A primeira vitória fora de casa do Coritiba na Série B – ANÁLISE TÁTICA PÓS-JOGO GOIÁS 0 X 1 CORITIBA

Por André Frehse Ribas

Depois de muitos tropeços, o Coritiba conseguiu sua primeira vitória fora de casa na Série B, contra o Goiás, em Goiânia. Além disso, o time fez uma das suas melhores apresentações na temporada. Então, hoje, vamos analisar a postura do Coxa na partida contra o Goiás. 

                                   GOIÁS                                                               CORITIBA


juu
Coritiba ocupou bem o meio e trabalhou muito pelos lados, principalmente pelo direito, com Guilherme Parede e Leandro Silva. Já o Goiás apostou em uma transição ofensiva forte, com Michael e Maranhão ganhando os duelos 1 x 1.

O Alviverde Paranaense surpreendeu, ao invés de adotar uma postura reativa, esperando a ação do Goiás para contra-atacar, se impôs, propôs e conseguiu ser agressivo no jogo. Com a bola, o Alviverde se posicionou no 4-2-3-1, tendo intensidade e procurando trabalhar pelos lados do campo, principalmente pelo lado direito, com Guilherme Parede e Leandro Silva. 

Na primeira etapa, o Coritiba criou as melhores chances e controlou o jogo, enquanto o Goiás apostou em sua transição rápida para surpreender o sistema defensivo do Coxa, com Maranhão e Michel aberto pelos lados, incomodando os laterais do Alviverde Paranaense. 

Na zaga, Romércio e Rafael Lima foram muito bem na cobertura dos laterais (Leandro Silva e William Matheus) e nos duelos aéreos. Fizeram um jogo seguro e não comprometeram. 

Análise do Coritiba:

Para observar no vídeo: laterais dando amplitude ( posicionamento na altura da linha da bola, descem  quando a jogada se desenvolve pelo seu lado), movimentação na entrelinhas e a postura do time no campo de ataque. 

O Coritiba voltou para o segundo tempo com a mesma postura. Linhas altas, pressão na saída de bola e muita força pelos lados. E foi pelo lado direito, após uma bela jogada trabalhada, que saiu o seu gol. 

Wilson cobra o tiro de meta, zagueiro corta, mas Leandro Silva ganha a disputa pela sobra. O lateral , tabela com  Belusso, avança e faz o cruzamento. Guilherme Parede faz o corta luz, e Nathan chega limpo para marcar.

Vale também destacar a importância de Wilson para transição ofensiva. O goleiro acertou nove lançamentos no jogo. 

Após o gol, o Alviverde Paranaense continuou agressivo na marcação, mas recuou um pouco suas linhas e apostou mais nos contra-ataques. O Goiás, que tinha criado algumas oportunidades antes do gol, não conseguiu chegar com perigo para buscar o empate (sem contar o lance do pênalti), apesar de ter a bola e de pressionar o Coritiba. Isso se deu muito pelo sistema defensivo do Coritiba, que se postou muito bem no 4-4-2 e protegeu sua área.

screenshot_2018_07_26_00_05_12

O lateral-esquerdo Wlliam Matheus não foi bem no jogo. Falhou muitas vezes, sofreu no 1×1 com o Michael e ainda fez o pênalti. Dos 15 duelos individuais que disputou, ganhou apenas 5. 

O atacante Bruno Moraes entrou e logo foi expulso. Não contribuiu e poderia ter prejudicado muito o Coritiba no jogo. 

O Coritiba mudou de atitude, se posicionou bem em campo, fez boas jogadas pelos lados, marcou bem e tratou de jogar contra o Goiás. E é essa postura que o torcedor do Coritiba espera que ele tenha no seu próximo jogo, contra a Ponte Preta, no Couto Pereira. 

@andre_frehse

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s