O São Mateus soube jogar no erro do Serra – ANÁLISE TÁTICA SERRA 0 x 1 SÃO MATEUS

Por Juliano Rangel

Quem acompanhou a campanha do Serra no último Campeonato Capixaba, que resultou na conquista da competição, com certeza irá lembrar de algumas características marcantes da equipe. Pois é, nessa Copa ES alguns pontos continuam os mesmos, outros se modificaram e ajudam a entender a derrota, em casa, para o São Mateus.

dep

O técnico Charles de Almeida segue armando sua equipe no esquema 4-2-3-1, com um quarteto de muita mobilidade mais avançado. Mas, aquela tradicional pressão na saída de bola adversária diminuiu. Ponto forte da equipe, as infiltrações e ultrapassagens pelos lados acontecem de forma simultânea, principalmente pela direita com o extremo Zidane e o lateral Gilmar.

Já o São Mateus, também utilizou do esquema 4-2-3-1, que variava para um 4-4-2 nos momentos sem a bola. Os extremos Luiz Pedro e Reigres retornavam, deixando apenas o meio-campo Simeão e o atacante Augusto mais avançados.

dep

dep

Para confundir a marcação, o tricolor serrano invertia os extremos Andinho e Zidane e contava com as descidas simultâneas dos dois laterais na saída de bola. Muito visto no Capixabão, a variação para o 3-4-3, com Caetano encostando a dupla de zaga e os laterais se posicionando também na linha de meio-campo se repetiu. Rael apresentava muita mobilidade para fazer o pivô e atacar pelos lados, mas parecia estar mais isolado, em alguns momentos.

dep

Muito compacto, o São Mateus começou a pressionar a saída de bola do Serra logo depois dos 15 minutos iniciais, o que obrigou o Serra a sair na bola longa. Com os avanços mais constantes, também dos laterais Rodolfo e Alcindo, os espaços começaram a aparecer pelos lados nas transições ofensivas, por onde o tricolor serrano tentava atacar.

dep

Sem a bola, o Serra que muito variou para o 4-4-2 no Capixabão e pressionava as defesas adversárias, se montou num 4-5-1, com apenas Rael mais adiantado.

dep

Na segunda etapa, o São Mateus manteve seu 4-4-2, com Gullyt atuando ao lado de Augusto, no ataque, e Reigres retornando para jogar no meio-campo, ao lado de Tafarel.

Já o Serra, praticamente se armou no 4-1-4-1, com Betinho indo atuar na lateral-esquerda, e Caetano sendo o único homem de marcação no meio-campo. Mais à frente, Emílio, Igor, Zidane (depois Jhoninha) e Andinho (depois Diego Neves) se movimentavam bastante e aproximavam mais de Rael.

Com um o ataque reforçado, a defesa, que pouco falhou no estadual, acabou mostrando desatenção na marcação no lance do gol. Após a cobrança de falta, o atacante Augusto conseguiu subir livre na pequena área para marcar de cabeça.

O gol aumentou o teor defensivo do São Mateus, que finalizou a partida num 5-3-2, com o Adrian entrando para formar um trio na defesa, com Felipe Barba e Dos Santos.

@esquadra_tatica

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s