BOLA NA PEQUENA ÁREA É DO GOLEIRO?

Por Valdir Bardi

suica

Crescemos ouvindo que goleiro brasileiro tem dificuldades em sair do gol, pessoalmente acho que temos dificuldades em gerenciamento de espaço, de forma geral, mas o assunto não vem ao caso. Voltemos a falar sobre a bola aérea e acho que é uma dificuldade de todos os goleiros no mundo, um lance de complexidade única, que, como todos os outros, deve ser analisado, fracionado e trabalho para sua melhora, contendo parte técnica, física, tática e cognitiva.

Devemos, durante a fase de análise, entender que o goleiro não está ali sozinho e principalmente nesses lances deve se observar a sua conduta de forma integral com a equipe, esteja a mesma defendendo por zona, marcação individual ou mista. A Seleção Brasileira, que fez um bom jogo, faltando mais precisão na hora finalização, sofreu um duro golpe na única vez em que a Suíça foi ao ataque com perigo. Num tipo de lance que, até o momento, já foi responsável por mais de 45% dos gols nesse começo de Copa do Mundo.

Sem mais delongas, analisaremos ação que resultou no gol de empate:

Posicionamento: Alisson, como goleiro, entende mais que todos nós e se posicionou de maneira correta. O escanteio foi do seu lado esquerdo e o batedor o fez com o mesmo pé, uma batida fechada como costumamos dizer. O posicionamento da defesa pouco ajudou o goleiro. Miranda que sofrera falta não marcada fica a frente de seu marcador e Casemiro, último homem do tripé, muito recuado automaticamente tira o espaço que seria de reação do goleiro Alisson.

Ação: sejamos sinceros, a cobrança de Shaquiri teve muita qualidade. Uma bola rasante, no primeiro pau, que resultou na perda de tempo de bola de Casemiro e, consequentemente mal posicionado e empurrado, Miranda só assistiu Zuber cabecear em cheio para as redes do gol brasileiro. Alisson pouco teve o que fazer devido ao posicionamento defensivo do Brasil e forte cabeceio do suíço.

Conclusão: muita gente dizendo que goleiro deveria sair, que ali a bola é do goleiro, até se tem alguma razão. Entretanto nesse caso, havia uma linha de 2 jogadores antes do único jogador suíço (que atravessou toda a área brasileira com alguma e alertante liberdade), Alisson tomou a decisão de não sair e acabou sofrendo gol sem chances de defesa. Acreditamos ainda que na primeira instância, para antecipar Casemiro, o goleiro não teria que tomar uma decisão e sim ter uma reação muito rápida, pela velocidade em que essa bola ali chegou, depois que a mesma passou de Casemiro, só com poderes extraordinários para interceptá-la. Sendo assim a bola na pequena área até pode ser do goleiro, mas lembrem-se, jogamos juntos com mais 10 jogares que se não colaborarem, fica realmente difícil essa bola ser nossa.

Mas essa é só a nossa opinião, deixe a sua aí nos comentários. Opiniões bem argumentadas com bom senso acima de tudo serão muito bem vindas.

@bardigkcoach

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s