A analogia do número 50: ANÁLISE TÁTICA NÁUTICO 1×0 JUAZEIRENSE

Por Felipe Holanda

Parecia um fim de tarde corriqueiro para os cidadões da Região Metropolitana do Recife, mas não para o torcedor do Náutico. Fora o confronto com a Juazeirense-BA, em si. Ali, na Arena de Pernambuco, se completavam exatos cinquanta anos do hexacampeonato Estadual, maior orgulho da história alvirrubra. Quis o destino que a vitória em cima dos baianos saísse com um gol aos cinquenta minutos da etapa final. A analogia do número 50 serviu para deixar o Timbu com classificação encaminhada às quartas de final da Série C – é o segundo colocado do Grupo A, com 26 pontos ganhos.

nauLegenda: Gol do Náutico sendo marcado aos 49 minutos e 54 segundos (Reprodução/Esporte Interativo)

O herói da noite mágica para os alvirrubros foi o paraguaio Ortigoza. O gol marcante serviu para que o atacante fizesse as pazes com às redes e com o torcedor nas arquibancadas. Vivendo má fase, Ortigoza iniciou o cotejo com a Juazeirense no banco de reservas. Lelê, que voltava de lesão, foi o substituto escolhido por Márcio Goiano. A opção acabou não dando certo, com o Náutico ficando “preso” na marcação da equipe baiana.

Com um 4-3-3 variando para o 3-5-2, tendo Josa recuando pra fazer a função de terceiro zagueiro, o Timbu tinha posse, mais não conseguia levar perigo à meta da Juazeirense. Faltava alguém pra ser a referência no ataque, com Lelê em noite pouco inspirada. Robinho fez a função de centroavante, mas também não deu conta do recado. O camisa 7 teve a grande chance de abrir o placar, com o “funil” aberto e com a marcação distante na grande área, mas acabou errando a finalização.

nau1Legenda: Robinho recebe livre, mas não consegue fazer a função de centroavante e manda para fora. (Reprodução/Esporte Interativo)

Sem a referência no sistema ofensivo, o Náutico chegou a atacar com quatro homens no primeiro tempo. Mesmo assim, levava pouco perigo à defesa firme da Juazeirense, que veio à capital pernambucana disposta a dificultar e muito as ações da equipe anfitriã.  Conseguiu.

nau2Legenda: Náutico tentando atacar com quatro homens na grande área. No lance, Bryan tinha algumas opções para o passe, mas acabou finalizando em gol, com perigo (Reprodução/Esporte Interativo)

Vendo sua equipe “travada” na marcação adversária, Mácio Goiano resolveu mudar na segunda etapa. Corrigiu seu próprio erro inicial, sacando Lelê e colocando Ortigoza em campo. O paraguaio entrou com vontade de mostrar serviço e o Náutico melhorou consideralvemente no jogo.

A primeira chance clara no segundo tempo veio com o próprio Ortigoza. O atacante do Náutico recompôs para roubar a bola, liberando a subida de Jonnathan, pela esquerda, e Robinho, pela direita. No lance, ele finalizou de longe e por muito pouco não surpreendeu o goleiro Tigre, que se só evitou o gol graças à uma bela defesa.

nau3Legenda: Ortigoza recua para recuperar a bola e dá opção nas laterais, mas acaba finalizando em gol. Quase abriu o placar na Arena (Reprodução/Esporte Interativo)

Com o Náutico vivendo seu melhor momento no jogo após a entrada de seu camisa 30, a Juazeirense se viu obrigada a apertar ainda mais a marcação. Os baianos chegaram a marcar com uma linha de seis homens, impedindo a penetração pelo meio e forçando o Timbu a explorar jogadas pelas laterais, com bolas lançadas na área.

Por ironia do destino, foi pelo alto que saiu o gol do Náutico, praticamente no último lance do jogo, após o juiz assinalar seis minutos de acréscimo. Luiz Henrique acertou cruzamento preciso da direita e Ortigoza, com faro de artilheiro, cabeceou no contrapé de Tigre, que ainda conseguiu triscar na bola, mas nada mais pôde fazer.

@holandareporter

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s