PRÉ-JOGO ENTRE BÉLGICA x JAPÃO

Por Juan Carlos Moura, Leonardo Hartung e Rafael Lima

Pela segunda vez na história, Bélgica e Japão se enfrentam em uma Copa do Mundo. Em 2002, as Seleções ficaram no empate em 2×2 ainda na fase de grupos. Agora é hora de mata-mata: quem perder, volta para casa.

BÉLGICA

A Bélgica entra em campo às 15 horas (horário de Brasília), com duas missões. A primeira mostrar para o mundo que ainda vale a pena jogar com a bola nos pés. Propor o jogo, agredir o adversário, encurralar e, claro, vencer o jogo. A Bélgica teve em média 52% de posse de bola nas partidas, em uma Copa em que as 3 equipes que tiveram o maior percentual de posse de bola já estão com as malas prontas pra casa (1° Espanha. 71,3%. 2° Alemanha 67,3%. 3° Argentina. 62,8%)

A segunda é mostrar que a Bélgica não veio à Copa para fazer figuração, para isso precisa despachar a boa e organizada equipe japonesa. A Bélgica talvez seja o mais destacado favorito nessa fase de oitavas de final, o que não quer dizer que a partida será fácil.

O técnico Roberto Martinez terá pela primeira vez nesse Mundial todos os jogadores a sua disposição. A Bélgica deve ir a campo com: Courtois, Alderweireld, Vermaelen (Boyatá- Kompany) e Vertonghen; Meunier, Witsel, De Bruyne, Hazard, Mertens e Carrasco; Lukaku.

bepre

Pendurados: Vertonghen, Meunier, De Bruyne, Dendoncker e Tielemans

JAPÃO

Depois de descansar boa parte dos titulares e flertar com a eliminação contra a Polônia, Akira Nishino terá toda a equipe japonesa à sua disposição para o duelo contra os belgas.

Variando sempre entre 4-2-3-1 e 4-4-2, o Japão tem uma saída de bola sempre sustentada pela sua dupla de meias centrais. Para deixar a construção japonesa ainda mais qualificada, Gen Shoji ganhou a vaga de Makino ainda na estreia contra a Colômbia.

japaopre

O homem a ser temido pelo lado belga atende por Gaku Shibasaki. O meia do Tenerife é quem dita o ritmo da Seleção Japonesa participando de construção e criação de jogadas e é o jogador japonês que mais dá passes para companheiros dentro da área (acertou 11 em 20 tentativas, 55% de aproveitamento).

Outro ponto forte da equipe comandada por Akira Nishino é a dobradinha Nagatomo-Inui pela esquerda. Segundo o WhoScored.com, o Japão é equilibrado na hora de atacar (39% dos ataques saem pelo lado esquerdo e 38% saem do lado direito), mas a diferença aparece nas situações que geram finalizações. 26% das finalizações japonesas saem pelo lado esquerdo, e apenas 13% saem da direita, fazendo do Japão o quarto país que mais finaliza pela esquerda atrás de Brasil, Bélgica e Argentina.

A Seleção Japonesa terá que tomar muito cuidado com o sistema ofensivo belga. Afinal, todos os nove gols marcados pelos belgas na Copa do Mundo até aqui saíram de dentro da área adversária. Desatenções como nos gols sofridos contra Senegal e Polônia podem ser fatais nesse ponto da competição.

O Japão deve ir a campo com: Kawashima, Hiroki Sakai, Yoshida, Gen Shoji e Nagatomo; Hasebe, Shibasaki, Haraguchi, Kawaga (Honda) e Inui; Osako.

Pendurados: Kawashima, Makino, Hasebe e Inui

 

@10juancarlitos

@rafjoga101983

@HartungLeo

Anúncios

Um comentário sobre “PRÉ-JOGO ENTRE BÉLGICA x JAPÃO

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s