A barreira alvinegra – ANÁLISE TÁTICA FLAMENGO 0 x 0 CORINTHIANS

Por Michel Fellipe

O Corinthians iniciou a partida da última quarta-feira com um único propósito, não tomar gols e levar a decisão em aberto para a Arena Corinthians. E conseguiu. O técnico recém-chegado, Jair Ventura, escalou a equipe bem diferente do que vinha jogando, abriu mão de jogar com um centroavante e optou por mais um volante, dessa formoa armou uma barreira intransponível que sofreu ataques praticamente durante os 90 minutos. Veja a escalação do Corinthians:

ibra

O Corinthians taticamente foi perfeito, em fase defensiva a equipe se impôs e em dois jogos com Jair Ventura já não se ver o caos defensivo que a equipe vivia, porém foi quase inexistente em fase ofensiva. Muitas vezes a equipe se abdicava de atacar. Jair sabe das limitações ofensivas da equipe e muito por isso preferiu se organizar defensivamente do que ofensivamente.

ibraO Corinthians se defendia em bloco baixo de duas formas, ora 4-5-1 ora 4-1-4-1 com Ralf entre as duas linhas e em ambas formações o Jadson era o homem mais avançado.

Um ponto que vale a pena ser citado é a compactação da equipe. Com Loss a equipe estava muito descompactada e dava bastante espaço entre as linhas de marcação para o adversário. Com Jair isso não existe, a duas linhas jogam bastante próximas.

ibra

Outro fator que provavelmente foi o motivo para Jair optar por 3 volantes foi o meio campo Flamenguista composto por Cuellar, Lucas Paquetá e Diego. Com os 3 volantes Ralf, Gabriel e Douglas fechavam o corredor central e não deixavam o Flamengo progredir por dentro. Aliás esses dois últimos volantes citados, Gabriel e Douglas, encaixavam quando Diego e Paquetá recebiam a bola na sua zona. Veja no Vídeo abaixo:

Era característica do Botafogo de Jair fechar o corredor central e atrair o adversário para o corredor lateral e gerar superioridade numérica sobre o adversário e recuperar a posse da bola. E nessa partida a equipe corinthiana seguiu a risca essa ação tática. Veja a imagem em que o Corinthians tem superioridade no meio de campo e veja o vídeo abaixo.

ibra

 

Em resumo a partida do Corinthians defensivamente foi gigante, o time soube sofrer, cozinhou o adversário e a torcida e conseguiu o que queria, levar a decisão em aberto para sua casa. Não foi uma vitória em termos de resultado, mas o empate no Rio de Janeiro, devolve aos poucos a confiança que estava em falta ao elenco. Nesse meio tempo até a segunda partida da semifinal o Corinthians recebe no domingo (16) o Sport do Recife sem sua Arena enquanto o Flamengo encara o Vasco da Gama no Clássico dos Milhões no sábado (15). A expectativa é que Jair poupe alguns atletas considerados titulares pensando na semifinal da Copa do Brasil.

@MichelFellipe10

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s