Brasil usa a principal arma da Sérvia e mata o jogo: ANÁLISE TÁTICA BRASIL 2×0 SÉRVIA

Por Ícaro Caldas e Charlton Júnior

O Brasil enfrentou o adversário mais difícil do seu grupo, a Sérvia, e venceu pelo placar de 2×0 com gols de Thiago Silva e Paulinho, ambos da fracassada seleção de 2014.

O Brasil começou marcando sob pressão no campo da Sérvia, mas não durou muito tempo. Logo baixou seu bloco e deixou a bola com os sérvios, que passaram a gostar do jogo. A Sérvia adora ter a bola nos pés, reflexo da qualidade técnica dos jogadores, principalmente no setor de meio campo. 

A Sérvia não levava tanto perigo à Seleção Brasileira. A troca do Ivanovic pelo Rukavina limitou bastante a principal jogada dos sérvios, que era a chegada forte pelo lado direito com a dobradinha Tadic-Ivanovic, visando sempre o Mitrovic (completamente anulado pelo sistema defensivo). Essa mudança ocorreu devido ao fato do Brasil ter um lado esquerdo muito forte, um jogador mais ágil poderia entregar mais no momento defensivo, mas isso não deu muito certo, pois a Sérvia tinha a bola por ter e nada mais. Contudo, sua marcação era, de certa forma, encaixada e bem distribuída em campo.

tchauCom uma marcação não tão agressiva, mas completamente equilibrada, a maior parte do primeiro tempo não permitia espaços para o Brasil.

Logo no minuto 10, o Brasil perdeu um dos seus melhores jogadores (Marcelo) e o seu substituto fez uma partida muito boa. O Filipe Luís entrou no jogo num momento tenso e jogou com maior naturalidade, apoiando (dando opções de passes para Coutinho, Neymar e Jesus) ou marcando tempo de bola, leitura de espaço e posicionamento. Por isso eu destaco que todos os quatro do sistema defensivo tiveram uma grande exibição.

Obs: os laterais são reservas e ofereceram outra dinâmica à seleção.

Aos 36 minutos de jogo, o Brasil abriu o placar após uma jogada genial e controle entre espaço e tempo. Foi dada muita liberdade ao Coutinho. Jesus arrasta dois marcadores, enquanto abria-se um buraco no sistema defensivo dos sérvios. Paulinho vê o espaço e infiltra perfeitamente até concluir a jogada.

jesus

O Brasil criava situações de gol, mas não conseguia finalizar e teve dificuldades em ambos os tempos.

No segundo tempo, o Brasil voltou acomodado nos primeiros minutos e começou tomando pressão. Novamente, a Sérvia começou a impor o seu estilo de jogo, assim como em um momento do primeiro tempo, causando um certo perigo, principalmente nas jogadas aéreas com o Mitrovic, mas o sistema defensivo brasileiro estava nos seus melhores dias. Thiago Silva e Miranda deram aula de como defender: ambos muito sólidos, seja por cima, por baixo, desarmando, se posicionando bem demais. Casemiro é outro jogador de uma importância gigantesca nas suas recuperações de bola: tira a bola da pressão, cobre os laterais e os zagueiros. Monstro. É o melhor nesta função atualmente.

caseFonte:Sofascore

Pelo lado Sérvio, muito se esperava do Milinkovic-Savic, que na partida de hoje foi recuado para auxiliar o Matic na saída e na criação do jogo. Entretanto, mais uma vez ele não correspondeu às expectativas, não acertou uma grande quantidade de passes – o que lhe é peculiar – e dos que acertou, nenhum foi decisivo, nenhuma finalização ao gol, praticamente obsoleto em campo. A jovem promessa deixou a desejar na Copa do Mundo.

Aos 68 minutos, a consagração de um jogador que é feito de chacota por ser emocional e negligenciam o seu talento. Após escanteio cobrado por Neymar, o Miranda sofre a falta e o Thiago Silva sobe sozinho para cabecear, fazer o gol e mostrar o porquê de ter ganho a vaga do Marquinhos. O Brasil despachou a Sérvia e mostrou quem é que iria para as oitavas de finais enfrentar o México.

Agora é descansar, recuperar, treinar e se concentrar para a batalha contra o México, que será difícil. Já a promissora Sérvia, terceira colocada no grupo, foi eliminada, deixando um gosto doce, de certo modo, para os sérvios. Com um grupo jovem e praticando um futebol considerado moderno, a tendência é cada vez mais evoluir, almejando figurar entre as principais Seleções do futebol mundial.

@caldas_icaro e @chaarltonjunior

 

Anúncios

2 comentários sobre “Brasil usa a principal arma da Sérvia e mata o jogo: ANÁLISE TÁTICA BRASIL 2×0 SÉRVIA

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s