OS ESCANTEIOS COLORADOS – Análise das cobranças do Inter no 1º semestre de 2018.

Por Luiz Doering

OBS: Para compreensão total dos conceitos utilizados, sugiro a leitura do primeiro texto sobre os escanteios do Inter, publicado em março, que pode ser lido aqui

Quem me acompanha pelo Twitter (@lfmdoering) e pelo MW há mais tempo sabe que me preocupo bastante com as cobranças de escanteio. Porque? Simples. Escanteios são lances recorrentes, no campo de ataque, onde a bola está parada – me dando a oportunidade de posicionar minha equipe da forma que eu quiser – e, historicamente, são muito mal aproveitados.

Em março, publiquei uma análise dos escanteios do Inter e os dados coletados mostraram muitas coisas interessantes: que D’Alessandro é (de longe) quem mais bate, mas não é quem tem o melhor aproveitamento; que o gringo cria muito mais perigo quando cobra pelo lado esquerdo e que é quase inofensivo quando bate pelo lado direito; que Camilo e Nico López (2º e 3º) tinham praticamente o mesmo número de cobranças e que Edenílson, de ótimo aproveitamento, deveria bater mais vezes.

Com a parada para a Copa do Mundo decretando o final do primeiro semestre para os clubes brasileiros, tive a oportunidade de atualizar o estudo acerca dos escanteios colorados em 2018. Vamos aos números:

Desde a estreia no Gauchão em 19 de janeiro até a vitória contra o Vasco, em 14 de junho, o Colorado teve 195 escanteios a seu favor, 91 pelo lado direito e 104 pelo lado esquerdo. Dentre todos os escanteios cobrados, apenas 58 (29,7%) geraram oportunidades, mas como referido anteriormente, nem todas as oportunidades resultam em finalizações. Os escanteios que terminaram em finalizações totalizaram 41 (21%). Mas a exemplo das oportunidades, nem todas as finalizações se transformam em gols (que é o que realmente importa), e de todos os 195 escanteios colorados em 2018, apenas 8 (4,1%) modificaram o placar em favor do Inter.

O aproveitamento do Inter nas cobranças de escanteios fica dentro da média das equipes brasileiras, mas por se tratar de um lance tão corriqueiro (o Inter cobra, em média, 6 escanteios por partida no Brasileirão), acredito que poderíamos trabalhar melhor esse lance. Será necessário aumentar essa média para que possamos nos manter próximos do topo da tabela no segundo semestre e, se obtivermos sucesso, poderá ser um diferencial a nosso favor.

A exemplo do primeiro levantamento, D’Alessandro ainda é o atleta que mais cobra escanteios (81, ou 42% das cobranças), com larga vantagem para os demais. Cabe salientar que o argentino não participou das últimas 7 partidas do Inter e ainda assim lidera por muito o ranking de cobradores, o que nos leva a crer que, se estivesse atuando, sua vantagem para os demais seria ainda mais dominante.

Gráfico de Rodela

O segundo nome é uma surpresa: Lucca, um dos últimos atletas a desembarcar no Beira-Rio, já cobrou 30 escanteios com a camisa do Inter, o que corresponde a 15% do total de escanteios da temporada. Depois dele, Camilo (27), Nico López (24), Juan Alano (12), Rossi (7), Edenílson (6) e Wellington Silva (6) fecham a lista*.

% de cobrança por atleta

Os números, pura e simplesmente, nos dizem pouco. Os problemas começam a aparecer quando verificamos o aproveitamento dos cobradores na criação de oportunidades, finalizações e gols. Para ilustrar isso, montei o quadro comparativo abaixo, com os percentuais de cada cobrador, tanto no aspecto geral quanto nos lados direito e esquerdo. O espectro de cores (do verde ao vermelho) nos ajuda a identificar os problemas.

Tabela - Completa

Percebam que, ao olharmos para os números absolutos, Andrés D’Alessandro é quem mais criou oportunidades (24), finalizações (17) e gols (3) através de cobranças de escanteio. Todavia, ao olharmos para os percentuais de aproveitamentos do gringo notamos claramente que ele não possui o melhor aproveitamento em nenhum dos pontos analisados. Camilo, por exemplo, cobrou apenas 27 escanteios, mas seu aproveitamento em criação de oportunidades é de 37% (contra 29,6% de D’Alessandro). O mesmo se repete com as finalizações e com os gols, onde D’Alessandro tem aproveitamento inferior a outros cobradores.

Outro ponto interessante é analisarmos a diferença que continua existindo entre as cobranças de D’Alessandro pelo lado direito e pelo lado esquerdo. Cobrando de canhota pelo lado esquerdo (onde a bola faz a curva “fugindo” do goleiro) D’Alessandro gera muito mais perigo para o adversário e seus números estão entre os melhores do elenco colorado, justificando a escolha pelo gringo nesse lado. Entretanto, cobrando escanteios de canhota pelo lado direito (onde a bola faz a curva “procurando” o goleiro), o aproveitamento do craque colorado cai bastante, ficando atrás de nomes como Camilo (de excelente aproveitamento, diga-se), Juan Alano, Rossi, Nico López e até Edenílson, o que me leva a crer que seria mais interessante optar por um desses jogadores para as cobranças realizadas pelo lado direito do campo.

Mas talvez o ponto mais curioso ainda esteja por vir. Como mencionei acima, D’Alessandro não participou das últimas 7 partidas do Internacional do Brasileirão, o que me levou a montar uma segunda tabela, a partir do jogo contra a Chapecoense (1ª partida fora do gringo) para ver como os escanteios colorados foram geridos sem o seu principal cobrador. E o resultado é assustador.

Sem D’Alessandro, Lucca, recém-chegado, tomou conta das cobranças de escanteio. O atacante colorado cobrou 24 dos 40 escanteios pós-lesão de D’Alessandro, sendo responsável por 60% das cobranças depois da saída do capitão colorado. O grande problema é que o aproveitamento de Lucca é disparado o pior entre todos os cobradores nesse período. Suas 24 cobranças resultaram em apenas uma oportunidade (4% de sucesso), uma finalização (4%) e nenhum gol (0%). Apenas em termos comparativos, no mesmo período Nico López cobrou 5 escanteios, gerando 3 oportunidades (60%), 3 finalizações (60%) e 1 gol (20%). Camilo, por outro lado, cobrou 3 escanteios no período, que resultaram em 1 oportunidade (33%), 1 finalização (33%) e 1 gol (33%).

Cobranças - Sem D'Alessandro

Não há como explicar, através dos números, a razão pela qual Lucca continua cobrando os escanteios colorados na ausência de D’Alessandro. Seu aproveitamento nesse lance é extremamente baixo e existem outras opções com um percentual de sucesso muito mais relevante do que ele.

Uma observação que se faz necessária: a matemática nos mostra aqueles que praticam uma determinada ação mais vezes, fatalmente terão percentuais de acerto menores, o que explica, em parte, a razão pela qual D’Alessandro e Lucca continuam cobrando escanteios enquanto outros atletas apresentam índices superiores. Em outras palavras, não há nada que garanta que os percentuais desses atletas se manteriam no nível mais alto se cobrassem tanto quanto D’Alessandro, por exemplo.

Ainda assim, é notório que os atuais cobradores colorados não apresentam boas taxas de sucesso. Minha sugestão à comissão técnica do Inter é que em um primeiro momento, deixe as cobranças de escanteio a cargo dos jogadores que possuem um aproveitamento mais alto (Nico, Camilo, Edenílson, Rossi…).

Para que possamos comparar de modo equânime e justo as taxas de sucesso, o número absoluto de cobranças não pode ser tão discrepante entre os atletas. Quando o número de cobranças estiver mais equilibrado, aí poderemos ter uma noção mais clara de quem deve participar desses lances.

Continuarei acompanhando os escanteios colorados no restante de 2018 para avaliar se aprimoramos esse lance tão importante e que pode ser tão decisivo para almejarmos coisas maiores na competição. Qualquer dúvida ou sugestão, estarei sempre aberto ao diálogo!

* Cláudio Winck e Zeca, ambos com apenas uma cobrança cada, não foram considerados na lista em razão da amostragem de ambos ser muito pequena para ser analisada.

@lfmdoering

#AprendemosJuntos

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s