Do céu ao inferno em 4 dias: ANÁLISE TÁTICA SÃO PAULO 3×1 CORINTHIANS

Por Michel Fellipe

O Corinthians entrou em campo no último sábado (21) contra a equipe do São Paulo, no Morumbi, para dar sequência à boa fase que o clube vivia, 4 jogos sem perder (3 vitórias e 1 empate).

Osmar Loss promoveu duas mudanças na equipe, sai Mateus Vital e entra Marquinhos Gabriel, essa por opção técnica e a outra mudança foi a saída de um centroavante por outro, sai Roger com uma entorse no tornozelo e entra Jonathas, que faria sua estreia como titular na equipe. A equipe que iniciou o jogo contra o São Paulo foi: Cássio, Fagner, Pedro Henrique, Henrique e Danilo Avelar; Gabriel, Renê Junior, Romero, Rodriguinho, Marquinhos Gabriel; Jonathas. O 4-2-3-1 se manteve.

O Corinthians viveu dois extremos durante o jogo. Fez um primeiro tempo perfeito no quesito de organização defensiva. Negou os espaços a equipe tricolor e marcou bem o principal articulador da equipe adversária, o meio-campo Nenê. O São Paulo com dificuldades para entrar na defesa alvinegra pelo chão passou a explorar o jogo aéreo, que tem sido uma grande deficiência no setor defensivo do Corinthians. Durante todo o primeiro tempo o São Paulo buscava acelerar o jogo e Corinthians quebrava sempre o ritmo, cometendo faltas. É perceptível em fase defensiva que o time de Loss marca em 4-2-4 no campo do adversário e quando o adversário consegue a progressão, o Corinthians marca no 4-4-2, com as duas linhas defensivas marcando em zona e muito compactada.

A transição defensiva do Corinthians, que sempre foi um ponto forte da equipe, tem sido um fato preocupante, e isso está ocorrendo por dois fatores, 1 – O pressing mal feito; 2 – O time está “torto”, quando o time ataca, os dois volantes da equipe dão sustentação aos jogadores do lado que estão atacando, deixando o lado oposto exposto.

cor1Gabriel e Renê dão sustentação ao lado de ataque e deixam o outro lado mais exposto, tal ato é para em caso de perda da posse, o Corinthians recupere rapidamente, pois estará em superioridade. Mas em caso de uma virada rápida de jogo o Corinthians pode se complicar. (foto reprodução)

Ainda falando do primeiro tempo, agora sobre a organização ofensiva da equipe, nesse jogo o Corinthians apostou muito na saída longa, buscando encontrar o centroavante Jonathas, para dar início a jogada, o que pouco aconteceu no jogo. Com a posse de bola, o Corinthians não consegue progredir, sempre com muitos passes de segurança, virando o jogo em U e quando pressionado, perdendo a bola facilmente. Grande parte dessa não progressão pelo setor de meio campo deve-se pelo fator de Renê Júnior que esteve bastante estático, se movimentando e infiltrando pouco, dando muitos passes de segurança, fazendo com que o Corinthians tenha dificuldade de sair jogando pelo meio.

Na transição ofensiva, o Corinthians trabalha pouco a posse e tem tentado sempre um ataque direto e mais vertical, sempre acionando os seus extremas, Romero pelo lado direito e Marquinhos Gabriel pelo lado esquerdo ou Danilo Avelar, que já se mostrou um lateral bastante ofensivo, por várias vezes o Marquinhos centralizou e o Danilo Avelar gerou amplitude pelo lado direito.

cor2Extrema(Clayson) por dentro e Lateral (Avelar) gerando amplitude, fato que está acontecendo constantemente no lado esquerdo do ataque alvinegro.(Foto reprodução)

O segundo tempo, foi um desastre para o time do parque São Jorge. Logo no início do segundo tempo o São Paulo abriu o placar, em um lance de bola Aérea, uma grande deficiência do Corinthians como foi dito acima. A partir disso, o Corinthians foi obrigado a sair para o jogo, e foi sem sucesso, com muitos erros de passes, tomadas de decisão erradas, como a que resultou no segundo gol São Paulino, onde Gabriel recuou a bola displicentemente, Cassio tentou sair nos pés do Reinaldo e não obteve sucesso. O terceiro gol saiu de uma rebatida de escanteio, a bola sobrou para Reinaldo que arriscou de fora da área e o goleiro Cássio aceitou.
O Corinthians ainda marcou o gol de honra, Jadson mais uma vez mostrou sua grande visão de jogo, e fez um lançamento milimétrico para Jonathas marcar seu primeiro gol com a Camisa do Corinthians.

@MichelFellipe10

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s