Sob granizo, um jogo de 6 pontos: ANÁLISE PÓS JOGO ATLÉTICO-MG x INTERNACIONAL

Por Davi Magalhães e Luiz Martins

Atlético e Internacional duelaram no Independência em uma noite atípica. Com direito a chuva de granizo, queda de luz no estádio e uma paralisação por 25 minutos, os jogadores chegaram a ir para o vestiário sem saber se a partida seria adiada. Por esse motivo, é necessário dividir o jogo em suas etapas: antes da paralisação que ocorreu aos 9 minutos do 2°tempo e após a paralisação do jogo e com o campo um pouco alagado.

Visão Atleticana

Na primeira etapa, o Atlético procurou impor seu modelo de jogo adotado por Thiago Larghi. Um modelo de jogo que privilegia o controle do jogo com a bola, através de troca passes curtos desde a defesa, com uma rápida troca de passes, trabalhando muito a bola para finalizar no gol adversário.

2018-08-07 19_41_03-Window

As duas equipes atuaram no esquema 4-1-4-1

O Atlético de Larghi é uma equipe propositiva, que procura atacar bem, colocar seus jogadores no campo de ataque e criar chances de gol dessa forma. No primeiro tempo a equipe teve 63% de posse de bola. Luan saia do lado direito e recuava até o meio, se oferecendo como opção de passe e ajudando na construção do jogo. Mesmo no momento que era pressionado na saída de bola, a equipe atleticana procurava sair jogando desde a defesa através de passes curtos.

foto1galointer.png

Mapa de passes dos jogadores do Atlético na primeira etapa, mostra como a equipe circulou bem a bola, sobretudo no meio-campo com Luan flutuando para o meio na construção. O “menino maluquinho” trocou 50 passes, somando passes no campo de defesa e na intermediária.

É uma das características da equipe a rápida circulação de bola que tem. Ontem, com os laterais e o apoio dos meio-campistas a equipe conseguia circular bem a bola, nesse momento, ora Galdezani vinha na base da jogada (espaço a frente dos meio-campistas adversários) para criar, ora Elias, os dois revezavam, ora um criava, ora outro infiltrava.

É um padrão da equipe a procura por associações pelos lados do campo, ontem não foi diferente.

foto2galointer

Mapa dos passes é do perfil @11tegen11 no twitter. Veja como o Atlético procura triangular pelos lados do campo. Elias e Galdezani não fizeram partida ruim. Com a função de Luan, Elias jogou mais perto de Oliveira. O camisa 7 ganhou 9 de 13 duelos disputados, sendo importante recuperando algumas bolas no campo de ataque.

Mesmo com uma ótima circulação de bola, o Atlético tinha dificuldade de se estabelecer no campo de ataque e finalizar no gol adversário. Se nota no mapa de passes acima, como Oliveira teve pouca participação no jogo. Ficando quase que isolado já que a equipe tinha dificuldade de criar chances quando a bola chegava no terço final do campo.

foto3galointer.png

Imagem mostra passes trocados pelo Atlético no campo de ataque. Segundo o WhoScored, apenas 77 dos 383 passes trocados na primeira etapa, foram no campo de ataque. Cerca de 20% dos passes trocados pelo time no primeiro tempo foram no campo de ataque.

Sendo assim, o Atlético tinha dificuldade de traduzir essa posse de bola em chance de gol. Mesma com essa alta quantidade de passes trocados, a equipe finalizou 4 vezes no gol adversário.

JOGO APÓS A PARALISAÇÃO

Depois da forte chuva, o campo ficou alagado com poças d’Água, impedindo a boa circulação de bola do Atlético. Com isso, na segunda etapa, a equipe procurou jogar muito mais pela direita, uma vez que o lado esquerdo do ataque estava bem alagado. Diante dessas condições, a equipe trocava menos passes, jogando de forma mais direta, cruzando no segundo tempo mais que o dobro de cruzamentos da primeira etapa.

foto4galointer.png

Mapa de toques dos jogadores atleticanos reforça o jogo mais pela direita com o campo alagado na esquerda. Atlético cruzou 26 vezes no segundo tempo, no primeiro tempo foram 12 cruzamentos.

Com esse jogo mais direto, a equipe cedeu espaços ao Internacional em seu campo de defesa, e em mais uma desatenção da defesa que sofre muitos gols por falta de concentração, o time sofreu o gol que sacramento a derrota. Nem a entrada de Terans e a estreia de Nathan surtiram efeito a ponto do time conseguir o empate.

 

Já pelo lado colorado, a equipe que entrou em campo no Horto, sofreu apenas a alteração do goleiro. Marcelo Lomba foi escalado no lugar de Danilo Fernandes, que sofreu lesão no ombro e estará fora o restante da temporada. Essa modificação não influi nos comportamentos do time em campo, dentro do modelo coeso adotado até esta rodada pelo técnico Odair Hellmann.
Em todo o primeiro tempo, a solidez defensiva foi o ponto alto das ações adotadas pelo colorado na partida, buscando sempre brecar o forte jogo ofensivo de intensidade do Galo mineiro. O time sofria pouco em seu campo, mesmo com Chará e Galdezani sendo efetivos pelo lado direito defensivo. Galdezani se movimentava bastante atrás de Edenilson e Patrick, obrigando Rodrigo Dourado a abrir espaços à frente da zaga, deixando espaço livre para Chará receber sempre com liberdade de movimentos e sempre buscando o um contra um, junto ao lateral Fabiano.
Vendo esta dificuldade da equipe, Odair recuou Edenilson para o setor entre Dourado e Fabiano, dificultando essa movimentação, desta forma o galo sentiu-se desconfortável no ataque.
Mesmo com este ótimo jogo ofensivo, Inter tinha ainda problemas ao atacar, com Nico López sempre preso ao lado direito, Jonatan Álvez preso a marcação dos zagueiros e Pottker, sem campo para usar sua velocidade, muito em função do galo pressionar bastante o meio-campo colorado.
Falando em pressão e marcação, o Inter realizava marcação mais próxima ao meio-campo, ao invés  de próximo a sua área, como nos últimos dois jogos fora de casa. Além disso, quando o adversário conseguia vencer a primeira linha de marcação, o jogador com a bola recebia pressão individual e as linhas de passe também eram bem vigiadas, aumentando a dificuldade de avanços dos jogadores atleticanos.

Em um raro lance, Jonatan Alvez conseguiu realizar um belo pivô dentro da área, com finalização desperdiçada por Pottker. Jogou continuou desta forma até a paralisação.

Jogo colorado após a paralisação

Após o retorno da partida, com campo extremamente pesado e com algumas partes do campo alagadas, as equipes possuíam dificuldades de troca de passes, com bola rolando, se configurando um jogo mais direto e com mais espaços dentro de campo. Este tipo de situação favoreceu a equipe gaúcha, que se sente mais confortável em jogadas mais verticais.
Novamente lendo a partida, Odair retirou o pouco produtivo Jonatan Álvez, colocou Rossi em campo, apostando em jogadas em profundidade para ele e Pottker, centralizando Nico López.
Equipe agregou ao ótimo jogo defensivo,  maior volume de jogo no ataque, causando maior perigo ao goleiro Victor. Em uma rápida cobrança de falta, Nico López acertou ótimo lançamento para Patrick desviar de peito (passe de futevôlei), conseguindo assistência para Edenílson, que vindo de trás infiltrando entre a última linha defensiva do Atlético, marcou um belo gol, garantindo três pontos.

Com esta vitória o Inter cada vez mais se coloca dentro do grupo de times que disputam uma vaga na Libertadores, agrega mais confiança em sua campanha de retorno a série A. Demonstra também que o técnico Odair Hellmann, foi inteligente em mudar suas convicções, praticar uma ideia de jogo diferente do que prega, mas que casa perfeitamente com o grupo de jogadores que possui em mãos. Com mais esta apresentação, mesmo que não tenha sido de enxer os olhos do torcedor, consolida o modelo adotado e sente-se confortável no cargo pra buscar aos poucos evolução tanto na campanha do clube, como em sua breve carreira como técnico de um time profissional de elite.

@magalhaesDavi_
@ojunomartins

Anúncios

Um comentário sobre “Sob granizo, um jogo de 6 pontos: ANÁLISE PÓS JOGO ATLÉTICO-MG x INTERNACIONAL

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s