Finalmente um Africano venceu (e convenceu): ANÁLISE TÁTICA POLÔNIA 1 X 2 SENEGAL

Por Maurício WiklickyGêra Lobo

Senegal começou com o pé direito a edição 2018 da Copa do Mundo. Apresentando uma obediência tática primorosa, além de uma eficiência no ataque, aproveitando os erros dos poloneses, a equipe de Aliou Cissé conseguiu controlar as ações durante praticamente todo o jogo. A força física e a velocidade quando recuperou a bola foram essenciais para a vitória por 2 a 1 dos Leões, únicos africanos a vencerem na primeira rodada.

A equipe saiu com seu esquema tradicional, o 4-4-2, que servia tanto no momento ofensivo, como no defensivo. No primeiro tempo, a defesa senegalesa foi meio que intransponível. Os poloneses tentaram bastante, principalmente pelo meio, mas o comprometimento tático de duas linhas muito bem formatadas, com Mané e Sabaly de um lado e Sarr e Wagué do outro, não deixaram a Polônia criar como gostaria, tendo que atacar por dentro, o que não era nada fácil, ainda mais pela combinação de força física e velocidade com N’Diayé e Gueyé.

senegal1

Por dentro, quase nenhum espaço cedido, ainda mais pelo avanço dos zagueiros no último terço do campo. N’Diayé e Gueyé sempre muito bem posicionados (Foto: Reprodução).

Com um futebol reativo em grande parte da partida, Senegal sempre buscava chegar com superioridade númerica quando tinha a bola. A teoria explicada na análise pré-Copa em relação aos dois homens recuados do meio campo (N’Diayé-Gueyé) foi aplicada logo no primeiro gol dos africanos na Rússia. A presença de Gueyé no momento ofensivo abriu portas para uma chance pelo chão para Senegal, que até aquele momento da partida tinha chegado mais pelo alto ou em ligações diretas, sempre buscando a velocidade de Niang, Mané ou Sarr.

senegal3.png

Mané avança pelo meio, atrai a atenção de dois defensores e Gueyé aparece como opção na entrada da área e conta com a sorte no gol. Ainda tinha a boa opção de Sarr pela direita (Foto: Reprodução).

A Polônia por sua vez tinha dúvidas quanto ao esquema a ser utilizado. Comentamos na análise pré-copa sobre as dúvidas dos esquemas da Polônia. Para o início do jogo Milik entrou para ser o companheiro de Lewandowski no ataque e assim tentar um maior volume ofensivo, o que não deu certo, pois Polônia não tinha criatividade, em especial pela marcação em Krychoviak.

Tudo esperado, até pelas características dos jogadores, antes da estreia de Senegal foi “aplicado”, por assim. Como dito no início do texto, foi impressionante ver a dedicação de Senegal na estreia. Os comandados de Aliou Cissé não pararam de correr um segundo sequer. No ataque, muita velocidade em todas as ocasiões, buscando o 1 contra 1 e as infiltrações, ainda mais pela qualidade do quarteto de frente. Defensivamente, muito bem compactado, linhas bem postadas, conseguindo subir as mesmas, principalmente no segundo tempo, com a Polônia mudando seu esquema para três zagueiros. Grande trabalho do início ao fim.

Essa mudança polonesa se deu através de um 3-5-2 (outra das possibilidades testadas pré copa). Com três zagueiros a esperança era de uma saída de bola mais qualificada, assim liberando Krychoviak para criar as jogadas a partir do meio, tendo maiores opções na frente. Mais uma vez não deu certo, devido a marcação senegalesa na saída de bola, fazendo com que aos lançamentos diretos ao ataque fossem a principal jogada polonesa.

O grande destaque do triunfo senegalês, no meu ponto de vista, foi Idrissa Gueyé. Muito além da participação no gol, o volante do Everton foi ativo durante toda a partida. Atuou como um controlador de espaço, avançou sua marcação no momento exato e esteve presente em vários campos de ações do jogo, sempre com muita intensidade. Chegou muito bem a frente quando a equipe precisou também.

senegal

O controlador e intenso Idrissa Gueyé (Foto: SofaScore)

Se a grande atuação da estreia será repetida contra o Japão, não dá para saber, ainda mais pelas diferenças de um jogo para outro. Porém, espera-se um time bem intenso, como sempre, o que é meio preocupante para os japoneses, que evitam ao máximo o jogo físico. Senegal pode chegar muito longe se manter atuações como esta.

@mwgremio e @gerinhalobo_

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s