A densidade de Pellegrini versus a amplitude de Hughton – PRÉ-JOGO BRIGHTON x WEST HAM

Por Felipe Holanda

De um lado, linhas preenchidas e muita amplitude pelas laterais. Do outro, um meio de campo compacto e que sobe e desce na mesma frequência. Esta deve ser a tônica do confronto entre o Brighton de Chris Hughton e o West Ham de Manuel Pellegrini, nesta sexta (5), na abertura da oitava rodada da Premier League.

Apesar de caraterísticas distintas, os treinadores devem utilizar o mesmo sistema tático: 4-1-4-1. No West Ham, Pellegrini repete a escalação inicial da vitória contra o Manchester United no último final de semana. No Albion, Hughton não sinaliza muitas mudanças, mas contará com o retorno de Dale Stephens, peça fundamental no time, que não foi a campo diante do City.

jair.jpgAs prováveis escalações de West Ham e Brighton

Com o objetivo de manter a densidade em seu West Ham, Pellegrini sabe que precisa de cobertura defensiva e ofensiva para preencher os espaços nas duas primeiras linhas. Uma opção é a troca de passes entre os laterais, volantes e meias, formando uma espécie de triangulo pelos lados. Um esquema definido.

jairO “triângulo” dos Hammers, segundos antes do gol de Felipe Anderson, que abriu o placar contra o United

Se o West Ham já tem um rótulo de jogo, o Brighton ainda busca encontrar seu melhor futebol. Mas Hughton tem seus princípios e costuma utilizar muita amplitude, com os meias “espetados” pelas laterais, puxando a marcação adversária para os lados do campo.

jairBrighton de Hughton com muita amplitude

Apesar da curta distância de dois pontos na tabela entre West Ham e Brighton (sete contra cinco), Pelllegrini tem um leve favoritismo no cotejo. Afinal, joga em casa e vem de grande atuação contra o United, quando os Hammers dominaram a partida, postados no 4-1-4-1 com marcação em bloco baixo, mesmo com a vantagem no placar.

jairWest Ham se defendendo de Pellegrini no 4-1-4-1 em bloco baixo

Nos Seagulls, Chris Hughton mantém a primeira linha com quatro defensores, assim como faz Manuel Pellegrini. Sem a bola, O Brighton pressiona a posse do adversário para recuperá-la e se defende no 4-1-4-1, com Stephens jogando à frente da defesa e Murray como peça mais adiantada do time.

jairAlbion de Hughton no 4-1-4-1

ENCONTROS ANTERIORES

Pellegrini e Hughton se enfrentaram apenas duas vezes, com o chileno no Manchester City e o inglês no Norwich, respectivamente. Em dois jogos na temporada 2013/2014, um empate e uma vitória dos Citzens. Vitória essa que ficou marcada pelo placar elástico: 7 x 0.

@whtaticas

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s