não sofria.

Como dito no início, Jair optou pela manutenção de Sheik no time e pela entrada de El Niño Díaz, alías esse último demonstrou uma qualidade impressionante na saída de pressão e nas leituras de espaço, tanto ofensivos, como defensivos, ajudando o lateral esquerdo Danilo Avelar na marcação. Além de Sheik e Díaz, Jair optou por usar Pedrinho por dentro, na vaga de Jadson, mas essa não pareceu uma decisão muito acertada do treinador, Pedrinho por ser um jogador que tem como característica partir para cima do adversário e levar vantagem no 1×1, se mostrou “perdido” na função, ele não conseguia explorar as entrelinhas do tricolor de aço e por vezes recuava até os volantes para ajudar na construção, mas por não ser sua característica acabava retornando a bola para os zagueiros ou tocando para os lados, ao invés de buscar o jogo direto com o atacante Emerson Sheik.

china fc

Falando agora especificamente sobre Emerson Sheik, o experiente atacante de 39 anos usou bem de sua experiência, correu, brigou, lutou, incomodou os zagueiros, mas o gol não saiu. O atacante vem fazendo o que se espera dele nos jogos, vem usando sua experiência para achar saídas e também para brigar pela posse lá na frente, porém nesse jogo em especifico em que atuou como centroavante faltou um pouco de imposição física para segurar os zagueiros Jackson e Lucas e com isso entra o destaque da partida, o também experiente Danilo.

Percebendo que a equipe incomodava, mas não tinha imposição física, Jair tirou Sheik no intervalo e colocou Danilo em campo, e logo aos dois minutos do segundo tempo Danilo abriu o marcador em um cruzamento do Fagner, brilhou a estrela do campensíssimo Danilo, que viria a ser ao final o grande nome da partida.

O Corinthians não foi tão diferente do primeiro tempo, apesar de ter buscado mais o jogo direto no segundo tempo, muito pelo fato de Danilo está em campo, porém a equipe ainda pecava nos mesmos erros, rodava a bola em forma de U, descompactação e transições lentas.

ata

Frame do primeiro tempo, mas que foi constantemente visto também no segundo tempo, a solidez defensiva que Jair conseguiu impor no início do trabalho já não é mais visto na equipe e faz com que deixe a defesa exposta.

Como dito, Danilo foi o destaque da partida, abriu o placar que dava a vitória ao Corinthians, porém aos 40 min o mesmo cometeu um pênalti infantil que logo seria convertido pelo ex corintiano Clayton, mas a noite chuvosa de quarta não seria lembrada por mais um jogo sem vencer, em confusão na área tricolor a bola sobrou no alto e quem estava lá para decidir mais uma vez? Ele mesmo, Danilo. Zidanilo como é carinhosamente chamado pela torcida, acertou uma linda bicicleta e deu números finais a partida, após uma série tenebrosa o Corinthians reencontrou o caminho das vitórias graças a um jogador que a tempos não marcava um gol.

Vitória importante, porém, que não deve mascarar as deficiências da equipe, Jair agora tem uma semana cheia para enfrentar um adversário direto da briga contra o rebaixamento, o Botafogo no estádio Nilton Santos, no Rio de Janeiro.

Destaque do jogo:

china fc

Danilo, mais uma vez foi decisivo, o agora atacante entrou no início do segundo tempo na vaga de Emerson Sheik, e marcou dois gols dando a vitória ao alvinegro do Parque São Jorge.

Confira os dados do Danilo na partida:

ataDados: Sofascore

Pra ficar de olho

ata

O jovem Sérgio Díaz chegou ao Corinthians a pouco mais de três meses, mas só sábado pode fazer sua estreia como titular. Com Jadson machucado, Jair optou pelo paraguaio e provavelmente não se arrependeu. O garoto de 20 anos iniciou o jogo tímido, demonstrava falta de entrosamento, mas logo começou a mostrar que foi uma contratação acertada. Com facilidade para sair da zona de pressão, que retrato no vídeo abaixo, bom passe, leitura de jogo aguçada e obediência tática o paraguaio fez uma boa partida, e creio que agora passará a ter mais chances na equipe.

@MichelFellipe10

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s