Quem deve jogar pela direita no SPFC?

Por Pedro Galante

Os pontas são peças essenciais no esquema de Diego Aguirre. São eles os responsáveis por puxar os contra-ataques, auxiliar Nenê e Diego Souza na hora de pressionar a saída de bola do adversário e ajudar na recomposição, negando espaços e lutando pela bola.

Everton tem sido perfeito como ponta direita. Sempre recompõe da maneira correta, é preciso no bote, seja no próprio campo ou no adversário, e é intenso na hora de dar opção em profundidade. Não à toa é um dos jogadores mais influentes dentro do jogo. Depois de Nenê, é o jogador que mais deu passes importantes por jogo. Segundo o WhoScored, 43% de todas as jogadas da equipe acontecem pelo lado esquerdo, e 30% das finalizações partem desse setor.

esq
Estatísticas do ataque do SPFC. (Foto: WhoScored)

Resumindo, o lado esquerdo tem sido quase perfeito. Em contrapartida, o lado direito ainda precisa ser ajustado. Com as saídas de Marcos Guilherme e Valdívia, o setor passa a ser uma incógnita. Vamos abordar a seguir, as opções de Aguirre.

Araruna como ponta-volante

Foi assim que o São Paulo jogou contra o Atlético-PR e o América. Araruna é volante de origem, mas pode ser utilizado pelo lado. Sua presença dá mais segurança defensiva e gera superioridade numérica no meio campo, com isso o São Paulo ganha mais força no meio campo para realizar combates e consegue dar mais liberdade a Nenê para se movimentar por todo o campo sem muitas preocupações defensivas. A grande desvantagem é a falta de profundidade. Por não ser ponta de origem, Araruna não é vertical e não ataca o lado tão bem, raramente o vemos buscando uma jogada na linha de fundo. Isso torna a equipe dependente das jogadas pelo lado esquerdo, tornando-a previsível.

ara.png
Araruna aparece por dentro para fechar os espaços do CAP. (Foto: Premiere/ Pedro Galante)

Régis de meia direita

Régis não vem recebendo muitas oportunidades, o que pode indicar que Aguirre não pretende usá-lo, mas é inegável que é uma opção. Régis é lateral de origem, mas tem como principal característica o apoio ao ataque, inclusive jogou algumas partidas com Aguirre como ala, sempre avançando bastante. O grande defeito de Régis é a qualidade técnica, apesar de ocupar o espaço de forma agressiva, ele não tem muitos recursos para ser perigoso com a bola.

regis.png
Régis jogando como meia direita contra o Fluminense. (Foto: Premiere/ Pedro Galante)

Paulinho ou Caíque

Paulinho e Caíque são produtos de Cotia. Pontas de muita velocidade e drible, agressivos na hora de buscar a jogada pelo fundo e com qualidade técnica para finalizar as jogadas seja com um passe ou uma finalização. O que pesa contra esses garotos é justamente a idade, por serem jovens ainda estão em processo de amadurecimento e assumir a titularidade pode ser um peso muito grande.

Algumas pessoas vão falar sobre Lucas Fernandes e Shaylon, mas os dois atuam bem melhor por dentro e, acredito eu, não serão usados na ponta por Aguirre.

Há ainda a possibilidade de que algum jogador seja contratado para a posição, mas, pelo menos por hora, não apareceu nenhuma especulação que seja. A parada para a Copa do Mundo será fundamental para a equipe descansar e Aguirre resolver o seu dilema da ponta direita.

@pedro17galante

 

 

 

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s