A boa geração sul-coreana quer ir longe na Rússia – ANÁLISE TÁTICA DA CORÉIA DO SUL

Por Leonardo Hartung

A Coreia do Sul comandada pelo alemão Uli Stielike não empolgou nas Eliminatórias Asiáticas. Shin Tae-yong assumiu faltando duas rodadas para o fim das Eliminatórias e após dois empates os sul-coreanos só evoluíram desde então. E com jogadores como Son Heung-min, Ki Sung-yueng, Lee Jae-seung e Hwang Hee-chan, podem surpreender no Grupo F.

A Coreia do Sul tem preferência por uma saída de jogo pelo chão contando com os seus jogadores próximos e oferecendo opções de passe. Um dos meias sul-coreanos (Kim Sung-yueng é quem costuma aparecer mais) recua até os zagueiros podendo realizar uma saída de três. Os laterais abrem o campo de jogo gerando amplitude pelos lados.

COREIACOREIA DO SUL SAÍDA DE TRÊS x IRLANDA DO NORTE

A transição ofensiva da Coreia do Sul também varia entre passes rápidos para manter a posse da bola e assim avançar ou uma progressão vertical em velocidade, ambas facilitadas pela proximidade dos jogadores no campo de jogo. A situação e o contexto dirão qual das duas possibilidades será executada.

Um dos pontos fortes da Coreia do Sul no campo de ataque é a constante movimentação de seus homens de frente. Son Heung-min, Hwang Hee-chan, Lee Jae-seung, Lee Seung-woo… Dinamismo e total imprevisibilidade com velocidade e com seus dribles. Disso destoa Kim Shin-wook, outra opção para o ataque sul-coreano. Atacante mais fixo com os seus 1,98m de altura e eficiente nos pivôs e toques de primeira, é uma alternativa em caso de ineficiência ofensiva e necessidade de bolas na área.

WhatsApp Image 2018-06-11 at 19.07.46

Interessante ressaltar o equilíbrio da Coreia do Sul e sua capacidade em se adequar às necessidades dos jogos. A equipe consegue variar sem problemas entre proposição e reação, além de contar com um elenco bastante versátil.

Quando a equipe adversária tem que iniciar o jogo pelo goleiro através de um tiro de meta, a Coreia do Sul costuma subir as suas linhas de marcação, mas não repete o movimento quando os zagueiros adversários têm que iniciar a construção já com a bola em jogo. Neste momento, a prioridade é manter as linhas defensivas bem próximas e evitar o avanço adversário. O bloco defensivo costuma variar entre alto e médio.

A Coreia do Sul sempre estará com os seus jogadores bem alinhados e próximos. A marcação é mista, com perseguições variando entre curtas e médias, e não é raro ver quebras na linha defensiva sul-coreana. Já na transição defensiva é possível ver os jogadores da Coreia do Sul pressionando o adversário logo após a perda da bola na tentativa de retomá-la, comportamento possível graças à proximidade dos sul-coreanos no campo de jogo.

Caso a pressão pós-perda não funcione, é possível ver a Coreia do Sul com três ou quatro jogadores em busca de oferecer uma densidade defensiva segura (relação entre os jogadores da equipe que ataca e da equipe que se defende): a dupla de zagueiros e um ou até os dois meias.

Apesar disso, a Coreia do Sul tem como grande fraqueza a facilidade em ser atacada com bolas em profundidade entre zagueiros e laterais. Disposta em 3-4-2-1/5-3-2 contra a Bósnia, os sul-coreanos sofreram demais com os avanços do ataque bósnio do início ao fim da partida (vídeo abaixo). Outro ponto a ser explorado pelos adversários dos sul-coreanos é a insegurança dos defensores em proteger a sua própria área.

LANCES BÓSNIA x COREIA

Principal jogador: Son Heung-min.

E não poderia ser diferente. Após grande temporada na Inglaterra com 18 gols e 11 assistências em 53 jogos, o atacante de 25 anos chega como o grande nome do setor ofensivo sul-coreano por combinar velocidade, habilidade e técnica.

SON

Son é o jogador do desequilíbrio. É o melhor finalizador do elenco sul-coreano e de quem mais se espera algo, e acima de tudo os gols de sua Seleção.

Fique de olho: Hwang Hee-chan.

Os adversários da Coreia do Sul ficarão bem preocupados com Son Heung-min, o que dará chances para seus companheiros brilharem. Hwang tem 22 anos e marcou 13 gols na última temporada na Áustria.

OLHO

Veloz e inteligente para ocupar e atacar os espaços, o atacante do Red Bull Salzburg torna o ataque sul-coreano mais dinâmico e imprevisível. Bom salientar que Hwang ainda não é um jogador “pronto” e pode evoluir no controle de bola e nos dribles em velocidade.

@hartungleo

ANÁLISE GOLS

Por Pedro Cardoso Petrachini

SONFoto: Brian Lawless – PA

Gols a favor

A Coreia do Sul não tem um trabalho tão longo com seu técnico Shin Tae-Yong, que assumiu já no meio de 2017. Assim, ele teve apenas 14 partidas à frente do time até definir seus 23 jogadores. Ao todo, seu sistema ofensivo fez 20 gols, média não tão expressiva (1,42).

Pelo lado positivo, após começar com duas partidas sem marcar, foram 12 duelos seguidos balançando as redes. O artilheiro foi o grandalhão Kim Shin-Wook (1,98m), com 7 gols. Son Heung-Min (foto), estrela do time e atacante do Tottenham, fez 3, na vice-liderança.

As formas dos tentos indicam um padrão ainda incipiente, por conta do pouco tempo. As construções pelo meio foram um ponto importante: 4 gols (20%) saíram assim. Bolas paradas, com 6 (30%), também acabaram sendo fundamentais para os asiáticos.

Gols contra

A defesa de Shin Tae-Yong não funcionou tão bem, com a média ficando bem acima de 1 gol sofrido por jogo. Foram 19 nos 14 duelos, 1,35 por partida. Por 6 vezes, mais de duas bolas foram às redes sul-coreanas. Em cinco confrontos, o goleiro da equipe não foi vazado.

Contra-ataques (2), bolas paradas (3) e ligações diretas (2) dificultaram bastante a vida do sistema defensivo da equipe asiática. Somados os três tipos de lance, 7 tentos surgiram, o que representa 37%.

Jogadas que começaram pelos lados e terminaram com passes para o centro da área também incomodaram: 3 gols saíram assim, 15,7%.

@PedroPetrachini

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s