Reconhecer o erro é uma virtude -ANÁLISE TÁTICA FLUMINENSE 1 x 0 CORINTHIANS

Por Hugo Alves

Estreando no segundo turno do Campeonato Brasileiro, Fluminense e Corinthians se enfrentaram nesta quarta-feira (22) no Maracanã. A partida ficou marcada pela expulsão de Romero, que influenciou diretamente no resultado. O domínio do jogo, no entanto, foi Tricolor, que conquistou os três pontos com uma vitória simples de 1-0.

corFoto: Lucas Merçon/Fluminense FC

Analisando a partida do último final de semana, critiquei a utilização do sistema de três zagueiros e apontei algumas falhas que corroboraram para um 0-0 sonolento contra o América Mineiro. Para essa partida, Marcelo Oliveira reconheceu o fracasso com o esquema mais cauteloso e levou para campo uma linha defensiva com quatro jogadores e optou por reforçar o meio-campo com a entrada de Dodi.

O esquema utilizado funcionou. No meio, Richard, Dodi e Jadson foram importantes para proteger os laterais que ditaram o ritmo do jogo. Gilberto e Ayrton foram as principais válvulas de escape do time e, desta vez, geraram amplitude e facilitaram também a infiltração dos meias.

dep

A linha de três do meio rapidamente se tornava uma linha com quatro quando o adversário tinha a bola. Everaldo (nos primeiros minutos) e depois Matheus Alessandro tinham essa função de recompor e formar duas sólidas linhas de quatro. Sornoza e Pedro também voltavam, mas sem tanta obrigação de dar o combate, atuavam mais cercando e tentando fechar algumas janelas de passe.

dep

O jogo já caminhava com 1-0 quando Romero foi expulso. Sem querer entrar no mérito da expulsão, mesmo achando que foi correta, o lance mudou o jogo. Sem Romero, o Corinthians se fechou e passou a atuar com uma trinca no meio, deixando dois jogadores livres no ataque para um eventual contra-ataque ou uma saída em velocidade. Nenhuma das duas opções foi viabilizada.

Já andando rumo ao final do segundo tempo, Marcelo fez mudanças no seu time visando aumentar ainda mais a segurança e tentar dar mais liberdade aos laterais que seguiam causando dano aos defensores adversários. Norton entrou no lugar de Jadson (apesar de não fazer muito sentido, foi jogar no lado esquerdo mesmos tendo sido improvisado pela direita em diversas oportunidades) e Marcos Jr. entrou no lugar de Dodi, visivelmente destruído fisicamente.

A entrada do Norton é compreensível, liberava os laterais ainda mais e renovava o fôlego no meio-campo. Já a entrada de Marcos Jr. quase colocou tudo a perder. Se por um lado havia um bom sistema de proteção no meio, o mesmo foi quebrado com a entrada do atacante. No momento seguinte da alteração o Corinthians passou a achar os espaços e a ameaçar o Tricolor.

Sorte de Marcelo e do Fluminense que não havia mais tempo para empatar a partida. Após uma sequência de jogos sem vencer, o Tricolor das Laranjeiras reencontra com a vitória em pleno Maracanã e começa com o pé direito o segundo turno. O triunfo, mais do que nunca, se mostrou de extrema importância, já que a sequência da equipe na competição não vai ser das mais fáceis. Nos próximos confrontos o Flu enfrentará Cruzeiro e São Paulo, ambos fora de casa.

@hgdca

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s