Resumo Tático – 26ª rodada

Por Felipe Henry

(4-2-3-1 – 14x)

São Paulo, América/MG, Grêmio, Ceará, Atlético-PR, Flamengo, Atlético-MG, Sport Recife, Palmeiras, Vitória, Cruzeiro, Chapecoense, Vasco da Gama, Paraná Clube e Bahia.

(4-3-3 – 2x)

Internacional e Santos.

Outros esquemas utilizados: (3-4-2-1 – Fluminense)/ (4-2-4 – Corinthians)/ (4-1-4-1 – Botafogo).

A 26ª Rodada foi de alternativas ao 4-2-3-1. Corinthians e América-MG, por exemplo,migraram para um 4-2-4 em fases ofensivas, principalmente pela ausência de um centroavante fixo para dar profundidade ao ataque. Jádson e Ruy fizeram as vezes de pisarem na área e atuarem como espécies de “falso nove”.

No Maracanã, o Flamengo terminou a partida com um 4-3-2-1 com Piris da Motta ao lado de Cuellar e Willian Arão, também deslocando Lucas Paquetá como um “falso nove”.

Já o Fluminense também merece destaque. Sem o jovem artilheiro Pedro, Marcelo Oliveira utilizou Luciano atuando como uma falsa referência, como um jogador que abre espaços para as infiltrações de Sornoza e Everaldo pelos flancos, sem esquecer da amplitude gerada pelos alas Léo e Ayrton Lucas no 3-4-2-1 tricolor.

POSSE DE BOLA:

  1. Vasco da Gama – 61%
  2. Grêmio – 60%
  3. Vitória – 60%
  4. Atlético-PR – 57%
  5. Chapecoense – 56%

Existe uma grande diferença entre ter a bola e ser produtivo com ela. O Vasco precisou mudar para o 4-1-4-1 ao utilizar Marrony no lugar de Thiago Galhardo e com um homem a mais, apostou em passes longos para chegar ao último terço do campo (acertando 20 de 33 tentativas) e conseguindo manter a bola no campo ofensivo na maior parte do 2T, com destaque para Yago Pikachu, sempre mortal pelo flanco direito.

Já o Grêmio, sabe muito bem o que fazer com a pelota principalmente quando enfrenta uma equipe que se defende tão bem como o Ceará de Lisca, dominando as ações na segunda etapa e conseguindo a virada sob a regência de Luan, que destacou-se pela sua movimentação no último terço, principalmente pelo lado direito.

Vitória e Chape acabaram saindo derrotados mesmo atuando como mandantes e dominando as ações na segunda etapa, mas ambos falharam na definição das jogadas.

Confira nesse vídeo de André Ribas, uma análise sobre o jogo propositivo do Furacão:

 

FINALIZAÇÕES:

  1. Grêmio – 20
  2. Atlético/PR – 15
  3. Atlético/MG – 15
  4. Bahia – 15
  5. Santos – 13

O Atlético-MG conseguiu ser superior em posse e finalizações contra o Flamengo em pleno Maracanã, o que não costuma acontecer quando o rubro-negro atua como mandante. Com mais força ofensiva no lado esquerdo tendo Yimmi Chará como principal válvula criativa, mas não conseguiu ser efetivo na definição: Apenas duas no alvo na segunda etapa, além da bola na trave de Juan Cazares no último lance do jogo. A bola também pouco chegou ao centroavante Ricardo Oliveira, que finalizou apenas um no alvo, sem perigo.

Bahia e Santos também finalizaram mais e saíram derrotados. O Tricolor, prejudicado pela expulsão do goleiro Douglas ainda no 1T, adotou uma postura mais reativa e apostando nos contra-ataques criados com mais ênfase na região central no 1T, já que não finalizou nenhuma vez no alvo na segunda etapa. Gilberto, autor do gol, finalizou cinco vezes no alvo.

Já o Peixe teve uma postura mais propositiva no Mineirão, usando mais o flanco direito com a dupla Rodrygo/Gabriel invertendo posições desde a ponta para o meio, com o camisa 10 e artilheiro do Campeonato finalizando cinco vezes no alvo , marcando um gol e chegando perto de anotar um doblete.

DESARMES:

  1. Sport Recife – 15
  2. Corinthians – 14
  3. Flamengo – 14
  4. Fluminense – 14
  5. Botafogo/Internacional/Grêmio – 12

Precisamos falar sobre a excelente partida de Gabriel. Seis desarmes com 100% nas tentativas e um domínio territorial no meio-campo, sendo crucial contra um Inter que é tão físico e controlador na região central do relvado.

Já Cuéllar, foi decisivo para o Flamengo sair vitorioso no Maracanã. Cinco desarmes também com 100% nas tentativas, determinante para enfrentar um ataque veloz e habilidoso como o do Galo. No Fluminense, uma curiosidade: Everaldo foi o líder em desarmes na partida com quatro desarmes em 100% nas tentativas mesmo sendo um jogador de ataque e que vem ganhando confiança nas últimas partidas.

Para encerrar, não podemos esquecer a equipe que mais desarmou na rodada: O lateral-esquerdo Sander conseguiu três dos quatro desarmes tentados e novamente teve uma boa atuação na parte defensiva.

TIME DA RODADA:

Regras para a seleção de destaques da rodada:

  1. O esquema será sempre funcional. Ou seja, priorizará o jogo ofensivo e isso pode acarretar em deixar um ou outro jogador de fora, já que tentarei escolher pelo menos um jogador de cada partida.
  2. A posição natural do jogador será respeitada aqui. A não ser que ele venha desempenhar outra função na partida e seja um desequilíbrio fundamental para a vitória de sua equipe. Caso contário, será priorizado como ele atua normalmente na liga.
  3. Critérios utilizados para a escolha – Goleiros: Defesas difíceis, Clean Sheet e uma atuação que garanta a vitória; Laterais: Desarmes, aproveitamento em passes e cruzamentos e eventuais participações em gols; Zagueiros: Desarmes, duelos e interceptações, menos faltas cometidas e melhor aproveitamento nos passes; Volantes – Os mesmos critérios para a escolha dos zagueiros, com o acréscimo da participação na transição ofensiva nas jogadas que terminem em gols; Meias-Centrais: Aproveitamento nos passes, duelos vencidos e finalizações; Pontas/Wingers – Dribles, cruzamentos, duelos vencidos (1 x 1), finalizações certas e aproveitamento nos passes; Centroavantes: Finalizações certas, gols e aproveitamento nos passes;
  4. Em caso de jogos adiados, os jogadores das equipes não serão incluídos na seleção de destaques.
  5. Na escolha do técnico, será avaliado o desempenho de sua equipe na rodada dentro de uma proposta de jogo funcional. Em caso de uma rodada onde os times que optam por um jogo reativo e mais defensivo saiam vencedores, o processo de escolha será de preferência aos treinadores dessas equipes.

Esquema escolhido: 4-2-3-1.

Técnico da rodada: Tiago Nunes (Atlético Paranaense)

ibra

@Lipe_Henry

#AprendemosJuntos!

Confira o Resumo Estatístico do Brasileirão após 25 rodadas feito por Rafael Maciel:

Quadro A

Quadro B

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s