‘És para vos!’ Messi abre o placar, Rojo se veste de herói e Argentina garante classificação: ANÁLISE TÁTICA ARGENTINA 2×1 NIGÉRIA

Por Michel Corbacho 

Coração! A Argentina foi muito coração na última partida do Grupo D e conquistou uma vitória diante da Nigéria por 2 a 1. Em bela partida de Lionel Messi, que enfim desencantou com a camisa da Argentina na Rússia e marcou um belíssimo gol que abriu o placar para a ‘albiceleste’.

Além do destaque para Messi, não se pode deixar de citar nomes como os de Éver Banega, que acertou cerca de 90% dos passes, e Javier Mascherano – apesar da falha no pênalti cometido – foi quem mais acertou passes na Argentina.

Os volantes foram os principais responsáveis pelo ritmo de jogo no meio de campo da seleção de Sampaoli, evitando que Messi recuasse tanto para iniciar as jogadas ofensivas.

O primeiro gol da Argentina na partida partiu de um excelente lançamento de Banega para Messi, se infiltrando na área e com muita frieza estufando as redes do goleiro nigeriano.

Éver Banega tem muita qualidade técnica, principalmente com a qualidade de fazer o jogo da sua equipe fluir, passes infiltrados e aumento da criatividade no setor. Porém, geralmente, precisa ser mais intenso. Na partida diante da Nigéria, Banega foi intenso, por isso foi um dos destaques da Argentina em campo.

O mapa de calor de Banega exemplifica muito do que foi o jogador na partida. Ditando o ritmo pelo lado esquerdo, oferecendo qualidade e precisão nos passes e tentando levar a bola até Lionel Messi mais à frente. 

mapacalormessi

banega

Diante da presença de Banega no meio de campo formando uma trinca de volantes com Mascherano e Enzo Pérez, o posicionamento de Messi foi mais avançado, próximo do gol, onde o gênio argentino torna-se mais letal.

Messi atuou muito da direita para o centro, apesar da bastante mobilidade do ‘camisa 10’, pôde ser visto no flanco direito. A partir do setor, Messi conseguiu se infiltrar e marcar o primeiro gol da Argentina, além de outro belo passe para deixar Higuaín de frente com o goleiro nigeriano, mas o atacante da Juventus não conseguiu concluir.

messi

Sampaoli decidiu por uma equipe titular mais experiente com aqueles jogadores que mais atuaram com a camisa da seleção neste ciclo. A Argentina conseguiu sair na frente do placar, manteve a tranquilidade e foi superior durante toda a etapa inicial.

Nos primeiros 45 minutos, foram 63% de bola em prol da equipe de Sampaoli que, por características, busca ser protagonista e ter o controle do jogo e da posse. Muito pelo recuo da Nigéria e imposição da Argentina em busca do gol da vitória, a ‘albiceleste’ terminou a partida com 67% de posse de bola, 91% de efetividade nos passes.

Apesar dos bons números da Argentina na partida, a equipe ainda demonstrou um descontrole emocional após ter sofrido o empate e ter que buscar o placar a qualquer custo. Qualidade técnica e muita disposição em campo fizeram da Argentina uma equipe vencedora na partida diante dos nigerianos, porém ainda está claro que Sampaoli precisa melhorar a organização tática – novamente apresentada – pela seleção Argentina.

@michelcorbacho

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s